2022-04-05T11:35:47-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
ECO-PARCERIA

Magazine Luiza (MGLU3) e Banco BV se unem para reduzir pegada de carbono dos caminhões; entenda

O montante total compensado será de aproximadamente 56 mil toneladas, considerando os 500 caminhões da rede de distribuição

5 de abril de 2022
11:35
O Magazine Luiza (MGLU3) acabou de anunciar uma parceria com o Banco BV; confira acordo. - Imagem: Shutterstock

As iniciativas ESG — sigla para boas práticas sociais, econômicas e de governança corporativa — tomaram a agenda das empresas nos últimos anos. Desta vez, foi a vez do Magazine Luiza (MGLU3) colocar um pé em um mundo mais verde. 

Em uma parceria com o Banco BV (ex-Votorantim), a rede varejista pretende reduzir a emissão de carbono da cadeia de distribuição de produtos. Especialmente as entregas, que cresceram com o comércio digital (e-commerce) em meio à pandemia, estão no foco das companhias. 

Magazine Luiza e o CO2 zero

Assim sendo, o banco irá oferecer taxas mais competitivas para micro transportadoras que efetuarem a compensação das emissões de gás carbônico (CO2) dos veículos durante todo o período de financiamento.

No total, o montante compensado deverá ser de aproximadamente 56 mil toneladas pelos 500 caminhões dessa cadeia de distribuição, de acordo com os dados obtidos pela consultoria Sitawi, que auxiliou nas projeções feitas para a parceria. 

Rota 2030: em busca da sustentabilidade

A compensação será realizada por meio da aquisição de créditos de carbono, oriundos de projetos brasileiros e com tecnologias como manutenção de florestas (projetos de REDD+) e biogás, entre outros. 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

A parceria com o Magazine Luiza está em linha com um dos compromissos públicos do BV para 2030 e contará com a ajuda da consultoria Waycarbon.

“Com essa parceria, vamos contribuir e facilitar a vida de pequenos e médios empreendedores, que têm um papel tão importante para o Magalu e para a economia do país, principalmente no cenário desafiador que estamos vivendo no momento”, afirma Rogério Monori, diretor de Atacado do banco BV.

As ações MGLU3 hoje

No pregão desta terça-feira (05), as ações do MGLU3 operam em queda de 1,53% e são negociadas a R$ 7,08 nas primeiras horas da sessão de hoje. 

O dia começou volátil para a bolsa brasileira, que ainda digere a crise na gestão da Petrobras e permanece de olho na guerra russa. No mesmo horário, o Ibovespa operava em alta de 0,19%, aos 121.508 pontos. 

Não deixe de conferir também o conteúdo no nosso canal do YouTube sobre o Magazine Luiza:

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele