Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
2019-07-16T10:24:38-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Dá para lucrar com o acordo Mercosul-UE?

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

16 de julho de 2019
10:24
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

De vez em quando a gente leva uns sustos aqui na redação com notícias inusitadas. Algumas chegam a ser tão surreais que parecem as famosas ‘fake news’. Isso aconteceu três vezes de um mês para cá no noticiário de relações internacionais:

  1. Fiquei na dúvida se era meme ou notícia que Eduardo Bolsonaro falou que já fritou hambúrguer nos EUA para justificar sua qualificação para o cargo de embaixador.
  2. Parece surreal, mas o governo brasileiro realmente concordou em estudar a adoção de uma moeda única com os hermanos, o tal do peso-real.
  3. O Mercosul e a União Europeia fecharam um acordo de livre comércio no mês passado, após 20 anos de negociações.

Prefiro acreditar que a primeira é uma piada. A segunda foi só um “afago” do governo brasileiro para sair bonito na fotografia oficial. A ideia deve morrer em algum grupo de trabalho que não vai dar em nada. E a terceira? Confesso que não esperava que esse acordo um dia saísse.

A primeira coisa que veio à minha cabeça foi: como estão as ações dos frigoríficos? Você deve lembrar a crise que se instaurou quando a União Europeia barrou a carne brasileira diante das investigações da Operação Carne Fraca. Se a UE liberar geral o comércio com o Brasil, então os frigoríficos vão encher o bolso de dinheiro e as ações vão subir, certo? Na teoria, sim. Na prática, depende. Muita água ainda vai rolar até esse acordo sair de fato...

A dúvida não é só minha. O Fabio H., leitor do Seu Dinheiro, me escreveu com o seguinte pedido: “Estava pensando esses dias sobre quais empresas se beneficiarão do acordo Ue/Mercosul, visando antecipar alguma valorização na bolsa. Fica aí a sugestão de matéria e pesquisa para vcs.”

Para não deixar o Fabio na mão, pedi para a repórter Daniele Madureira ouvir especialistas em comércio exterior e analistas de ações. Ela conta nesta reportagem o que está em jogo no acordo entre Mercosul e União Europeia e se ele pesa (ou não) no preço das ações das empresas brasileiras.

PS: E você? O que gostaria de ler aqui no Seu Dinheiro? Mande suas sugestões para [email protected].

A Bula do Mercado: o efeito Trump

O mercado financeiro local amanhece de olho nos Estados Unidos. Hoje, a divulgação de novos indicadores econômicos e balanços corporativos, que devem refletir os impactos da guerra comercial de Donald Trump contra os principais parceiros comerciais dos EUA, irão ditar o tom dos ativos nacionais.

Por aqui, mesmo com a proximidade do recesso parlamentar, o noticiário político continua chamando a atenção dos investidores. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deixou claro em entrevistas recentes que o Congresso deve assumir de vez o protagonismo da política nacional. Com isso, os planos do governo de Jair Bolsonaro podem subir no telhado.

Ontem, após dia de instabilidade, o Ibovespa encerrou com leve baixa de 0,10%, aos 103.802,69 pontos. O dólar fechou o dia com alta de 0,48%, a R$ 3,7563. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

Balde de água fria

reforma da Previdência ainda será votada em segundo turno na Câmara a partir de 6 de agosto, quando recomeçar o semestre legislativo. Mas os parlamentares já indicam o que deve acontecer com o projeto no Senado. A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Simone Tebet, estimou que a tramitação leve dois meses. Em entrevista coletiva, a senadora também avaliou as chances de o projeto desidratar.

A conta da tragédia

A Vale segue tendo de lidar com os desdobramentos do rompimento da barragem de Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). Depois de registrar um prejuízo líquido de US$ 1,642 bilhão no primeiro trimestre, a mineradora assinou um acordo com o Ministério Público do Trabalho para indenizar familiares de funcionários mortos na tragédia. A empresa vai pagar R$ 700 mil a cada integrante da família das vítimas fatais. Nas contas do MPT, se um funcionário deixou esposa, dois filhos, pai, mãe e dois irmãos, por exemplo, esse grupo receberá R$ 3,8 milhões.  Saiba mais.

A estratégia de ataque da Via Varejo

O novo presidente da Via Varejo, Roberto Fulcherberguer, revelou seus planos para reerguer a empresa. Ele assumiu o comando da companhia após o GPA vender o controle para o empresário Michael Klein, antigo dono da Casas Bahia. O mercado já vem comemorando a troca - os papéis da companhia acumulam alta de mais de 35% só em julho. Em entrevista ao Estadão, ele contou como fará para dar fôlego ao e-commerce e disse que descobriu uma mina de ouro inexplorada na empresa (ou melhor, um banco de dados de 70 milhões de pessoas). Saiba mais.

Agenda

Balanços 
- Johnson & Johnson, JPMorgan e Wells Fargo divulgam seus balanços

Indicadores 
- Às 8h, a FGV divulga o IGP-10 de julho e o IPC-S da segunda quadrissemana de julho
- Às 11h30, o Tesouro realiza leilão tradicional de NTN-Bs
- Às 12h, BC realiza oferta de até R$ 3 bilhões em operações compromissadas de seis meses. Resultado sai a partir das 12h30
- O Eurostat divulga dados de maio sobre balança comercial na zona do euro

Política 
- Às 11h, o novo presidente do BNDES, Gustavo Henrique Moreira Montezano, toma posse no Palácio do Planalto
- Às 12h, os ministros de relações exteriores e de finanças do Mercosul têm uma série de reuniões na Cúpula do bloco, em Santa Fé, Argentina
- Comitê Bancário do Senado realiza audiência sobre a Libra, criptomoeda do Facebook
- Presidente do Fed, Jerome Powell, discursa sobre os aspectos da política monetária após a crise financeira de 2008 em evento do G7, em Paris

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

fim do impasse?

Câmara aprova MP que transfere Coaf para o BC; texto segue para Senado

Outra mudança foi a retirada, com a aprovação de um destaque, da atribuição do Coaf de produzir informação para combate ao financiamento do terrorismo

Dinheiro no bolso do acionista

CVC paga R$ 62 milhões em juros sobre capital próprio aos acionistas

Para o pagamento, que será realizado no dia 8 de janeiro, será considerada a posição acionário em 23 de dezembro de 2019, respeitando a negociação realizada no dia

novos ventos

Estrangeiros injetam R$ 161 bilhões em aquisições no Brasil

Depois de um 2018 permeado por incertezas provocadas pela corrida eleitoral, o ambiente voltou a ficar mais favorável para fechar operações de fusões e aquisições no Brasil

dinheiro no caixa

Notre Dame Intermédica define ação a R$ 57 em nova oferta e movimenta R$ 5 bilhões

Companhia faz a oferta para levantar recursos para novos investimentos, liquidar debêntures e para pagar a aquisição do grupo Clinipam

guerra comercial

Negociadores de comércios dos EUA e China ‘mantêm contato próximo’, diz Pequim

No domingo (15), vence o prazo para que os EUA adotem tarifas extras a mais US$ 156 bilhões em importações chinesas

em brasília

Senado aprova pacote anticrime de olho em possíveis vetos de Bolsonaro

Projeto foi desidratado em relação ao conteúdo original encaminhado pelo ex-juiz da Lava Jato; Moro já defendeu que os pontos retirados sejam novamente discutidos no Congresso

Recado ao mercado

O BC até pode cortar a Selic em 2020, mas deixou claro que o ciclo está perto do fim

O Copom deixou a porta aberta para mais um corte de 0,25 ponto na Selic em 2020. E, ao não se comprometer com o próximo passo, o BC passou a mensagem de que a onda de reduções nos juros está quase terminando

Seu mentor de investimentos

Caça ao tesouro: as joias descobertas em minha longa carreira no mercado financeiro

Ivan Sant’Anna lembra das grandes tacadas que deu em sua carreira como broker e fala sobre o processo de descobrimento dos tesouros enterrados no mercado

A Bula do Mercado

Copom se prepara para aterrissar e Brasil, para decolar

BC brasileiro indica que fim do ciclo de cortes da Selic está próximo, mas mantém porta aberta para novas quedas, enquanto S&P melhora perspectiva do rating do país

UM DOS IPOs DO ANO

Presidente da XP diz que não descarta listar a companhia na bolsa brasileira

O executivo disse que a ideia sempre foi fazer uma listagem no Brasil, visto que a empresa sempre se posicionou “como disruptora do mercado local, democratizando investimentos”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements