Menu
2019-07-31T09:20:15-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
a bula do mercado

Mercados à espera dos ventos de alívio do bancos centrais

Julho termina com decisões do Fed e do Copom sobre rumo das taxas de juro

31 de julho de 2019
6:29 - atualizado às 9:20
selo bula do mercado
Imagem: Seu Dinheiro

O alívio monetário tão cobrado dos bancos centrais pelos agentes do mercado financeiro deve chegar finalmente entre o fim da tarde e o início da noite de hoje, caso o Federal Reserve Bank dos Estados Unidos (Fed) e o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BCB) atuem da maneira prevista por analistas.

Com apenas algumas horas de diferença entre o Fed e o Copom, as autoridades monetárias anunciarão suas respectivas decisões de juro. E em ambos os casos, a expectativa dos analistas é de que as taxas de referência sejam cortadas.

O Fed divulga sua decisão de política monetária às 15h. O anúncio será seguido de entrevista coletiva concedida pelo presidente da autoridade monetária norte-americana, Jerome Powell. Às 18h, será a vez de o Copom divulgar sua decisão de juro.

Com isso, a expectativa é de que o Ibovespa e os mercados de câmbio e contratos futuros de juros comecem a quarta-feira pautados pela cautela entre os investidores em um cenário de baixa liquidez.

Negociar pra quê?

Além disso, os negócios no Brasil terão início sob forte pressão negativa vinda do exterior. As bolsas de valores asiáticas fecharam em queda generalizada depois de - mais - um balde de água fria jogado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nas negociações comerciais com a China. Já há quem questione o motivo de se marcar uma reunião para azedá-la via Twitter antes mesmo de começar.

As bolsas de valores europeias também abriram em queda à espera dos dados do PIB da zona do euro, enquanto os índices futuros de Nova York sinalizavam abertura no azul em Wall Street em reação ao balanço trimestral da Apple.

O que também pode mexer com o Ibovespa hoje é a divulgação do balanço da Vale referente ao segundo trimestre de 2019 em um momento no qual os números da mineradora seguem sob o impacto das consequências financeiras e humanas do trágico rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

Negócios devem esquentar no fim da sessão

O comportamento dos investidores nos mercados locais pode mudar a partir do anúncio do Fed e da entrevista de Powell, quando os mercados financeiros em São Paulo e Wall Street ainda estarão abertos.

Os banqueiros centrais têm resistido há meses às pressões por cortes de juros, até pelo entendimento de que qualquer alívio monetário depende de outras medidas para que possa surtir algum efeito e fazer frente aos riscos derivados de uma desaceleração econômica em escala global.

No caso do Fed, a aposta majoritária entre os agentes do mercado financeiro é de que a autoridade monetária norte-americana iniciará seu primeiro ciclo de alívio monetário em uma década com um corte de 0,25 ponto porcentual em um momento no qual a política de guerra comercial de Trump começa a pesar sobre os dados econômicos dos Estados Unidos e nos balanços trimestrais das empresas sediadas no país. Uma eventual e inesperada manutenção da taxa de juro pelo Fed tende a azedar o clima.

Em relação ao Copom, ganhou força nos últimos dias a aposta em um corte de meio ponto porcentual na taxa Selic, dos atuais 6,5% ao ano para 6%. Na visão dos analistas, a fraca atividade econômica e a falta de pressão inflacionária justificariam tal ação. O fato é que um corte de 0,25 ponto porcentual na Selic é dado como favas contadas.

Na manhã de hoje, a divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad contínua) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), que trará a taxa de desemprego no Brasil ainda na casa dos 12%, tende a ser vista como um sinal a mais de que uma ação mais agressiva do Copom seria justificável.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

A bolsa sobe mais?

Será que a bolsa sobe mais, sobe mais um pouquinho hoje? Se depender do cenário externo, o caminho está livre (mas o dia só está começando). A conferir. O otimismo permanece aqui no Brasil. Já tem gestor falando em Ibovespa a 250 mil pontos em 2022. Se for isso mesmo, é mais que o dobro […]

olho no indicador

Disparada no preço da carne faz inflação acelerar para 0,51% em novembro

Maior demanda de carne na China e valorização do dólar fez o item disparar; avanço do IPCA é o maior para mês desde 2015

China decide isentar parte da soja e da carne de porco dos EUA de tarifas

Em comunicado, o ministério chinês não indicou os volumes desses produtos americanos que ficarão isentos de tarifação

impasse em brasília

Congresso trava R$ 23 bilhões de ministérios

Para garantir o recurso extra, parlamentares precisam aprovar uma lista de 24 projetos que estão no meio de um impasse entre deputados e senadores

De mala cheia

Brasil dobra para US$ 1 mil limite de compra no exterior

Limite valerá para todas as compras feitas em viagens ao exterior por meio aéreo ou marítimo. O pedido para aumento foi feito pelo próprio governo brasileiro

atenção acionista

Copel paga R$ 643 milhões em juros sobre capital próprio

Data do pagamento será definida em assembleia até abril de 2020. Recebem os benefícios acionistas com posição em 23 de dezembro

De olho neles

CPI pede indiciamento de Itaú e Safra por suposta fraude fiscal

Integrantes da CPI também pediram o indiciamento de 13 diretores e membros do conselho do Safra. Todos são acusados por suposta prática de crime contra a ordem tributária e organização criminosa

Follow on

Aliansce Sonae levanta R$ 1,19 bi em oferta de ações com papéis a R$ 43

As ações da administradora de shoppings começam ser negociadas na B3 no próximo dia 9, com liquidação no dia seguinte.

dinheiro na mão

Nascidos em setembro e outubro sem conta na Caixa podem sacar FGTS

Saques podem resultar em uma liberação de cerca de R$ 40 bilhões na economia até o fim do ano

Novos recordes à vista?

Gestores de fundos falam em Ibovespa em até 250 mil pontos em 2022

Desde o início do atual ciclo de alta, a bolsa brasileira praticamente triplicou de valor. Mas o movimento ainda pode estar longe do fim, segundo os gestores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements