Menu
2019-04-05T15:40:14+00:00
Política monetária inalterada

Desaceleração global afeta Japão e é apropriado manter relaxamento, diz Kuroda

Banco do Japão manteve sua política monetária inalterada, incluindo a taxa de depósito de curto prazo de -0,1% e a meta para os juros dos bônus do governo japonês em torno de zero

15 de março de 2019
7:26 - atualizado às 15:40
Japão
Japão - Imagem: Shutterstock

O presidente do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, disse nesta sexta-feira que as exportações e produção japonesas têm sido afetadas pela desaceleração da economia global, que, segundo ele, deverá começar a se recuperar na segunda metade deste ano. Kuroda avaliou, no entanto, que a demanda doméstica continua firme.

Mais cedo, o BoJ confirmou as expectativas e decidiu manter sua política monetária inalterada, incluindo a taxa de depósito de curto prazo em -0,1% e a meta para os juros dos bônus do governo japonês (JGBs, na sigla em inglês) em torno de zero.

Segundo Kuroda, que falou durante coletiva de imprensa que se seguiu à decisão, é "apropriado" que o banco central japonês mantenha as atuais condições de relaxamento monetário.

Kuroda também comentou que a meta de inflação de 2% estipulada pelo BoJ continua sendo "importante". O núcleo da inflação ao consumidor no Japão, medida preferida da instituição que exclui os preços de alimentos frescos, subiu apenas 0,8% na comparação anual de janeiro. Com informações da Dow Jones Newswires.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

A Política como ela é

Coaf de volta à Economia é derrota auto imposta pelo Congresso, não é derrota do Bolsonaro

Resultado apertado em votação na Câmara dos Deputados inflama redes sociais e deve engrossar manifestações do dia 26

Será que vem mudança?

Bolsonaro quer mecanismo para reavaliar patrimônio declarado no IR

Temática do projeto seria a reavaliação de patrimônios que “normalmente são declarados com valores históricos”

Agora passou!

Senado aprova MP que abre setor aéreo a capital estrangeiro

Senadores mantiverem o conteúdo como saiu da Câmara, retomando a franquia gratuita de bagagem

Foi por pouco

Câmara aprova texto base da MP da reforma administrativa

Votação de modificações como a volta do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Ministério da Economia será feita separadamente

E vai adiando...

Maia assina prorrogação de envio de emendas para reforma da Previdência

Prazo de envio das emendas já havia sido postergada, mas dependia de um ato oficial do presidente da Casa

Crypto News

Falsatoshi ataca novamente

Piada da vez com Craig Wright foi ele dar entrada no pedido de direitos autorais do código original do Bitcoin e de seu white paper

Seu Dinheiro na sua noite

15 anos esta noite

Um dos grandes marcos do mercado de capitais brasileiro está para completar 15 anos. Trata-se da oferta de ações da empresa de cosméticos Natura. A abertura de capital aconteceu no dia 26 de maio de 2004 na antiga Bovespa – bem antes da fusão com a BM&F e da mudança de nome para B3. Desde […]

Estatal fará follow on

Petrobras bate o martelo: irá reduzir sua fatia na BR Distribuidora para menos de 50%

A Petrobras irá diminuir sua participação na BR Distribuidora por meio de uma oferta pública secundária de ações (follow on), mas a fatia exata a ser vendida ainda não foi definida

Investimento mais que bem-vindo

Fiat Chrysler vai investir R$ 500 milhões em nova fábrica de motores em Betim (MG)

Nova linha será instalada ao lado do prédio onde já funciona a fábrica de motores aspirados e pode gerar 1,2 mil empregos

Cedendo à pressão

Governo diz que vai apoiar reforma tributária do Congresso

Secretário da Receita Federal disse que o Executivo irá opinar sobre as medidas em “momento oportuno” na Comissão Especial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements