Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-05-06T18:56:28+00:00
Seu Dinheiro na sua noite

Aquela comprinha básica em Miami

6 de maio de 2019
18:56
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Para algumas pessoas que eu conheço, fazer compras em Miami é uma espécie de investimento. De fato, economizar durante o ano para fazer a festa nos outlets da cidade mais latina dos Estados Unidos é parte do roteiro de férias de muita gente.

Mesmo com o dólar beirando os R$ 4,00, ainda é possível comprar roupas de marca e eletrônicos com descontos generosos em relação aos preços estampados nas vitrines dos shoppings daqui.

Como ninguém é de ferro, fui comprovar esse “investimento” no ano passado, quando levei as crianças para a Disney nas férias. E devo dizer que em quase todas as lojas que visitei o idioma corrente era o português.

Em vez de tentar corrigir essa distorção que faz o consumo daqui ser exportado para a economia mais rica do mundo, o governo prefere impor uma cota de US$ 500 para as compras feitas no exterior. Já tive casos de amigos que pediram meus filhos “emprestados” só para multiplicarem o limite na alfândega...

Mas as compras na Flórida não estão atrativas apenas para nós, meros mortais. Quem também encheu a sacola na “meca” do consumo foi o Bradesco. O banco assinou um cheque de US$ 500 milhões (quase R$ 2 bilhões) para levar o BAC Florida, uma instituição que se especializou em atender clientes interessados em investir no mercado americano.

Trata-se da segunda aquisição do banco sob o comando de Octavio de Lazari, que assumiu a presidência no começo do ano passado. Eu acompanhei o anúncio e conto para você o que o Bradesco pretende ao colocar o pé nas praias americanas.

Tem que suspender isso aí

É com uma licença poética do ex-presidente Temer (saudades?) que resolvi falar do mais novo capítulo da novela Avianca. Já estava tudo certo para que o leilão dos ativos da companhia aérea em recuperação judicial e com gravíssimos problemas para manter seus voos ocorresse amanhã. Mas o leilão acabou suspenso pelo TJ de São Paulo, que tomou a decisão com base no pedido da Swissport, uma das credoras da Avianca. Os detalhes da medida e como fica a situação da Avianca agora você confere com o Fernando Pivetti.

Estranho casal

Quando todos imaginavam que as diferenças entre China e Estados Unidos seriam superadas, eis que os dois países voltaram a se estranhar sobre suas relações comerciais. Como um bom casal moderno, a briga entre os dois começou pelo Twitter. E o efeito da nova desavença não poderia ser outro senão uma nova onda de pessimismo na bolsa, com o Ibovespa caindo mais de 1% e o dólar voltando a romper os R$ 3,95. O cenário é complicado e inspira cautela, e para entender tudo o que está rolando nos mercados você pode contar, claro, com o Victor Aguiar.

A outra reforma

Nem só de Previdência vive a pauta econômica do governo e do Congresso. A reforma tributária, um dos projetos que promete grandes movimentações políticas já nos próximos meses, começa a sua tramitação na Câmara. O autor da proposta, deputado Baleia Rossi, está otimista e espera que o relator na CCJ saia já nesta semana. Rossi inclusive arriscou prazos para que o projeto seja aprovado na comissão, como você confere nesta matéria.

Como nossos pais

É da natureza dos jovens serem contestadores e ousarem no comportamento. Mas quando o assunto é investimentos, eles se parecem muito com a geração dos pais. Com toda a vida pela frente, mas sem educação financeira, a moçada que consegue guardar dinheiro se inspira pouco nas opções mais arrojadas disponíveis no mercado. Caderneta de poupança, conta corrente e até (acredite se quiser) o colchão são os lugares preferidos por quem tem entre 18 e 24 anos, como mostra essa pesquisa divulgada hoje.

Dr Jekyll e Mr Hyde

Por falar em poupar e gastar, nada melhor para encerrar a newsletter de hoje do que esse texto do Ivan Sant’Anna. Nos últimos artigos, nosso colunista tem batido na tecla da necessidade de poupança. Mas hoje ele confessou sua propensão a gastar com coisas supérfluas quando o orçamento fica folgado. São então dois Ivans: o “unha de fome” e o perdulário, como ele mesmo define. O relato mostra que até o melhor dos investidores pode ter suas recaídas e pensar só no presente. Fica o aprendizado e, neste caso, um texto imperdível.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O HOMEM MAIS RICO

Jeff Bezos: paciência para esperar o lucro da Amazon fez o maior bilionário do mundo

Como o empresário transformou uma pequena livraria online em uma das maiores varejistas do mundo e desbancou Bill Gates da lista da Forbes com uma fortuna estimada em US$ 148 bilhões.

Bandeira branca no radar?

EUA devem estender licença da chinesa Huawei para atender clientes do país

Movimento dos EUA pode ser visto como positivo para o fim da guerra comercial com a China já que a companhia foi um dos focos de tensões entre os gigantes

Governador de Minas

‘Governo entra em pautas minúsculas’, avalia Romeu Zema

Em entrevista, governador de MG nega que esteja sendo “tutelado” pelo partido Novo e avaliou que o presidente Jair Bolsonaro deveria “focar em coisas maiores, grandiosas”

Corrida contra o tempo

Tarifa de importação do Mercosul pode cair já em 2020

Com receio de que o grupo político da ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner volte ao poder, o governo brasileiro tem pressa

Agora vai?

Governo enviará ao Congresso na próxima semana projeto para destravar privatização da Eletrobras

Proposta deve conter os mesmos itens que estavam na Medida Provisória 879, que não foi votada pela Câmara

Olha quem apareceu

Rede de varejo Le Biscuit, da Vinci Partners, estreia no comércio online

Entrada da empresa no mundo online ocorrerá em etapas e segue uma tendência mundial

Olha a oportunidade aí

Movimentos para ofertas de ações no 2º semestre aceleram

Reuniões com os bancos de investimento se intensificam e companhias começam a fechar acordos para levar as ofertas adiante

Eita!

Chefes da Receita Federal ameaçam entrega de cargos por interferência política

De acordo com apuração, seis subsecretários do órgão estão fechados nessa posição

À beira do abismo

Sob pressão financeira, Oi procura bancos para encontrar saída

Operadora precisa levantar R$ 2,5 bilhões, mas ainda não tem ideia de como fará essa captação de recursos

Batalha contra a desaceleração

China divulga reforma de juros para reduzir custo de financiamento de empresas

Movimento anunciado deve reduzir ainda mais as taxas de juros reais para as companhias do país

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements