Menu
2019-10-24T11:34:54+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
de olho na agenda

Chance da reforma administrativa é tão grande quanto da Previdência, diz Maia

Segundo ele, haverá uma reunião a ministra do STF Carmen Lúcia para que os dois Poderes tentem colocar pontos que gerem mais conflitos jurídicos no futuro

24 de outubro de 2019
11:32 - atualizado às 11:34
Rodrigo Maia
Rodrigo Maia - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, previu nesta quinta-feira (24) que há a possibilidade de o País passar por uma reforma administrativa tão grande quanto a que foi feita na Previdência, votada na quarta-feira.

"Enfrentamos a Previdência e vamos enfrentar reforma administrativa a partir da próxima semana. Estou confiante. Acho que há possibilidade de fazer reforma tão grande quanto na Previdência", disse durante palestra no Brazil Institute, do King's College, em Londres.

Segundo ele, haverá uma reunião na semana que vem com a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Carmen Lúcia para que os dois Poderes tentem colocar pontos que gerem mais conflitos jurídicos no futuro e que acabam sobrecarregando a Justiça.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Maia também disse que a maioria dos deputados sabe que o orçamento atual não atende aos desejos da sociedade e que a política é que "paga a conta".

Um dos pontos, segundo ele, é que a estabilidade no serviço público não pode ser algo que tenha validade infinita após uma pessoa fazer concurso público. Ele também citou que os salários são muito altos no setor público. Não há estímulo para que se chegue ao topo da carreira, e isso ocorre nos três Poderes", comparou.

Para o presidente da Câmara, também é preciso acabar com estruturas verticais criadas no serviço público que impeçam o servidor de transitar para outras áreas. "Além disso, o governo é obrigado a carregar o servidor por 60 anos: o que ele trabalhou mais a aposentadoria."

Sobre a composição do Orçamento, Maia defendeu que é preciso ter flexibilidade, pois demandas variam. "Ora é educação, ora é saúde", citou. Ele comentou ainda que os professores também precisam ter mudanças de carreiras. O presidente da Câmara disse que este é um dos setores de maior lobby no Congresso atualmente e que muitos profissionais preferem se aposentar mais cedo do que ter salários maiores durante a carreira.

Governo Bolsonaro

Maia disse que não está preocupado com a avaliação do governo de Jair Bolsonaro, mas com o aumento da capacidade de atuação do Congresso. "Não me preocupo se Bolsonaro vai bem ou mal. Quero é fortalecer o papel do Parlamento perante a sociedade", disse durante palestra no Brazil Institute, do King's College.

Maia avaliou que a mudança na forma de administrar o País, ocorrida pelo fato de não haver uma coalizão entre Executivo e Legislativo, faz com que o Parlamento tenha mais proeminência nos temas relevantes para o Brasil, mas também mais responsabilidade. "Hoje, a relação com o Executivo é outra", considerou.

O presidente da Câmara também disse que alguns parlamentares ainda não entenderam as forças que têm nas mãos e citou o orçamento impositivo como uma delas. "Nós é que dizemos para onde vai o dinheiro. Alguns deputados e senadores ainda não entenderam isso", avaliou.

A situação tende a ficar ainda mais favorável para o Legislativo nesse sentido de acordo com ele, principalmente se forem aprovados os "gatilhos" que farão com que haja uma redução das despesas. Ele estimou que essas mudanças poderão liberar um valor de R$ 19 bilhões hoje para algo entre R$ 50 bilhões e R$ 60 bilhões. "Isso vai fortalecer o Parlamento", previu.

Por isso, de acordo com ele, está errada a avaliação de alguns parlamentares de quererem prejudicar o andamento do governo. "Se inviabilizarmos o governo, ele vai culpar Parlamento. Isso é outra coisa que os deputados precisam entender", recomendou. Maia tem reuniões com parlamentares britânicos ao longo do dia.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O vai e vem dos mercados

Bolsas de Nova York fecham sem direção única, com S&P 500 em patamar recorde de fechamento

O índice Dow Jones fechou estável, em 27.784,61 pontos, o Nasdaq teve leve recuo de 0,04%, a 8.479,02 pontos, e o S&P 500 subiu 0,09%, a 3.096,82 pontos

Seu Dinheiro na sua noite

Show dos atrasados

Uma importante tradição da internet brasileira foi quebrada neste ano. Estou falando do #ShowDosAtrasados do Enem. As imagens de pessoas desesperadas chegando para a prova depois do horário simplesmente não aconteceram. Mas, no mercado financeiro, os atrasados de sempre não decepcionaram. Que o diga a agência de classificação de risco Fitch, que decidiu hoje manter […]

Investimento em ação

Petrobras inicia produção de petróleo e gás natural na plataforma P-68

Plataforma, do tipo FPSO, está localizada a aproximadamente 230 km da costa do Estado do Rio de Janeiro

220% do PIB

Dívida de países emergentes vai a US$ 71,4 trilhões e tem novo recorde histórico

Dados do IIF mostram que Chile, Coreia do Sul e Argentina foram os mercados onde os passivos mais aumentaram na comparação ano a ano

Definindo estratégias

Em encontro do PT, Lula diz que partido não nasceu para ser sigla de apoio

Comentário foi feito em meio a discussões de que o PT poderia compor candidaturas de outros partidos de esquerda nas eleições municipais do ano que vem

320% do PIB

Dívida global bate novo recorde a US$ 250 trilhões

Levantamento é do Instituto Internacional de Finanças (IIF) que estima que endividamento vai continuar subindo até o fim do ano

Tesourada mexicana

Banco Central do México corta taxa de juros em 25 pontos-base, para 7,5%

Decisão foi tomada por maioria, mas dois dirigentes votaram por um corte maior, a 7,25% ao ano

SUGESTÃO DE LEITURA

Eu falei para minha irmã comprar…

Essa ação é considerada uma “oportunidade de uma vida” ou mesmo “a verdadeira Magazine Luiza”. Os leitores do Seu Dinheiro podem consultar esse conteúdo de graça.

Dúvidas atrás de dúvidas

Bolsas da Europa fecham em queda, com incertezas sobre acordo entre EUA e China

Apesar de resultados econômicos positivos da Alemanha, a cautela no mercado também foi alimentada por dados fracos no Reino Unido e na China

Joia reluzente

A Vivara cresceu no trimestre e já começa a entregar uma das promessas do IPO

A Vivara mostrou crescimento da receita líquida e um aumento importante nas vendas do e-commerce — resultados que deram força às ações da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements