Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-07-30T18:42:38+00:00
Seu Dinheiro na sua noite

Das ruas para a palma da mão

30 de julho de 2019
18:42
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Eu cresci na era dos cinemas de rua. Em Santos, eles se concentravam no bairro do Gonzaga, perto da praia. Foi em uma enorme sala com mais de mil lugares do antigo cine Roxy que assisti pela primeira vez ao filme “E.T. - O Extraterrestre”.

Sempre que visito minha cidade natal, como neste último fim de semana, parece que o extraterrestre sou eu. Ainda mais diante do contraste entre a imagem guardada na memória com a fotografia atual da cidade.

É normal sentirmos alguma rejeição ao que é novo. Ainda hoje me recupero da primeira vez em que vi a área onde ficava o cine Iporanga transformada em um shopping center, que pelo menos manteve o antigo nome.

As coisas podem mudar para melhor ou para pior, mas elas certamente não mudam por acaso. Foi a comodidade dos shoppings, que contam com estacionamento, praça de alimentação e outras facilidades, que acabou atraindo os espectadores dos cinemas de rua.

Uma nova e gigantesca revolução está em curso neste momento, e na palma das nossas mãos. Você já se deu conta das mudanças nos seus hábitos pessoais que foram provocadas pelo uso do celular?

Coloque-se, então, no lugar do executivo de um grande banco de varejo. O que fazer com as milhares de agências espalhadas por todo o país quando praticamente todos os serviços financeiros hoje podem ser feitos a partir de um aplicativo?

Isso sem falar na concorrência com os novos bancos digitais, que oferecem os mesmos serviços a um custo mais baixo. Será que um dia iremos nos lembrar com saudosismo do tempo das agências bancárias em cada esquina?

Eu participei hoje de uma teleconferência por telefone – que substituiu boa parte das entrevistas coletivas presenciais – com o presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher. Ele contou como o maior banco privado brasileiro vem se adaptando ao admirável mundo novo digital.

Enquanto isso…

Quem surfa na crista da onda é o Banco Inter, com sua conta digital que já atraiu mais de 2,5 milhões de clientes mesmo sem contar com nenhuma agência na rua. As ações da instituição dispararam quase 20% na bolsa hoje depois de uma oferta de ações para lá de bem sucedida. Não bastasse o valor de R$ 1,2 bilhão captado na operação, ainda ganhou um novo sócio de muito peso que deve colocar o Inter em outro patamar na disputa entre os bancos digitais. Eu conto os detalhes dessa história para você nesta matéria.

O “plim plim” das maquininhas

E por falar em investidor de peso, quem anunciou uma grande parceria nesta terça-feira foi a Stone. A empresa de meios de pagamento divulgou um projeto com o Grupo Globo para desbravar novos mercados dentro do universo das maquininhas de cartão. O projeto animou bastante os investidores, já que a Stone deve contar com a força da publicidade vinda do grupo de mídia para conseguir vender seu produto. Saiba todos os detalhes nesta matéria do Kaype Abreu.

Descanso pré-combate

Quem é atleta (não é o meu caso) sabe que a chave do sucesso de qualquer prova é o bom de velho descanso no dia anterior. E foi exatamente isso que a bolsa brasileira resolveu fazer nesta terça-feira pré-Fed e pré-Copom. À espera de decisões importantes sobre o futuro dos juros, os investidores decidiram adotar o tom de cautela. Mas com a queda em bloco das ações dos bancões o Ibovespa fechou o dia no vermelho. O Victor Aguiar conta para você tudo o que rolou nos mercados na véspera da chamada “super quarta”.

A hora dos pedidos

Depois que a Anac aprovou uma nova regra temporária para distribuir os slots da Avianca no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, o mercado aguarda com ansiedade os detalhes dessa divisão que tem tudo para beneficiar diretamente a Azul. E hoje foi a vez das companhias aéreas interessadas entregarem seus pedidos para pousos e decolagens. No total, são 41 horários na mesa, ou seja, a nova divisão pode trazer gás extra para a concorrência no setor aéreo. Saiba quais empresas se candidataram aos slots.

Estamos acordados?

A grande novidade da política externa brasileira veio lá dos Estados Unidos. O presidente norte-americano Donald Trump deu sinal verde para uma negociação de acordo de livre-comércio com o Brasil. O tema é visto como prioridade dentro da equipe de Jair Bolsonaro, que por diversas vezes já manifestou empatia com a terra do Tio Sam. Os detalhes da fala de Trump você fica sabendo no Seu Dinheiro.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Seu Dinheiro no domingo

Liberais não fazem pacotes

Dentro de mais alguns dias conheceremos o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre. O resultado será magro e há quem fale em recessão técnica. Na sequência veremos uma nova onda de críticas e demandas na linha: “o governo tem quem fazer alguma coisa! Tem que impulsionar a demanda! Esse BC está errado!”. Sinto desapontar […]

Trilhando caminhos

Jovens precisam ter resiliência e iniciativa, dizem executivos sobre ser um novo empresário

Executivos falam sobre os comportamentos que um jovem ingressante numa grande empresa deve ter para trilhar um caminho profissional de sucesso

Crise partidária

Pedro Simon, ex-governador do RS: ‘existe o risco de o MDB desaparecer’

Em entrevista ao Estadão, o filiado ao MDB desde 1965 diz que seu partido precisa fazer uma “profunda reflexão”

Barrado na embaixada?

Consultoria do Senado diz que indicação de Eduardo Bolsonaro configura nepotismo e senadores se articulam para rejeitar seu nome

Parecer foi embasado no entendimento da Súmula Vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal, que trata sobre nepotismo

Analisando a situação dos hermanos

Crise Argentina, feitiço do tempo

Os grandes desafios econômicos de Maurício Macri também parecem reimpressões de velhos e bem conhecidos problemas argentinos

O HOMEM MAIS RICO

Jeff Bezos: paciência para esperar o lucro da Amazon fez o maior bilionário do mundo

Como o empresário transformou uma pequena livraria online em uma das maiores varejistas do mundo e desbancou Bill Gates da lista da Forbes com uma fortuna estimada em US$ 148 bilhões.

Demissão anunciada

Ministro da Fazenda da Argentina renuncia ao cargo e traz novas turbulências ao mercado internacional

Anúncio foi feito por meio de uma carta enviada a Mauricio Macri em que Nicolás Dujóvne justifica a necessidade de uma renovação na área econômica

Bandeira branca no radar?

EUA devem estender licença da chinesa Huawei para atender clientes do país

Movimento dos EUA pode ser visto como positivo para o fim da guerra comercial com a China já que a companhia foi um dos focos de tensões entre os gigantes

Governador de Minas

‘Governo entra em pautas minúsculas’, avalia Romeu Zema

Em entrevista, governador de MG nega que esteja sendo “tutelado” pelo partido Novo e avaliou que o presidente Jair Bolsonaro deveria “focar em coisas maiores, grandiosas”

Corrida contra o tempo

Tarifa de importação do Mercosul pode cair já em 2020

Com receio de que o grupo político da ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner volte ao poder, o governo brasileiro tem pressa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements