Menu
2019-11-26T15:17:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
o tamanho da grana

Dívida pública recua 0,84% em outubro e atinge R$ 4,1 trilhões

Correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 19,70 bilhões no mês passado, quando houve resgate líquida de R$ 54,64 bilhões

26 de novembro de 2019
15:17
dinheiro; debênture
Imagem: Shutterstock

O estoque da Dívida Pública Federal (DPF) caiu 0,84% em outubro, quando atingiu R$ 4,120 trilhões. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 26, pelo Tesouro Nacional. Em setembro , o estoque estava em R$ 4,155 trilhões.

A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 19,70 bilhões no mês passado, quando houve resgate líquida de R$ 54,64 bilhões. A DPF inclui a dívida interna e externa. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) caiu 0,68% e fechou o mês em R$ 3,966 trilhões.

Já a Dívida Pública Federal externa (DPFe) ficou 4,79% menor, somando R$ 154,71 bilhões no mês passado.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A parcela da DPF a vencer em 12 meses caiu de 19,73% em setembro para 18,70% em outubro, segundo o Tesouro Nacional. O prazo médio da dívida aumentou de 4,06 anos em setembro para 4,08 anos em outubro. O custo médio acumulado em 12 meses da DPF permaneceu em 8,61% ao ano em outubro.

Estrangeiros

A fatia dos investidores estrangeiros na dívida pública caiu em outubro em relação a setembro. De acordo com dados do Tesouro Nacional, a participação dos investidores no Brasil no estoque da DPMFi passou de 11,42% para 11,33% em outubro, somando R$ 449,37 bilhões. Em setembro, o estoque estava em R$ 455,87 bilhões.

A categoria Previdência também apresentou recuo na participação, de 25,25 para 26,62%. As instituições financeiras também apresentaram recuo na participação do estoque da DPMFi, de 23,61% em setembro para 23,07% em outubro. Os fundos de investimentos aumentaram levemente a fatia de 26,34% para 26,48%. Já a participação das seguradores passou de 4,06% para 3,91%.

Composição

A parcela de títulos prefixados na DPF caiu de 31,75% em setembro para 30,42% em outubro. Os papéis atrelados à Selic reduziram levemente a fatia, de 38,36% para 39,38%.

Os títulos remunerados pela inflação caíram para 25,78% do estoque da DPF em outubro, ante 26,27% em setembro. Os papéis cambiais reduziram a participação na DPF de 4,11% em setembro para 3,93% em outubro.

Todos os papéis estão dentro das metas do PAF para este ano. O intervalo do objetivo perseguido pelo Tesouro para os títulos remunerados pela Selic em 2019 vai de 38% a 42%. Para os pré-fixados, o intervalo vai de 29% a 33%. No caso dos que têm índices de preço como referência, a meta é de 24% a 28% e, no de câmbio, de 3% a 7%.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Projeções para 2020

Os melhores investimentos do mundo: as apostas da BlackRock para 2020

Entre os ativos preferidos da gestora global para o ano que vem estão as ações e os títulos de renda fixa dos mercados emergentes

MUDANÇAS À VISTA?

Concessionária de Viracopos ‘sinaliza’ com processo de devolução, diz ministro

No fim de novembro, a Aeroportos Brasil, administradora de Viracopos, protocolou na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as considerações finais do processo de caducidade (extinção) do terminal de Campinas

Leilões

Governo projeta até 44 leilões para 2020, incluindo a rodovia presidente Dutra

Em 2019, segundo o ministro, o governo realizou 27 licitações. Foram 13 terminais portuários, um trecho da Ferrovia Norte-Sul, as rodovias BR-364 e 365 e 12 aeroportos

O Ibovespa e o eu do futuro

A Helena, minha filha de nove anos, e os amigos da escola decidiram escrever uma carta para o “eu do futuro” como trabalho de final de ano – hoje é o último dia de aula. Eu nunca tive esse tipo de atividade quando criança, mas já pensei várias vezes em como seria fazer algo do […]

Pelos poderes de Grayskull

Com corte na Selic e alívio na guerra comercial, o Ibovespa teve a força nessa semana

Sinalizações amigáveis do BC em relação à taxa de juros, visão positiva da agência de risco S&P quanto ao Brasil e acordo comercial entre EUA e China: eis os superpoderes do Ibovespa nesta semana

ENERGIA

Eletrobras e Ande fecham acordo sobre divisão de energia de Itaipu

Ainda de acordo com a nota, agora será possível a formalização dos contratos entre a entidade binacional e as empresas compradoras

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: Mais um corte na Selic. Será o último?

Os repórteres do Seu Dinheiro comentam o novo corte de 0,5 ponto na Selic e discutem os próximos passos do BC em relação à taxa de juros

Ação sobe forte

Investidor vê descoberta de fraude contábil na Via Varejo como parte da “faxina” da nova gestão

Apesar do prejuízo que pode chegar a R$ 1,4 bilhão no balanço do quarto trimestre, as ações da companhia (VVAR3) registram forte alta hoje na bolsa

Última forma

Agora que o governo voltou atrás, saque aniversário do FGTS ficou mais vantajoso

Há mais ou menos um mês eu publiquei aqui no Seu Dinheiro uma matéria sobre em quais situações o saque aniversário do FGTS valeria a pena. Trata-se de uma nova modalidade de saque do fundo de garantia em que o trabalhador pode escolher receber uma parte dos seus recursos depositados no fundo uma vez por […]

IPO À VISTA

Bahia pretende abrir capital da Embasa em 2020 e arrecadar de R$ 4 bi a R$ 5 bi

Segundo ele, o tema já está sendo discutido com bancos nacionais e internacionais, como Banco do Brasil, Caixa e Santander

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements