Menu
2019-04-05T09:54:13+00:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Maiores baixas

Atenção investidor! Nuvem negra sob a Gafisa faz com que os papéis da empresa liderem as desvalorizações desde o início do ano

Depois dos papéis da Gafisa, as maiores baixas foram nas ações ordinárias da Vale (VALE3) com queda de 18,45%. Em seguida, vieram as ações preferenciais da Bradespar (BRAP4), com queda de 15,58%

8 de fevereiro de 2019
13:33 - atualizado às 9:54
Gafisa
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A maré definitivamente não está para peixe para a Gafisa. Além dos escândalos envolvendo desvios de recursos, as ações ordinárias da companhia (GFSA3) estão liderando as desvalorizações da bolsa, com queda de 23,79% desde janeiro deste ano até ontem (7). Os dados foram coletados da consultora Economatica.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Na sequência das baixas, estão os papéis ordinários da Vale (VALE3) com queda de 18,45%. Em seguida, estão as ações preferenciais da Bradespar (BRAP4), com queda de 15,58%.

Os papéis da Embraer (EMBR3) ficaram na quarta posição com baixa de 15,13% e os da Tecnisa vieram na sequência com queda de 12,41. Para a análise, foram consideradas todas as ações de empresas negociadas na B3.

No topo

Na outra ponta, entre as maiores altas estão as ações ordinárias da Eletrobras (ELET3) com avanço de 45,27%, seguida da Comgás (CGAS5), com 37,94%. Na terceira posição vem o Banco BTG Pactual (BPAC11) com alta de 33,31%.

Em seguida, aparecem os papéis preferenciais classe B da Eletrobras (ELET6), com alta de 32,87%, e a Ser Educação (SEER3), com valorização de 32,28%.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

De olho nos valores

Preço médio dos imóveis residenciais sobe 0,36% em junho em dez capitais

A pesquisa mostrou que, no mês, todas as dez capitais pesquisadas tiveram alta nos preços médios: Brasília (0,04%), Fortaleza (0,06%), Salvador (0,08%), Porto Alegre (0,16%), Rio de Janeiro (0,18%), Belo Horizonte (0,19%), Curitiba (0,19%), Goiânia (0,22%), Recife (0,38%) e São Paulo (0,68%)

DE OLHO NO GRÁFICO

Bitcoin em nova alta e S&P no sinal amarelo

Fausto Botelho está estupidamente otimista com o bitcoin, que pode ter uma nova onda de valorização. Já o S&P, principal índice americano, pode trazer um terremoto para o resto do mundo

De olho nos próximos recebidos

Preparação de atendimento pela Caixa contribuiu para adiamento de saque do FGTS

Em 2017, para que 25,9 milhões de trabalhadores retirassem R$ 44 bilhões das contas inativas (de contratos anteriores) do FGTS, a Caixa preparou um esquema de atendimento que previu a abertura das agências mais cedo e nos fins de semana no período, que foi de 10 de março a 31 de julho

Entenda o caso

Depois de fixar o preço dos papéis em R$ 1,10 no follow-on, ações da Tecnisa despencam mais de 9%

O mais provável é que a queda vertiginosa esteja associada ao fato de que o papel esteja se ajustando ao preço estipulado na oferta de ações

A hora é agora

Como consultar o seu saldo do FGTS

Medida que injeta até R$ 30 bilhões na economia deve ser anunciada na próxima semana. Saiba como consultar o seu saldo do FGTS

Novidades na prateleira

RCI Brasil, das montadoras Renault e Nissan, passa a oferecer CDB com liquidez diária e rentabilidade de 102% do CDI

A desvantagem é que o valor inicial de aplicação do investimento é um pouco alto. No caso do Banco Sofisa, por exemplo, o valor inicial de aplicação é de R$ 1. Já no Inter e no C6 Bank, a aplicação inicial é de R$ 100

Aos números

Economia com reforma da Previdência após 1º turno fica em R$ 914,3 bilhões

Impacto fiscal ao longo de 10 anos sobe a R$ 933,5 bilhões, considerando aumento CSLL sobre os bancos. MP de fraudes pode render outros R$ 200 bilhões

alteração na agenda

Anúncio sobre FGTS fica para a próxima semana, diz Onyx

Segundo o ministro, as equipes técnicas do Ministério da Economia ainda trabalham em cima dos ajustes necessários

dinheiro na mão

Economistas recomendam sacar recursos do fundo

Aprovada a medida do governo para o saque das contas do FGTS, a orientação dos especialistas é para que os trabalhadores quitem débitos ou invistam

controvérsia

Setor de construção critica liberação de saques do FGTS

Recursos para o trabalhador devem diminuir o total disponível para a construção, o que pode aumentar o déficit habitacional do País, diz vice-presidente de sindicato

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements