Menu
2019-06-11T18:18:49+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Sentimento dúbio

Bolsonaro se diz otimista por reforma da Previdência forte e evita falar sobre Moro

Presidente também disse ver com bons olhos a reunião de governadores que ocorreu mais cedo em Brasília para falar sobre a reforma

11 de junho de 2019
18:13 - atualizado às 18:18
Presidente da República, Jair Bolsonaro durante entrevista coletiva
Presidente comparou a aprovação da reforma da Previdência à Batalha de Riachuelo, na Argentina - Imagem: Alan Santos/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira, 11, que está otimista que a reforma da Previdência pode ser aprovada com pouca desidratação.

"Como nosso ministro da Economia vem falando, choque de boas notícias teremos a partir deste momento", disse em rápida entrevista coletiva que concedeu ao lado do governador de São Paulo, João Doria, no saguão da ala das autoridades no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo.

Estavam presentes o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Bolsonaro também disse que viu como um ato bem-vindo a reunião de governadores que ocorreu mais cedo em Brasília em apoio à reforma previdenciária.

Ele afirmou que a inclusão dos Estados e municípios na reforma continua sendo uma interrogação dentro do Parlamento, mas que no mundo da política as coisas vão de um lado para o outro.

"Nós gostaríamos que todo mundo fosse incluído numa reforma única. Agora, em grande parte quem vai decidir isso aí é o Parlamento brasileiro."

E ainda comparou a aprovação da reforma da Previdência à Batalha de Riachuelo, em referência à Batalha Naval do Riachuelo, travada em 11 de junho de 1865 às margens do arroio Riachuelo, um afluente do Rio Paraguai, na província de Corrientes, na Argentina.

"Hoje comemoramos a Batalha de Riachuelo e a nossa Batalha de Riachuelo é a reforma da Previdência num momento tão crucial para o Brasil", disse o presidente.

Bico calado

Bolsonaro se contrariou ao ser perguntado como teria avaliado as questões envolvendo o seu ministro da Justiça, Sergio Moro, e encerrou abruptamente a coletiva de imprensa.

"Está encerrada a entrevista", disse o presidente Jair Bolsonaro, ao bater uma mão contra a outra e sair rapidamente.

No fim de semana, o site The Intercept divulgou uma série de reportagens baseadas em supostas conversas pelo Telegram do então juiz Sergio Moro, que segundo a publicação, teria orientado as investigações da força-tarefa da Lava Jato.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

será que vai?

Guedes não mostrou proposta de privatização da Petrobras, diz Bolsonaro

Ontem, reportagem disse que o governo quer concluir a venda da estatal até 2022; as ações da Petrobras dispararam

mais um que passou

Câmara aprova projeto que permite posse de arma em toda a propriedade rural

Projeto segue para Bolsonaro sancionar ou vetar; regra atual diz que posse só é permitida na sede da propriedade

Bolsa

Ação da Telebras dispara com privatização no radar, mas não deveria

Com a alta de mais de 60% ontem na bolsa, o valor de mercado da Telebras na bolsa passou para mais de R$ 1,9 bilhão, mas os resultados da estatal nem de longe justificam toda essa euforia. E os minoritários ainda correm o risco de diluição

O paraíso dos especuladores

Você prefere ser um abutre rico ou um argentino quebrado?

A Argentina jamais se soergueu ao governo peronista. Tornou-se a pátria da inflação, dos choques heterodoxos, das reformas monetárias e das moratórias – e o paraíso dos especuladores.

Mercado entre estatais e BCs

Mercado fez a festa com notícia “requentada” sobre privatização de empresas estatais, mas agora aguarda ata do BCE e discurso em Jackson Hole

Com acordo

Senado aprova MP da liberdade econômica sem previsão de trabalho aos domingos

Governo preferiu recuar e concordar com a retirada da autorização para trabalho aos domingos para garantir a votação da medida a tempo

Seu Dinheiro na sua noite

Temporada de caça às estatais

Uma das críticas mais recorrentes ao governo nesse começo de gestão Bolsonaro foi a aposta de todas as fichas na reforma da Previdência. Durante os longos meses de tramitação da proposta na Câmara, o país ficou praticamente parado. O saldo do projeto aprovado pelos deputados e que agora está no Senado revelou-se até melhor do […]

Dinheirinho na mão

Saque do FGTS terá impacto mais importante na renda de Norte e Nordeste

Saques médios a serem liberados representam 21,5% da renda habitual média da região Nordeste, e 20,1% da renda habitual média do Norte

Um pente-fino

Quais são e como atuam as empresas que o governo pretende privatizar

Equipe econômica de Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira as empresas que serão os novos alvos do governo nas privatizações do segundo semestre

Assunto que interessa

Câmara instala comissão especial para analisar novo marco legal para saneamento

Proposta será relatada pelo deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) e o presidente do colegiado será o deputado Evair de Melo (PP-ES)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements