Menu
2019-07-03T13:26:05+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
xi...

Emplacamento de carros importados registra queda de 9,6% no semestre

Com o resultado, associação revisa estimativa de vendas desse tipo de carro para o ano, de 50 mil para 40 mil unidades.

3 de julho de 2019
13:21 - atualizado às 13:26
Carros em concessionária
Carros - Imagem: Shutterstock

O emplacamento de carros importados caiu 9,6% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2018. No total, foram 16.219 veículos.

Com o resultado, a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) revisou a estimativa de vendas desse tipo de carro para o ano, de 50 mil para 40 mil unidades.

No recorte de junho, a queda foi ainda maior, de 13,4% ante maio e de 11,1% na comparação anual. Ao todo, foram emplacados no mês passado 2.679 veículos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

As quatro montadoras associadas à Abeifa que produzem internamente - BMW, Caoa Cherry, Land Rover e Suzuki - tiveram crescimento de 44,1% nas vendas no semestre, na comparação com igual período de 2018 - totalizando 14.527 unidades. As projeções de venda nesse segmento específico (55 mil veículos em 2019) ficam mantidas.

Câmbio, reformas e UE

O presidente da associação, José Luiz Gandini, afirmou que a queda recente no dólar ajuda o setor, mas ponderou que os carros que já estão nos navios, a caminho do Brasil, foram comprados com o câmbio desvalorizado.

Ele reclamou da instabilidade atual e disse que a aprovação das reformas da Previdência e tributária ajudaria a melhorar o ambiente. Gandini ainda disse acreditar que os benefícios do acordo entre Mercosul e União Europeia são incertos, por enquanto.

O presidente da associação destacou que uma possível cota de 32 mil unidades anuais para veículos exportados da União Europeia para o Mercosul, a uma tarifa de 17,5%, conforme prevê as linhas gerais do acordo, ajudaria, mas é preciso entender o detalhamento.

Segundo Gandini, ainda será necessária uma regulamentação dos termos. E lembrou que há resistências, por exemplo, pelo lado da França. "Ninguém sabe nada ainda, precisamos ver quem realmente vai ser beneficiado", disse.

Gandini ainda disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, prometeu ao setor terminar o mandato com o imposto de importação menor, na casa dos 20%. Hoje, a taxa é de 35%. Mas, segundo ele, o ministro da Economia deixou claro que isso depende da aprovação de reformas estruturais.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Global > Local

Com o exterior dando as cartas, Ibovespa abre em leve alta e dólar sobe a R$ 3,76

A expectativa em relação aos próximos passos dos principais bancos centrais do mundo mantém um viés positivo no exterior — o que dá força ao Ibovespa

DE OLHO NO GRÁFICO

S&P com sinal laranja e o futuro das ações mais importantes do Ibovespa

Fausto Botelho continua apostando em uma queda forte do S&P, que tem renovado máximas históricas. Para o analista gráfico, há muito a perder e pouco a ganhar neste momento. Já no Ibovespa, há grandes ações em tendência de alta. Confira!

Exile on Wall Street

É possível mudar o passado dos seus lucros? E o futuro?

Eu não sei se você será capaz de mudar o seu passado. Mas construir um futuro melhor depende apenas de uma mudança de mindset. Nada de acreditar em promessas milagrosas dessas que permeiam o YouTube

rusgas

Aeroporto expõe tensão de Bolsonaro com políticos do Nordeste

Inauguração do Glauber Rocha, em Vitória da Conquista (BA), evidenciou o clima tenso entre políticos, após comentários pejorativos do presidente sobre governadores da região

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Sem recessão

FMI estima crescimento mundial de 3,2% em 2019; Brasil terá um magro 0,8%

Projeções foram atualizadas hoje. Para 2020, mundo cresce 3,5% e Brasil avança 2,4%. Risco é de baixa e decorre da guerra comercial e tecnológica

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Ele nunca ganhou tanto dinheiro…

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

IPCA-15

Queda nos preços dos combustíveis pressiona e prévia da inflação sobe 0,09% em julho, diz IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), a prévia da inflação, já acumula uma alta de 2,42% no ano. Em 12 meses, o índice chega a 3,27%. 

Mudança no comando

Boris Johnson é eleito chefe do partido Conservador e substituirá Theresa May como premiê britânico

Johnson terá como principal tarefa a conclusão do ‘Brexit’, a separação oficial do Reino Unido da União Europeia, uma dificuldade enfrentada por sua antecessora que foi derrotada três vezes no Parlamento britânico

aporte de peso

Microsoft vai investir US$ 1 bi em projeto de inteligência artificial de Elon Musk

Empresas planejam estender os recursos do serviço de nuvem corporativo Microsoft Azure em sistemas de IA em larga escala

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements