2022-04-27T17:02:33-03:00
Carolina Gama
FECHAMENTO DO DIA

S&P 500 se recupera com empurrãozinho da Microsoft (MSFT34); veja com as bolsas dos EUA encerraram o dia

Mercados europeus terminaram a sessão em alta, mas os investidores acompanharam de perto a suspensão do envio de gás russo para Polônia e Bulgária

27 de abril de 2022
17:02
EUA
Imagem: Shutterstock

O S&P 500 precisou de um empurrãzinho da Microsoft (MSFT34) para se recuperar das perdas vistas no início desta quarta-feira (27) e terminar o dia em alta. O Dow Jones também encerrou a sessão no azul, mas o Nasdaq terminou com uma leve variação negativa.

As ações da Microsoft chegaram a subir mais de 7%, embaladas por resultados trimestrais que superaram as projeções tanto em receita quanto em lucro, liderados pelo forte crescimento dos negócios de nuvem.

Outro destaque positivo do dia foi a Visa, cujos papéis deram um salto de mais de 8% — o maior ganho do Dow Jones —, depois que os resultados trimestrais da empresa superaram as estimativas dos analistas. 

Já a Alphabet não teve a mesma sorte. As ações da dona do Google caíram mais de 3% depois que a gigante de tecnologia divulgou resultados trimestrais abaixo do esperado, acompanhados por um crescimento mais fraco em seus negócios no YouTube.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Ainda entre os perdedores, a Boeing também viu as ações caírem mais de 7% após lucro trimestral abaixo do projetado por Wall Street, o que pesou na performance do S&P 500 e do Dow Jones.

Confira a variação e a pontuação dos principais índices de ações de Nova York:

  • Dow Jones: +0,19%, 33.302,53 pontos
  • S&P 500: +0,21%, 4.183,94 pontos
  • Nasdaq: -0,01%, 12.488,93 pontos

Antes do S&P 500, as bolsas na Europa

Assim como o S&P 500, os mercados europeus fecharam em alta nesta quarta-feira, apesar dos temores de uma desaceleração do crescimento econômico global. 

O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,6%, com quase todos os setores e principais bolsas em território positivo.

  • Londres: +0,53%
  • Paris: +0,48%
  • Frankfurt: +0,27%

Além de acompanharem a temporada de balanços, os investidores observaram de perto a interrupção do fornecimento de gás russo para a Polônia e a Bulgária

A gigante russa Gazprom suspendeu o envio do gás alegando que esses países se recusaram a pagar em rublos, como Moscou passou a exigir desde que a guerra na Ucrânia começou. 

O movimento empurrou os preços do gás europeu para cima e o euro para baixo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele