Menu
2019-05-11T17:28:38+00:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Polêmicas

Trump diz que eleitores não se “importariam” com ocultação de impostos

Ele completou desafiando os adversários. Trump disse “agora os democratas de esquerda querem voltar a esse tópico. Façam com que ele seja abordado nas eleições de 2020!”

11 de maio de 2019
17:28
Donald Trump, presidente americano
Donald Trump - Imagem: shutterstock

Em seu Twitter, Donald Trump deu uma declaração no mínimo polêmica. O presidente destacou que venceu as eleições de 2016 parcialmente por conta de sua campanha de redução de impostos e que os eleitores não se "importariam" com a ocultação de Imposto de Renda. A discussão é porque o ato era uma prática comum feita pelos presidenciáveis de governos anteriores.

Ele completou desafiando os adversários. Trump disse "agora os democratas de esquerda querem voltar a esse tópico. Façam com que ele seja abordado nas eleições de 2020!".

A declaração ocorre porque ontem (10) o deputado americano Richard Neal (democrata, Massachusetts) solicitou as declarações de imposto de renda de Donald Trump dos últimos seis anos.

Mas o presidente americano se recusa a divulgar os documentos. Segundo ele, eles estão sob auditoria e, por isso, não tem permissão para serem disponibilizados ao público.

O relatório

Depois, o presidente ainda comentou o relatório de Mueller sobre supostas ligações entre o presidente e os russos durante as eleições de 2016.

"Agora os democratas radicais de esquerda não falam mais sobre conluio porque o relatório de Mueller mostrou que isso não ocorreu. Eles apenas querem falar sobre obstrução ainda que isso não tenha ocorrido, assim como não ocorreu nenhum crime. Exceto aqueles cometidos pelo outro lado", desabafou Trump.

https://twitter.com/realDonaldTrump/status/1127283257383555072

Em março deste ano, o procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, informou que não havia evidências suficientes para provar o conluio entre a campanha de Donald Trump e o governo russo.

A carta de Barr tornou pública a conclusão do relatório de Robert Mueller, conselheiro especial do Departamento de Justiça (DoJ), responsável pelas investigações.

No documento, o procurador ressaltou que não havia evidências suficientes para provar o crime de obstrução de justiça de Trump, de forma ilegal.  Mas aponta que "apesar de o relatório não poder concluir que o presidente cometeu um crime, isso não o isenta", destacou Barr.

 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Vem que vem!

Banco N26, o “Nubank alemão”, levanta mais US$ 170 mi e diz que o seu próximo destino pode ser o Brasil

Com isso, ele elevou o seu valor de mercado para US$ 3,5 milhões e passou a figurar entre as startups europeias mais valiosas e entre as dez principais fintechs do mundo

De volta para o dono

Lava Jato recupera mais R$ 67 mi no exterior

Os valores foram transferidos para contas judiciais vinculadas ao processo e integram os mais de R$ 13 bilhões que são alvo de recuperação pela Lava Jato ao longo de cinco anos de operação, destaca a Procuradoria

Seu Dinheiro na sua noite

O herói improvável

As histórias que mexeram com o Seu Dinheiro hoje

De olho nos valores

Preço médio dos imóveis residenciais sobe 0,36% em junho em dez capitais

A pesquisa mostrou que, no mês, todas as dez capitais pesquisadas tiveram alta nos preços médios: Brasília (0,04%), Fortaleza (0,06%), Salvador (0,08%), Porto Alegre (0,16%), Rio de Janeiro (0,18%), Belo Horizonte (0,19%), Curitiba (0,19%), Goiânia (0,22%), Recife (0,38%) e São Paulo (0,68%)

DE OLHO NO GRÁFICO

Bitcoin em nova alta e S&P no sinal amarelo

Fausto Botelho está estupidamente otimista com o bitcoin, que pode ter uma nova onda de valorização. Já o S&P, principal índice americano, pode trazer um terremoto para o resto do mundo

De olho nos próximos recebidos

Preparação de atendimento pela Caixa contribuiu para adiamento de saque do FGTS

Em 2017, para que 25,9 milhões de trabalhadores retirassem R$ 44 bilhões das contas inativas (de contratos anteriores) do FGTS, a Caixa preparou um esquema de atendimento que previu a abertura das agências mais cedo e nos fins de semana no período, que foi de 10 de março a 31 de julho

Entenda o caso

Depois de fixar o preço dos papéis em R$ 1,10 no follow-on, ações da Tecnisa despencam mais de 9%

O mais provável é que a queda vertiginosa esteja associada ao fato de que o papel esteja se ajustando ao preço estipulado na oferta de ações

A hora é agora

Como consultar o seu saldo do FGTS

Medida que injeta até R$ 30 bilhões na economia deve ser anunciada na próxima semana. Saiba como consultar o seu saldo do FGTS

Novidades na prateleira

RCI Brasil, das montadoras Renault e Nissan, passa a oferecer CDB com liquidez diária e rentabilidade de 102% do CDI

A desvantagem é que o valor inicial de aplicação do investimento é um pouco alto. No caso do Banco Sofisa, por exemplo, o valor inicial de aplicação é de R$ 1. Já no Inter e no C6 Bank, a aplicação inicial é de R$ 100

Aos números

Economia com reforma da Previdência após 1º turno fica em R$ 914,3 bilhões

Impacto fiscal ao longo de 10 anos sobe a R$ 933,5 bilhões, considerando aumento CSLL sobre os bancos. MP de fraudes pode render outros R$ 200 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements