Menu
2019-01-29T18:16:33+00:00
Resultado anual

Aprovações do BNDES para novos financiamentos crescem 27% em 2018

Setor de infraestrutura teve elevação de 60% nas aprovações em relação a 2017, totalizando R$ 47,6 bilhões

29 de janeiro de 2019
18:16
BNDES
Resultados do banco de fomento foram divulgados nesta terça-feira - Imagem: Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) desembolsou R$ 69,3 bilhões em financiamentos em 2018, uma queda de 2% em relação a 2017. As aprovações para novos financiamentos, porém, somaram R$ 94,9 bilhões em 2018, um crescimento de 27% em relação a 2017. As consultas, a primeira etapa de um pedido de financiamento no banco de fomento, totalizaram R$ 98,8 bilhões, resultado estável em relação ao ano anterior.

O setor de infraestrutura recebeu R$ 30,4 bilhões em desembolsos, um crescimento de 13% em relação ao ano anterior, o equivalente a uma fatia de 43,9% do total desembolsado pelo banco no ano passado.

A agropecuária teve R$ 14,7 bilhões em desembolsos, alta de 2% ante 2017. O segmento industrial deteve R$ 12,3 bilhões, enquanto o comércio e serviços ficaram com R$ 11,9 bilhões, uma redução de 18% em relação ao ano anterior, em ambos os casos.

Entre as aprovações, o setor de infraestrutura teve elevação de 60% em relação a 2017, totalizando R$ 47,6 bilhões, pouco mais de 50% de todas as aprovações do banco no ano. Agropecuária teve aumento de 10% no volume aprovado para novos financiamentos, enquanto a indústria registrou crescimento de 5%. Já o setor de comércio e serviços viu encolher em 3% o total de aprovações em 2018.

As micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) receberam R$ 30,1 bilhões em desembolsos em 2018, 44,7% do total desembolsado pelo BNDES no ano, o maior porcentual registrado na série histórica. O montante corresponde a um crescimento de 4% em comparação a 2017.

A região Centro-Oeste teve o maior crescimento nos desembolsos em 2018, 12% a mais que em 2017, totalizando R$ 9,4 bilhões. As aprovações para novas operações cresceram 70%, somando R$ 12 bilhões, puxadas pelo financiamento para o sistema de transmissão que conectará a Estação Conversora Xingu (PA) à Estação Conversora Terminal Rio (RJ) para escoamento da energia gerada pela Usina Hidrelétrica Belo Monte.

O Sudeste recebeu R$ 26,5 bilhões em desembolsos em 2018; o Sul, R$ 17,96 bilhões; o Nordeste, R$ 11,9 bilhões; e o Norte, R$ 3,5 bilhões. Houve crescimento nas aprovações para as regiões Norte (270%), Sul (29%) e Sudeste (17%). Para o Nordeste, as aprovações recuaram 9%.

Por meio da BNDESPar, o BNDES investiu R$ 412 milhões em fundos de crédito em 2018. Segundo o banco de fomento, para cada milhão do BNDES, foram aplicados R$ 3 milhões por outros investidores.

"A atuação do banco como investidor nesse tipo de fundo, em conjunto com investidores privados e instituições financeiras de desenvolvimento, visa a estimular o segmento e aumentar o acesso de projetos de infraestrutura e de pequenas e médias empresas a outras formas financiamento via mercado de capitais", justificou o banco de fomento, em nota.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Nova cartada

Trump contra-ataca e anuncia um aumento nas tarifas sobre importações chineses

O presidente dos Estados Unidos anunciou a elevação das tarifas de importação sobre produtos da China, elevando a tensão no front da guerra comercial

Seu Dinheiro na sua noite

O Buraco do Twitter

O vale de Jackson Hole (Buraco do Jackson, para os íntimos) já serviu de cenário para as filmagens de Rocky 4. Em plena guerra fria, Sylvester Stallone usou a paisagem coberta de neve das montanhas que ficam no estado norte-americano do Wyoming para emular a Sibéria. Para quem acompanha o mercado financeiro, o lugar é […]

Estreitando relações

Bolsonaro anuncia acordo de livre comércio entre Mercosul e 4 países europeus

Anúncio foi comemorado por entidades diretamente envolvidas, como a Confederação Nacional da Indústria

Câmbio

BC ofertará até US$ 11,6 bilhões no mercado à vista a partir de 2 de setembro

Leilões serão iguais aos feitos ao longo desta semana, com o BC trocando swaps por dólar à vista a depender da demanda de mercado

Relação abalada

Maia volta a disparar contra Bolsonaro e diz que país vive ‘quase um Estado autoritário’, inclusive no Meio Ambiente

Presidente da Câmara também classificou como desculpa as ameaças da Europa sobre a questão das queimadas na Amazônia

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: No meio da guerra tinha um banco central

Seu Dinheiro traz em podcast um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

Seguindo a Caixa...

Banco do Brasil pode adotar linha de crédito imobiliário atrelada ao IPCA

Se confirmado, novo tipo e crédito se somaria às novas linhas com taxas mais baixas para prazos de financiamento menores

Economia em dificuldades

Incertezas com Brexit e quadro global pesam no Reino Unido, diz Carney

Presidente do BoE afirmou que a economia do Reino Unido poderia ter várias reações, a depender dos progressos no Brexit

Deu a louca no gerente

Caixa vai vender todas as participações não estratégicas, diz presidente

Pedro Guimarães também voltou a mencionar que a Caixa vai “despedalar” os Instrumentos Híbridos de Capital de Dívida

Ela não para!

Caixa avalia mudança para taxa prefixada no financiamento imobiliário

Banco está avaliando excluir todo tipo de indexador e adotar taxa prefixada para o financiamento da casa própria

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements