Menu
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Sob resistência

Bolsonaro quer Ivan Monteiro, da Petrobras, para presidir o BB

Monteiro, que deixa o comando da Petrobras em janeiro, é preferido de Bolsonaro; escolha de presidente eleito tem resistência no âmbito político

21 de novembro de 2018
11:16 - atualizado às 14:10
Presidente da Petrobras, Ivan Monteiro - Imagem: Tania Rego/Ag. Brasil/Fotos Públicas

A equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, ainda não definiu quem será o próximo presidente do Banco do Brasil, mas há uma clara preferência por Ivan Monteiro, que deixará o comando da Petrobras em janeiro.

O convite a Monteiro, no entanto, estaria encontrando resistências no campo pessoal e também no lado político, em função da proximidade do executivo com o ex-presidente do BB, Aldemir Benindi, que foi condenado e preso por corrupção.

Monteiro, no entanto, é bem avaliado por “estar trabalhando”, enquanto Bendini “fazia confusão no Banco do Brasil”.

Resistência parecida surgiu quando dá indicação de Joaquim Levy para o BNDES, por ele ter trabalhado para Sergio Cabral e Dilma Rousseff.

A avaliação, porém, é de existem sim “super funcionários”, que conseguem exercer suas funções com extrema competência sem se envolver “no lado político” do governo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu