Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
Dados da Bolsa por TradingView
2022-01-13T19:28:35-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Mercados andam de lado, Itaú compra corretora Ideal e Moura Dubeux dispara: veja as principais notícias desta quinta

13 de janeiro de 2022
19:28
Imagem ilustrando o mercado de bolsa de valores
Em dia de poucas novidades, mercados se movimentam pouco - Imagem: Shutterstock

Depois de uma semana e meia de fortes emoções neste início de 2022, hoje foi dia de os mercados andarem meio… de lado. Com os próximos passos da política monetária do Federal Reserve já precificados, os índices de ações ao redor do mundo não encontraram forças nem para subir, nem para cair muito, em geral.

O dia foi de agenda esvaziada, e os poucos dados econômicos divulgados não fizeram muito preço. Restou aos investidores ficar de olho nas falas dos dirigentes do Fed, que até foram duras contra a inflação, mas também sem maiores novidades.

Tanto no Brasil como no exterior, as bolsas oscilaram entre os campos positivo e negativo ao redor da estabilidade. Na Europa, os principais índices de ações fecharam com sinais mistos, e o índice pan-europeu Stoxx 600, que reúne as principais empresas do continente, teve leve alta de 0,03%.

Em Nova York, o dia também foi de bolsas sem sinal único, mas uma piora na reta final do pregão levou os indicadores americanos a fecharem em baixa, contaminando as negociações por aqui.

O Dow Jones fechou em queda de 0,48%, o S&P 500 recuou 1,42%, e o Nasdaq teve perdas de 2,51%. Já o Ibovespa, que lutou para subir durante todo o pregão e chegou a superar os 106 mil pontos mais cedo, acabou fechando em leve queda de 0,15%, aos 105.529 pontos.

O dólar à vista, por sua vez, deu continuidade ao seu movimento de enfraquecimento global, já visto ontem, e passou quase toda a sessão no vermelho. Mas, no fim do pregão, também reduziu as perdas, fechando em leve queda de apenas 0,10%, aos R$ 5,5295.

ATENÇÃO: Seu Dinheiro libera acesso gratuito às 2 criptomoedas MAIS PROMISSORAS para você comprar agora, segundo analista de carteira de criptoativos que acumula 3.500% de lucro desde 2017. De brinde, você ganhará acesso vitalício e de graça à nossa comunidade de investimentos

Já os juros futuros começaram o dia em alta, mas viraram o sinal, e passaram a operar mistos. Os vencimentos mais curtos subiram, puxados pelo resultado forte e acima do esperado dos serviços em novembro. Os mais longos recuaram junto com a moeda americana e os retornos dos Treasuries, os títulos do Tesouro americano.

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta quinta-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa.

SUCESSO EM NÚMEROS
Ação da Moura Dubeux (MDNE3) dispara quase 12% após prévias que mostram recorde de vendas em 2021. Papel, que acumula queda de mais de 70% desde o IPO, ganha fôlego com prévias operacionais positivas do quarto trimestre.

PAPÉIS EM ALTA
Ações da Dexco (DXCO3) chegam a liderar ganhos na B3; companhia engrossa a lista de empresas que irão recomprar ações. A recompra costuma ser interpretada pelo mercado como um sinal de que as ações de uma empresa estão baratas. 

SD ENTREVISTA
Como a compra da corretora Ideal pode fazer o Itaú partir para o ataque e abrir um novo filão em investimentos. Banco viu na Ideal uma forma de complementar a oferta para os investidores que não são clientes do banco, diz Carlos Constantini, diretor do Itaú.

MAIS UM PASSO NA VISÃO 2030
De olho nos planos estratégicos, BRF (BRFS3) dá o primeiro passo para criar joint-venture na Arábia Saudita. A multinacional brasileira fechou hoje um memorando de entendimento com fundo soberano da Arábia Saudita para criação do novo negócio no país.

PROBLEMA RESOLVIDO
Bancos dos EUA querem resolver o problema de custódia de stablecoins e buscam criar a sua própria criptomoeda. Com isso, o usuário pode se beneficiar da segurança da blockchain e ainda ter o respaldo legal de um banco americano para negociar criptomoedas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

MÚSICA NO FANTÁSTICO

Unilever recebe mais um não da Glaxo para oferta de US$ 68 bilhões por divisão que produz Advil; entenda o caso

Se fosse concretizado, o acordo seria o maior em termos globais desde o início da pandemia de covid-19

EFEITOS COLATERAIS

Ômicron e seus investimentos: variante do coronavírus terá efeitos distintos sobre empresas de saúde na bolsa; saiba quais são eles

Planos de saúde devem enfrentar um cenário menos favorável dado o aumento dos índices de sinistralidade e pressão sobre os custos

FOI DADA A LARGADA

Petrobras (PETR4) e Novonor iniciam oficialmente processo para vender participações na Braskem; veja quanto a operação bilionária pode levantar

O pedido de registro para a oferta pública secundária, que será realizada no Brasil e no exterior, foi publicado na madrugada deste sábado (15) na CVM

INCENTIVO À MUDANÇA

Meca das criptomoedas? Estado americano tenta atrair trabalhadores com pagamento em bitcoin (BTC)

Iniciativa acontece em meio a explosão de crescimento no setor de tecnologia, especificamente naquelas habilitadas para blockchain

HEY, BROTHERS!

BBB é ‘fábrica de milionários’: prêmio de R$ 1,5 milhão é fichinha perto da fortuna que ex-participantes constroem; veja como Juliette, Gil do Vigor e outros ficaram ricos após reality

A edição de 2022 do BBB começa na próxima segunda e pode conceder o título de milionário a mais pessoas; veja quem já conseguiu se consagrar com a participação na casa mais vigiada do Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies