Menu
2019-07-15T13:24:10+00:00
Com o pé nos EUA

Em evento na Câmara, Bolsonaro reitera que poderá indicar filho para embaixada

Bolsonaro participou nesta manhã de uma sessão solene em homenagem ao aniversário do Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro (COpEsp)

15 de julho de 2019
12:03 - atualizado às 13:24
eduardo-bolsonaro
Eduardo Bolsonaro - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou uma homenagem ao Exército nesta segunda-feira, 15, na Câmara dos Deputados, para reafirmar a possibilidade de indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos seus filho, à embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. O presidente também disse que o advogado-Geral da União, André Luiz de Almeida Mendonça, é um ministro "terrivelmente evangélico". Ambos estavam presentes ao evento.

Bolsonaro participou nesta manhã de uma sessão solene em homenagem ao aniversário do Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro (COpEsp). Ele disse que, como presidente, às vezes toma decisões que não agradam a todos. "Como a possibilidade de indicar para a embaixada dos EUA um filho meu. Se está sendo criticado, é sinal de que é a decisão adequada", afirmou.

Bolsonaro afirmou ainda que o Brasil precisa de tratamento. "O Brasil precisa de uma quimioterapia, estamos fazendo juntos essa quimioterapia", disse. "Alguns poucos, pouquíssimos ainda reagem, mas serão convencidos pelo povo e pela maioria desta Casa, podemos, juntos, mudar o destino do Brasil", afirmou. "A nossa missão é entregar para quem nos suceder um Brasil melhor do que o nosso", afirmou.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

"Sou do baixo clero sem qualquer problema, mas é um sinal de que todos têm espaço neste maravilhoso Brasil", disse. "Feliz é a nação que tem Forças Armadas comprometidas com a democracia e a liberdade. O que eu mais quero é colocar o Brasil no local de destaque que ele merece no cenário mundial", afirmou.

O presidente foi a pé do Palácio do Planalto à Câmara, uma breve caminhada que consiste basicamente em atravessar uma rua. No caminho, não conversou com a imprensa, mas cumprimentou pessoas que estavam no passeio público.

O deputado Eduardo Bolsonaro acompanhou a cerimônia ao lado do pai, atrás da mesa diretora. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, também estavam presentes ao evento.

Após a execução do Hino Nacional pela banda do Exército, os presentes puderam assistir um vídeo institucional do COpEsp. Quem presidiu a sessão foi o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO). Vitor Hugo leu um discurso de Rodrigo Maia (DEM-RJ) após o vídeo, no qual o presidente da Câmara congratulou os homenageados.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Luz no fim do túnel?

Trump: ‘estamos indo muito bem com a China, e conversando’

Membros da equipe econômica norte-americana afirmam que negociadores das duas maiores economias do mundo irão conversar na próxima semana

Tem que adiar isso daí

Vitorioso nas prévias eleitorais argentinas, Fernández defende renegociação de acordo com o FMI

Alberto Fernández afirmou que o acordo para o pagamento de dívidas junto ao Fundo Monetário Internacional é “impossível de cumprir”

Opinião polêmica

Senadora Simone Tebet: ‘Bolsonaro ainda não vestiu o terno de presidente’

Referindo-se ao presidente, senadora do MDB afirmou “jamais imaginei que pudéssemos chegar onde chegamos”

Na hora de prestar contas

Presidente do Senado briga na Justiça para manter sigilo de gastos parlamentares

Destinadas a cobrir despesas relativas ao exercício do mandato, as cotas variam entre R$ 30 mil e R$ 45 mil, a depender do Estado do congressista

Nem tão hermanos assim

Bolsonaro volta a falar sobre Argentina e diz que país está cada vez mais próximo da Venezuela

Presidente usou sua conta no Twitter para fazer novos comentários sobre o processo sucessório na Argentina

Seu Dinheiro no domingo

Liberais não fazem pacotes

Dentro de mais alguns dias conheceremos o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre. O resultado será magro e há quem fale em recessão técnica. Na sequência veremos uma nova onda de críticas e demandas na linha: “o governo tem quem fazer alguma coisa! Tem que impulsionar a demanda! Esse BC está errado!”. Sinto desapontar […]

Trilhando caminhos

Jovens precisam ter resiliência e iniciativa, dizem executivos sobre ser um novo empresário

Executivos falam sobre os comportamentos que um jovem ingressante numa grande empresa deve ter para trilhar um caminho profissional de sucesso

Crise partidária

Pedro Simon, ex-governador do RS: ‘existe o risco de o MDB desaparecer’

Em entrevista ao Estadão, o filiado ao MDB desde 1965 diz que seu partido precisa fazer uma “profunda reflexão”

Barrado na embaixada?

Consultoria do Senado diz que indicação de Eduardo Bolsonaro configura nepotismo e senadores se articulam para rejeitar seu nome

Parecer foi embasado no entendimento da Súmula Vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal, que trata sobre nepotismo

Analisando a situação dos hermanos

Crise Argentina, feitiço do tempo

Os grandes desafios econômicos de Maurício Macri também parecem reimpressões de velhos e bem conhecidos problemas argentinos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements