Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-06-24T19:12:30+00:00
Seu Dinheiro na sua noite

Alguém anotou a placa?

24 de junho de 2019
19:12
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Na perspectiva de Mercúrio, um personagem da série X-Men dotado de supervelocidade, o resto do mundo é que se movimenta como se estivesse em câmera lenta.

Já ficou conhecida a fantástica cena de um dos filmes da franquia em que Mercúrio salva todos os heróis de uma explosão. A graça é que a sequência toda se passa sob o ponto de vista dele.

Exageros à parte, acompanhar uma entrevista de Pedro Guimarães, o presidente da Caixa, é como assistir ao personagem criado pela Marvel em ação.

Desde que assumiu o cargo, no começo do ano, o executivo imprimiu um ritmo no banco público capaz de deixar o herói dos X-Men comendo poeira.

Guimarães comentou hoje sobre o resultado da Caixa, que registrou lucro de R$ 3,920 bilhões no primeiro trimestre, alta de 22,9% sobre o mesmo período de 2018.

Porém, como já se tornou hábito, ele soltou a metralhadora verbal e foi bem além do balanço. Já prometeu um resultado “histórico” para o banco no segundo trimestre, que ainda nem terminou.

Ele também não deu bola para o período de silêncio (alô, CVM!) e falou sobre a oferta de ações da Petrobras, cujo preço será definido amanhã. Com o “sucesso” (nas palavras dele) da venda das ações da estatal, a Caixa deve ampliar de R$ 3 bilhões para R$ 10 bilhões o volume de recursos que serão devolvidos para o Tesouro.

Achou pouco? Pois Guimarães falou ainda de Odebrecht, da venda da participação no Banco Pan, da abertura de capital das subsidiárias do banco e ainda deu uma cutucada na XP Investimentos. Você lê tudo (ou pelo menos o que o bravo repórter conseguiu acompanhar) da coletiva do presidente da Caixa nesta matéria.

Chorar hoje para sorrir amanhã

A frase dita pela mítica jogadora Marta após a eliminação do Brasil na Copa do Mundo feminina de futebol pode muito bem ser aplicada ao contexto da nossa economia. Afinal, os sacrifícios e a “faxina geral” que Paulo Guedes tenta dar na economia hoje poderão ser a bonança daqui alguns anos. Quem acredita nessa máxima é Elie Horn, fundador da Cyrela, uma das maiores incorporadoras do país. O empresário concedeu uma entrevista ao Estadão hoje e nela você vai entender porque, segundo ele, nossa economia “balança mais não cai”.

Mais um recorde pra conta

Tomar grandes decisões quando faltam informações é algo realmente complicado. Tanto é que os investidores, na procura por novidades tanto da reforma da Previdência quanto do cenário econômico no exterior puxaram o freio de mão. Então, depois da forte alta dos últimos dias, nada mais natural (e saudável) do que colocar algum dinheiro no bolso, certo? Errado! No fechamento, o Ibovespa encontrou forças para bater um novo recorde histórico de fechamento. O Victor Aguiar traz para você os detalhes do que movimentou a bolsa e o dólar hoje.

Touros, ursos e Maia

Com o feriadão de Corpus Christi na semana passada, fizemos uma parada técnica no nosso podcast Touros e Ursos. Mas nesta sexta-feira devemos voltar a pleno vapor. De todo modo, ganhamos um “concorrente” nesta semana. Quem lançou sua própria plataforma de áudios foi o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Confira o que disse o deputado no episódio de estreia do “Resenha com Rodrigo”. Spoiler: tem novidades sobre os prazos da reforma da Previdência.

Papai Trump e seu pimpolho

No quesito comportamento, Donald Trump não está nada satisfeito com o que está acontecendo debaixo de suas asas. Para o presidente dos Estados Unidos, o Federal Reserve se comporta como “criança teimosa” quando o assunto é juros, e que o BC norte-americano precisa urgentemente cortar as taxas “para compensar o que os outros países estão fazendo contra os EUA”. Ele só esquece, no entanto, que o Fed é independente e já saiu de casa faz um tempo.

Vida de gado

Já pensou em investir em um empreendimento que lucra com a compra, engorda e abate de gado? Cerca de 30 mil investidores caíram no conto das Fazendas Reunidas Boi Gordo e tiveram uma perda de quase R$ 4 bilhões. O esquema funcionou nos anos 1990 e teve como garoto-propaganda Antonio Fagundes, que na época vivia o protagonista da novela O Rei do Gado. Mas sabe quem foi chamado para participar da propaganda antes do ator? Ninguém menos que o Ivan Sant’Anna, o seu mentor de investimentos. Neste texto imperdível, ele conta como escapou da cilada e as lições que você deve tirar do caso.

O pior erro de Bill Gates

Você se lembra do Windows Phone? Pode ser que muitos só tenham ouvido falar, porque afinal a interface para celulares da Microsoft foi uma tacada não tão certeira assim, não é mesmo? Em tempos de iOS e Android, é quase impossível imaginar outro sistema operacional tão (ou mais) poderoso do que essa dupla. Mas essa história bem que podia ser diferente se Bill Gates não tivesse cometido o maior erro da sua carreira, que pode ter selado o destino do Windows Phone. Saiba como nesta matéria da Jasmine Olga.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

De olho na economia

Armínio Fraga vê ‘obscurantismo’ e ambiente ‘envenenado’ como entraves à economia

Fraga destacou que o Brasil nunca investiu tão pouco na sua história e que para destravar o investimento será preciso dar mais clareza em áreas que vão além da econômica, como “temas de natureza distributiva”

Novidades à vista?

Petrobras negocia potencial consórcio para leilão de pré-sal, diz presidente

Muitas das maiores petroleiras do mundo, entre elas ExxonMobil, Royal Dutch Shell e BP, além da própria Petrobras, estão registradas para participar da disputa, marcada para 6 de novembro

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

As duas faces do dólar

No filme “As duas faces de um crime”, o eterno canastrão Richard Gere faz o advogado oportunista que defende um jovem acusado de assassinato. A coisa complica quando ele descobre que o garoto interpretado por Edward Norton sofre de múltiplas personalidades. Eu me lembro do filme toda vez que tento encontrar alguma explicação para o […]

Na gringa

Campos Neto: O que foi prometido está sendo entregue

Em encontros no exterior, presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, passa a mensagem de que existe um plano de reinvenção do país com dinheiro privado

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: O cabo de guerra no PSL

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

Situação delicada

Papéis da Boeing caem 7% em NY com notícia de que companhia pode ter “enganado” FAA

De acordo com o periódico, o piloto Mark Forkner teria reclamado que o sistema conhecido como MCAS, na sigla em inglês, o teria deixado em apuros dois anos antes dos acidentes que tiraram a vida de várias pessoas

Boas novas

Ações da Eletrobras sobem após MME dizer que pode encaminhar PL sobre privatização da empresa até início de novembro

De , a proposta do governo federal para a privatização da Eletrobras ainda é a capitalização, com a diluição da participação da União na holding elétrica

nos eua

Reservas são vistas como seguro e não se fala em mudar isso, diz presidente do BC

Campos Neto mencionou que o que se lê sobre os altos custos para se manter as reservas internacionais no Brasil “não é a realidade” e que nos últimos 15 anos, os custos se igualaram às receitas

no velho continente

Há ‘sinais leves’ de supervalorização dos mercados, diz presidente do Banco Central Europeu

Draghi destaca ainda que o setor financeiro não bancário da zona do euro continua tomando risco, mas pontua que a resiliência do setor bancário permanece “sólida”

entrevista

‘Huck vai deixar de ser celebridade e ser líder?’, questiona FHC

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) assiste com ceticismo as articulações do apresentador global

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements