Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

Jasmine Olga
O melhor do Seu Dinheiro
Jasmine Olga
2022-04-26T18:46:41-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Dólar flerta com os R$ 5, Elon Musk deixa dogecoin de lado e as melhores ações do varejo; confira os destaques do dia

Com a queda da China, o Brasil fica em maus lençóis, já que a paralisação indica uma menor demanda por vários produtos

26 de abril de 2022
18:46
Tela mostra cotações de bolsa de valores e gráficos de mercado
O dólar avançou 2,36% nesta terça-feira e vale R$ 4,99 - Imagem: Shutterstock

A China que surpreendeu o mundo ao apresentar crescimento recorde e ser o primeiro país a superar os efeitos deixados pelo coronavírus também é a nação que hoje assusta as bolsas globais com um cenário desafiador antes mesmo de os desafios anteriores terem sido superados.

Com o crescimento das novas medidas de confinamento aplicadas em importantes centros comerciais, industriais e financeiros, é quase inevitável que a segunda maior economia do mundo sinta o baque, estendendo os efeitos de desaceleração ao resto do mundo.

A desaceleração do Produto Interno Bruto (PIB) global não é o único fator que assusta. As chamas do dragão chinês também possuem o poder de desestabilizar novamente as cadeias de suprimento, gerando uma inflação ainda maior. Tudo isso em um momento em que a elevação de juros se torna inevitável para os bancos centrais. 

A queda da China deixa o Brasil em maus lençóis, já que a paralisação do gigante indica uma menor demanda por uma série de produtos, principalmente commodities. O Ibovespa fechou a terça-feira em queda de 2,23%, aos 108.212 pontos.

Com o real mais apreciado do que as demais moedas emergentes em 2022, a correção por aqui tende a ser maior. Depois de flertar com a casa dos R$ 5, o dólar à vista encerrou o pregão em alta de 2,36%, a R$ 4,9905.

As projeções de uma economia mais lenta não casam muito bem com uma temporada de balanços que ganha fôlego em Wall Street. Em Nova York, hoje o dia foi um verdadeiro banho de sangue, antes mesmo de grandes empresas de tecnologia divulgarem os seus números. Os principais índices recuaram mais de 2%, com o Nasdaq  em queda de 3,95%.

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa.

NÃO FOI DESSA VEZ
Dogecoin (DOGE) se deu mal: após ser comprado por Elon Musk, Twitter testa pagamentos na rede com outra criptomoeda; saiba qual. O banho de água fria veio com o anúncio de que uma stablecoin seria usada como meio de pagamento na plataforma.

DINHEIRO NA CONTA
Dividendos: Magazine Luiza (MGLU3) vai pagar R$ 100 milhões em JCP aos seus acionistas; veja quem tem direito de receber. Além do Magalu, a Suzano (SUZB3) vai distribuir quase R$ 800 milhões em dividendos complementares em 13 de maio.

PÓDIO DO VAREJO
Arezzo (ARZZ3), Centauro (SBFG3) ou Renner (LREN3)? Qual varejista vai ganhar a corrida dos resultados do 1T22? O Credit Suisse espera que os números das três empresas sejam bem recebidos pelo mercado, mas uma delas vai ocupar o lugar mais alto do pódio; saiba qual.

A BOLSA COMO ELA É
Adeus, Nubank e Vale: Compensa deixar as fintechs e as commodities para investir em ações do setor de varejo? Estamos diante de um cenário dúbio para as produtoras de commodities domésticas, enquanto o varejo no Brasil parece estar em um ponto de entrada interessante. Leia o que pensa a analista da Empiricus Larissa Quaresma.

ESVAZIANDO OS BOLSOS
Inflação persistente: Guerra na Ucrânia deve manter conta de luz e alimentos mais caros até 2024. A crise no Leste Europeu resultou no maior choque de commodities desde os anos de 1970, de acordo com o vice-presidente do Banco Mundial para Crescimento, Finanças e Instituições Justas, Indermit Gill.

ELA VOLTOU
Muita coisa mudou na pesquisa Focus durante a greve dos servidores do Banco Central. Confira a evolução das projeções para a inflação e a Selic. Banco Central retomou nesta terça-feira a divulgação da pesquisa Focus; projeção para o IPCA foi a que mais se deteriorou nas últimas semanas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) retoma parte do fôlego, mas ainda segue abaixo dos US$ 30 mil; confira o que mexe com as criptomoedas

O mercado global de ativos digitais já perdeu mais de US$ 1 trilhão em valor desde o início do grande inverno cripto

PASSARINHO NA GAIOLA

E agora Elon Musk? Acionistas entram com ação contra o bilionário e o Twitter (TWTR34); saiba o motivo

A plataforma também está sendo alvo do processo, que envolve denúncias de uso de informação privilegiada no âmbito da oferta de compra da empresa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O copo meio cheio do Ibovespa, a nova chance da Cielo (CIEL3) e o retorno da Terra (LUNA); confira os destaques do dia

A possibilidade de que o Federal Reserve seja obrigado a manter o ritmo do aperto monetário ajudaram os ativos de risco nesta quinta-feira

ELEIÇÕES DE 2022

Distância entre Lula e Bolsonaro aumenta para 21 pontos na nova pesquisa Datafolha; confira as intenções de voto

Instituto destaca que o levantamento anterior, feito em 22 e 23 de março, tinha cenários distintos, excluindo pré-candidatos que deixaram a disputa e adicionando nomes que passaram a ser apresentados pelos partidos

FECHAMENTO DO DIA

Dólar cai abaixo dos R$ 4,80 e Ibovespa sobe 1% com sinais de fraqueza da economia americana; entenda a razão

O Ibovespa reagiu ao bom desempenho dos ativos no exterior após os investidores entenderem que o Fed deve segurar o aperto monetário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies