Menu
2019-04-04T14:00:49+00:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Garantia de crédito

A repaginada do FGC vai mudar a forma como você encara as Letras Imobiliárias

Conselho Monetário Nacional excluiu as LI’s do grupo de investimentos garantidos pelo FGC

25 de setembro de 2018
20:32 - atualizado às 14:00

Você provavelmente vai ter que repensar suas convicções sobre as Letras Imobiliárias (LI's) depois da reunião do Conselho Monetário Nacional desta terça-feira, 25. Isso porque o CMN fez alterações no estatuto e no regulamento do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e elas atingem em cheio a cobertura das LI's. Em resumo, esse tipo de investimento de Renda Fixa está fora do grupo de créditos garantidos pelo FGC.

Mas vou deixar um adendo antes que você, investidor que já possui LI's na carteira, entre em desespero: todos os créditos já emitidos até hoje, 25 de setembro, permanecerão com a cobertura. A regra só vale para contratos que foram firmados a partir de amanhã, 26 de setembro.

A mudança foi aprovada com o intuito de evitar confusão com outro investimento, a Letra Imobiliária Garantida (LIG), que foi regulamentada neste ano pelo Banco Central. Com as novas condições, as LI's perdem atratividade já que concorrem com produtos que podem pagam mais e ainda possuem segurança. As próprias LIG's são exemplos, já que contam com dupla garantia: do banco e de um pool de créditos imobiliários.

Tudo alinhado

Além da questão das LI's, outras mudanças no estatuto e no regulamento do FGC foram feitas pelo CMN para  alinhar o fundo com as normas internacionais.

Uma dessas mudanças atinge a seleção dos conselheiros do FGC, que agora vão ser feitas obrigatoriamente por uma empresa de recrutamento. Já a diretoria será eleita pelo Conselho de Administração, não mais pela assembleia das associadas.

Outras novidades serão a inclusão da reserva contábil nas demonstrações financeiras semestrais e anuais do FGC e a troca de informações sobre instituições financeiras entre fundo e Banco Central.

Falando em instituições financeiras, elas agora serão obrigadas a enviar para seus clientes todos os anos quais os termos de garantias do FGC que elas estão incluídas. A medida é considerada importante para o alinhamento internacional em termos de conhecimento da garantia.

*Com agências de notícias.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Aproveite a montanha-russa

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

quase lá

Natura confirma negociações avançadas com a Avon; FT fala em mais de US$ 2 bi

Em nota, a companhia afirmou que os termos e condições contratuais para a compra aquisição da Avon estão sendo negociados; o jornal Financial Times chegou a noticiar que negócio envolveria mais de US$ 2 bilhões

expectativa

Consumidores esperam inflação de 5,4% em 12 meses a partir de maio, diz FGV

Fundação diz que, considerando-se o diferencial histórico entre as previsões dos consumidores e da inflação medida pelo IPCA, por exemplo, os números ainda compatíveis com uma inflação oficial na meta

vai aliviar

China anuncia corte de impostos para fabricantes de microchips

Medida visa ajudar setor em um momento de pressão dos Estados Unidos nas negociações comerciais

Botando os pontos nos is

Governo Bolsonaro altera Decreto de Armas após polêmica com fuzis

Decisão veio após a fabricante de armas Taurus divulgar que o decreto assinado pelo presidente dava margem para que pessoas comuns adquirissem o fuzil T4

vem modernização por aí

Scania fará novo aporte de R$ 1,4 bi na fábrica do ABC

Maior parte do novo montante será aplicada na modernização da fábrica – que no ano passado já foi totalmente remodelada – e na produção de veículos movidos a combustíveis alternativos

A agenda segue

Câmara avança com a própria reforma tributária, sem esperar pelo texto da equipe de Guedes

Felipe Francischini convocou a votação para as 14h e espera liquidar o assunto ainda esta semana para deixar o caminho livre para o próximo estágio

Paciência zero

Maia diz que não aceitará ataques do executivo contra legislativo

Maia teve acesso a um material compartilhado pelo líder do governo na Câmara, major Vitor Hugo, em um grupo do Whatsapp. A charge compartilhada associava a negociação do governo com o Congresso a sacos de dinheiro

tá (quase) liberado

Câmara aprova MP que autoriza investimento até 100% estrangeiro em aéreas

Medida volta com a franquia mínima de bagagem que pode ser despachada gratuitamente; texto deve ser analisado pelo Senado e votada nesta quarta-feira, 22

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements