Menu
2019-11-13T11:52:31-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Dólar: todos de olho no R$ 4,20

Operadores se perguntam se Banco Central (BC) poderia intervir com dólar voltando a flertar com máximas históricas

13 de novembro de 2019
10:36 - atualizado às 11:52
dólar
Imagem: Shutterstock

O dólar comercial opera em alta nesta quarta-feira (13), e as conversas nas mesas de operação giram em torno da possibilidade de alguma intervenção do Banco Central (BC), já que a moeda se aproxima dos R$ 4,20, que marca a máxima histórica nominal. Por volta das 10h30, o dólar subia 0,24%, a R$ 4,1767, depois de fazer máxima a R$ 4,1857 (veja nossa cobertura de mercados).

Em 27 de agosto, o BC entrou vendendo dólares das reservas pela primeira vez desde fevereiro de 2009, quando a moeda flertou, justamente, com os R$ 4,20. Mas como já dissemos, as atuações do BC não buscam defender uma linha específica de preço ou mudar a tendência do mercado, mas sim suavizar eventuais movimentos de estresse. Tal estratégia é conhecida como “leaning against the wind” ou “inclinar-se contra o vento” em tradução literal.

Nos últimos dias, não só o real, mas outras moedas da América Latina estão sob pressão pela instabilidade política no Chile, onde o peso testa mínimas históricas contra o dólar, e Bolívia. Além disso, há um contexto de renovadas dúvidas com o acordo comercial entre China e Estados Unidos e apreensão, também, com as manifestações em Hong Kong.

No lado doméstico, os vetores também são desfavoráveis a um real mais forte. A baixa participação de estrangeiros nos leilões do pré-sal obrigou parte do mercado a rever apostas com relação à entrada de dólares no mercado.

Fora isso, os meses de novembro e dezembro são sazonalmente negativos em termos de fluxo, pois empresas e investidores fecham balanços e aumentam as remessas de moeda para fora do país.

Nos últimos anos, o BC fez leilões de linha com compromisso de recompra para atender à demanda pontual de fim de ano. Mas como sua estratégia de atuação no cambial mudou, com troca de derivativos (swaps) por operações à vista, é possível que vejamos maiores volumes de vendas à vista até o fim de 2019.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Vitreo zera taxa de performance de fundos para investir no IPO da XP

Com a decisão, a Vitreo se tornou, na minha opinião, a melhor forma de você investir nas ações da XP. Resta agora saber se a gestora conseguirá participar da oferta, que acontece na bolsa norte-americana Nasdaq

banco central americano

Ex-presidente do Fed, Paul Volcker morre aos 92 anos

Volcker foi presidente do Fed entre 1979 e 1987 e, antes disso, havia comandado o a distrital do Fed de Nova York

Credit Suisse recomenda compra de ação do BMG após queda de 28% desde IPO

Os analistas do banco suíço – que foi um dos bancos coordenadores do IPO – iniciaram a cobertura das ações do BMG com preço-alvo de R$ 12,50, o que representa um potencial de alta de 50%

de olho no dólar

Fundo Verde vê medo do câmbio como infundado, mas zera posição vendida em dólar

Em novembro o fundo teve um retorno zerado e abaixo do CDI, que teve um desempenho de 0,38%. No acumulado do ano o Verde ainda tem um desempenho de 11,19%, acima dos 5,57% do índice de referência

Mercados hoje

Ibovespa tem leve alta e dá continuidade ao rali dos últimos dias; dólar fica estável

O Ibovespa abriu o pregão desta segunda-feira em alta, dando continuidade aos ganhos da semana passada. O dólar à vista oscila perto do zero a zero, com um leve viés negativo.

hora do planejamento

Após reforma da Previdência, brasileiro revê hábitos de poupança

Pesquisa encomendada pelo C6 Bank ao Ibope Inteligência mostra que 33% das pessoas com acesso à internet afirmam ter mudado seus hábitos de poupança

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

As taxas do Tesouro Direto abriram em alta nesta sexta-feira (6). O Tesouro IPCA+ 2024 (NTN-B Principal) é negociado com taxa de 2,26% ao ano mais IPCA, por um valor mínimo de R$ 58,64. O Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 (NTN-B) é negociado com taxa de 3,51% ao ano mais IPCA e aplicação mínima […]

na expectativa

Mercado eleva estimativa para inflação e PIB em 2019

Boletim Focus prevê IPCA a 3,84% neste ano – a projeção da semana passada era de 3,52%; PIB foi revisto para de 0,99% para 1,10%

Só daqui 60 dias

Congresso prorroga vigência de MP que institui 13º para bolsa família

MPs têm validade já desde a edição pelo governo federal, mas precisam ser aprovadas pelo Congresso Nacional para terem a vigência confirmada, ou perdem efeito

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

No radar: Gol tenta de novo recomprar o Smiles, mercados e IPO da XP

A Gol anunciou hoje cedo mais uma oferta para recomprar as ações dos minoritários da Smiles. Hoje trago também notícias sobre novas ofertas de ações e 3 formas de investir no IPO da XP. O que você precisa saber hoje: Mercados • O Ibovespa subiu 2,69% na semana passada e fechou em 111.125,75 pontos, uma nova máxima. […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements