Menu
2019-03-25T11:16:56+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Sem exoneração de funcionários

Corte de cargos comissionados é menor do que os 21 mil prometidos pelo governo

Segundo informações do jornal O Globo, apenas 159 cargos serão cortados. Dos 21 mil anunciados 17.349 se referem a funções e 3.492 gratificações

25 de março de 2019
11:07 - atualizado às 11:16
congresso-nacional
Congresso Nacional em Brasília - Imagem: Shutterstock

A faxina na casa anunciada pelo governo Jair Bolsonaro pode ser bem menor do que a esperada.  O anúncio feito pelo governo, de eliminação de 21 mil cargos, funções e gratificações, não terá como consequência a exoneração de funcionários e foca na eliminação de funções e gratificações.  O Decreto 9.725/2019 havia sido publicado no Diário Oficial da União (DOU) no dia 13 de março.

Segundo o jornal O Globo, o corte real será de apenas 159 cargos.  Do número total anunciado pelo governo, 17.349 são funções e 3.492 gratificações. As gratificações e funções adicionais possuem impacto direto em servidores efetivos que desempenham função extra com ganho adicional de salário. Da lista de 21 mil, 31.4% (6.587) deles já se encontravam vagos na data da publicação no DOU.

A medida é uma das metas de governo anunciada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni para os primeiros cem dias de gestão e busca enxugar a máquina pública.  Segundo cálculos do governo, a previsão de economia anual é de R$ 194,9 milhões, número considerado baixo por especialistas.

 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O pior já passou

BC reitera importância das reformas e não da Selic para retomada da economia

Ata do Copom diz que juro atual estimula atividade e que redução de incerteza vai impulsionar investimento privado. Selic deve ficar em 6,5% por mais tempo

Guerra comercial

China diz esperar que reunião entre Trump e Xi solucione ‘questões pendentes’

Como parte dos preparativos para o encontro que deve ocorrer durante a reunião do G20, o Representante Comercial dos EUA, Robert Lightizer, falou ontem com o principal negociador de Pequim, o vice-primeiro-ministro Liu He

olho nas eleições

Bolsonaro provoca Doria e fala em 2022

Ao comentar as negociações para a transferência das provas da Fórmula 1 para o Rio de Janeiro, Bolsonaro afirmou que o governador de São Paulo, João Doria, deveria “pensar no País”

no tribunal

CVM retoma nesta terça-feira, 25, julgamento de processos contra Eike Batista

O empresário já recebeu veredito de dois processos; no primeiro, foi condenado a pagar uma multa de R$ 536 milhões por insider trading; no segundo, foi absolvido

Lava Jato

Gilmar Mendes recua e adia julgamento sobre Moro

Decisão de Gilmar Mendes de não devolver o processo para julgamento nesta terça se deu após a pauta da Segunda Turma ser “inchada” com outros casos

Novas regras

Anac ouvirá aéreas sobre distribuição de voos da Avianca

Ontem, a Anac suspendeu cautelarmente a concessão da Avianca Brasil para exploração do serviço de transporte aéreo. Os voos da empresa já estavam suspensos por questão de segurança desde maio

abrindo o mercado

Conselho aprova diretrizes para quebra de monopólio da Petrobras no gás

Apesar do monopólio ter sido quebrado na legislação em 1997, a Petrobrás ainda detém o controle tanto da produção como da distribuição do gás no país

no diálogo

China e EUA concordam em manter comunicações sobre comércio, diz agência

Durante um telefonema, o vice-premiê chinês Liu He falou com o representante comercial americano, Robert Lighthizer, e com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin

negócio fechado

Transpetro firma com TAG contrato de apoio a transporte de gás de R$ 5,46 bi

O contrato de apoio técnico firmado entre as duas empresas inclui uma série de cláusulas de desempenho, que, caso não seja atingido, pode gerar ônus à subsidiária estatal

A Bula do Mercado

Agenda cheia movimenta mercados

Discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, ata do Copom e IPCA-15 estão entre os destaques

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements