Menu
2019-07-12T14:23:50+00:00
Na expectativa...

Com Eduardo nos EUA, Governo espera filho de Trump como embaixador no Brasil

Segundo um interlocutor do governo, a indicação política seria “um sinal de prestígio sem igual”, pois considera que os americanos costumam fazer esse tipo de indicação para países como Rússia, China, Reino Unido, Canadá, Israel, Polônia e Hungria

12 de julho de 2019
13:51 - atualizado às 14:23
Eduardo Bolsonaro com boné escrito "Trump" no meio de repórteres.
O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, disse que o futuro governo tem a intenção de mudar a embaixada do Brasil em Israel. Eduardo Bolsonaro com boné que ganhou de apoiadores em Washington. - Imagem: Paola De Orte/Agência Brasil

O governo brasileiro considera que o presidente Donald Trump poderá designar um de seus cinco filhos, Eric, para assumir a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. A avaliação é que, ao indicar um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo, para a Embaixada do Brasil nos EUA, os americanos enviariam alguém "com o mesmo perfil", o que ajudaria a estreitar as relações entre os dois países.

Segundo um interlocutor do governo, a indicação política seria "um sinal de prestígio sem igual", pois considera que os americanos costumam fazer esse tipo de indicação para países como Rússia, China, Reino Unido, Canadá, Israel, Polônia e Hungria. O Brasil, por sua vez, não possui tradição de fazer indicações políticas, especialmente para a Embaixada nos EUA, que é uma das mais disputadas no meio diplomático. "Além da importância de abrir portas, há o fator compreensão do momento político dos dois países", disse uma fonte.

Também existe o entendimento de que como o Brasil não tem essa tradição de fazer esse tipo de indicação e é mais difícil para o País emplacar um nome político, "o ônus está sobre nós", o que poderia influenciar a decisão dos americanos. Governistas também alegam que os americanos já teriam deixaram claro qual é o perfil que buscam para a troca de nomeações políticas para as embaixadas.

Depois de avisar há meses que trocaria o embaixador do Brasil nos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira, 11, a intenção de indicar o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para o posto diplomático mais importante e mais disputado não apenas no Brasil, mas em praticamente todos os países, a embaixada em Washington. Eduardo é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

De olho no pacto

Proposta sobre pacto federativo começará no Senado, diz presidente da CCJ

Ainda segundo a senadora, o governo já está trabalhando com o tema. “Não poderia ser diferente (o fato de começar pelo Senado), essa é a Casa da Federação. Eles já estão mexendo no pacto”, afirmou a presidente da CCJ

Mudanças à vista

Truxt Investimentos vende parte das ações que detinha do Banco Inter

A instituição financeira destacou que a venda da participação é “estritamente de investimento, não objetivando alteração do controle acionário ou da estrutura administrativa do banco”

Seu Dinheiro na sua noite

O falcão está à solta?

Entre os vários contatos que eu tinha nos anos em que escrevi diariamente o sobe e desce da bolsa e dos mercados, havia um experiente tesoureiro de um grande banco. Estava longe de ser a fonte mais bem humorada ou paciente, mas com o tempo ficamos amigos. Eu costumava recorrer a ele naqueles dias em […]

Futuro Embaixador?

Bolsonaro: Indicação de Eduardo como embaixador é juridicamente viável

Porta-voz da Presidência também afirma que Jair Bolsonaro ainda não decidiu sobre indicação do filho ao posto nos EUA

Vish!

Ex-presidentes do IBGE divulgam carta de protesto contra mudança no Censo 2020

Eles acusam a atual direção do instituto de improvisação e alertam para o risco de o próximo Censo deixar de fora 10 milhões de domicílios

Olha a dívida!

Tesouro: União bancou R$ 1,262 bilhão em dívidas de governos estaduais em junho

Embora o custo para a União com essas garantias seja crescente, o Tesouro está impedido de bloquear os repasses para Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás

Dados semanais

Balança tem superávit de US$ 695,509 milhões na segunda semana de julho

Em julho, o superávit acumulado é de US$ 1,819 bilhão. Já no total do ano, o superávit é de US$ 27,895 bilhões

reconciliação

Avaliação positiva de Bolsonaro salta de 14% para 55% entre agentes de mercado

Sondagem da XP Investimentos também mostra melhora na percepção com relação ao Congresso, Previdência na casa de R$ 850 bilhões e Ibovespa em 120 mil pontos

320% do PIB

Dívida global sobe a US$ 246 trilhões e endividamento de emergentes bate recorde

Instituto Internacional de Finanças (IIF) mostra que quanto menor o juro, maior o endividamento mundial, que está para bater o recorde visto no começo de 2018

Os detalhes sobre a nova cripto

Facebook: Libra não envolve política monetária nem competirá com bancos centrais

Segundo ele, a associação terá políticas para combater o uso da moeda para lavagem de dinheiro e financiamento de atos terroristas, entre outras questões de segurança nacional

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements