Menu
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Tá difícil

Caixa quer vender de vez imóveis empacados

Banco tem dificuldade de vender imóveis em lote; investidores reclamam de baixo desconto sobre preço avaliado.

21 de setembro de 2018
12:46 - atualizado às 23:05
Caixa vem tendo dificuldades de vender os imóveis desde que adotou venda em lotes - Imagem: Shutterstock

A Caixa Econômica Federal busca uma alternativa para conseguir 'desempacar' 6 de seus mais de 40 mil imóveis frutos de recuperação judicial. A informação é da coluna "Broadcast", do jornal "Estado de S. Paulo" desta sexta-feira (21).

Tentativa falha

O banco vem tendo dificuldade de vender os imóveis desde que tentou adotar, pela primeira vez, a estratégia de vender-los em lotes. Mas desde agosto a instituição abriu o processo duas vezes e ninguém se quer fez uma proposta.

Muito exigente

A principal queixa dos investidores, que estão de olho nas negociações desde fevereiro, é que a Caixa limitou o pedido de desconto nas propostas a 30% sobre das avaliações feitas pela instituição.

Mas esse percentual foi considerado baixo por eles. O banco avaliou em R$ 1,2 bilhão o total dos ativos, ainda segundo o jornal.

8 ou 80

Além disso, os potencias comprados disseram que os "pacotes" oferecidos pela instituição conta com imóveis muito destoantes, sem limitação por região ou preço, por exemplo. Com isso, ao comprar um lote, o investidor poderia adquirir um apartamento em Moema, considerado um bairro nobre na capital paulista, e outro em um bairro periférico.

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu