O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

Jasmine Olga
O melhor do Seu Dinheiro
Jasmine Olga
2022-05-06T19:03:06-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Fed derruba bolsas, as perspectivas para o dólar e os balanços que movimentaram o mercado; confira os destaques do dia

Dados do mercado de trabalho apontam para necessidade de ajustes mais bruscos por parte do Federal Reserve

6 de maio de 2022
19:03
Fachada do edifício-sede da B3 em São Paulo
O dólar avançou 1,17% nesta sexta-feira e vale R$ 5,07 - Imagem: Shutterstock

O Ibovespa contou com alguns empurrõezinhos de peso no pregão desta sexta-feira (06). Com o avanço do petróleo e bons resultados no primeiro trimestre, a Petrobras encerrou o dia em forte alta. O setor de bancos, puxado pelos números do Bradesco, também. 

Com o desempenho positivo de empresas relevantes no índice, a bolsa brasileira chegou a flertar com o campo positivo em diversos momentos, mas não tinha como ignorar o grande elefante estrelado na sala — o Federal Reserve (Fed). 

A decisão do banco central americano de aumentar a taxa básica de juros em 0,50 ponto percentual segue fazendo a cabeça dos investidores. Menos pela elevação em si e mais pela cautela com o que o futuro reserva. 

Com um mercado de trabalho forte e uma inflação que só tende a seguir em alta, parece pouco provável para os analistas que o Fed consiga escapar de uma política monetária mais restritiva. Em evento hoje, alguns dirigentes da instituição chegaram a defender que a dose de juros aumente na próxima reunião. 

Nesta sexta-feira, as bolsas americanas tiveram quedas mais amenas do que as vistas ontem, mas ainda assim foi um dia de perdas — com a disparada da curva de juros, o Nasdaq teve baixa superior a 1%. 

No Brasil, o Ibovespa chegou a apagar completamente os ganhos do ano — que eram de 15% há pouco mais de um mês —, mas se agarrou ao desempenho de ativos importantes para fechar em queda de 0,16%, aos 105.134 pontos. Na semana, o recuo foi de 2,54%. 

A inclinação da curva de juros americana também repercutiu por aqui, levando os principais vencimentos dos contratos de DI a fecharem na máxima do dia. O dólar à vista acompanhou e subiu 1,17%, a R$ 5,0754 — avanço de 2,68% na semana. 

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta sexta-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa.

AINDA HÁ ESPAÇO PARA O REAL?
Dólar a R$ 4,80 é coisa do passado? Não para o BTG Pactual. Com as eleições presidenciais superadas nos últimos meses do ano, os analistas apontam que a redução da incerteza doméstica e o preço elevado das commodities devem ajudar a moeda brasileira contra a divisa norte-americana. 

DÍVIDAS
Bradesco (BBDC4) prevê que inadimplência para de subir no segundo semestre; banco anuncia recompra de ações. Índice de insolvência da companhia terminou o primeiro trimestre atingindo 3,2% da carteira de crédito. No quarto trimestre, a taxa estava em 2,8%. 

BALANÇO
Natura (NTCO3) confirma o pior e tem prejuízo quatro vezes maior no 1T22. Perda foi de R$ 643,1 milhões no primeiro trimestre, um resultado quatro vezes inferior ao do mesmo período de 2021; empresa adia metas com deterioração do cenário.

UMA LUPA NA QUESTÃO
Por que o fim das negociações entre a Coinbase e a controladora do Mercado Bitcoin é ruim para ambas — e ótimo para as concorrentes. Negócio permitiria à Coinbase ter uma posição de destaque entre as corretoras de criptomoedas do país, onde a rival Binance avança rapidamente. 

UNIÃO DE GIGANTES
Acabou o mistério: Vale (VALE3) confirma acordo com a Tesla (TSLA34); veja por que a montadora de Elon Musk entrou para a lista de clientes da mineradora. A fabricante de carros elétricos está em busca de níquel para atingir a ambiciosa meta de aumentar sua produção em 50% neste ano — e aí que entra a empresa brasileira.

EXPANSÃO PARA SP
A terra da garoa e dos negócios: Cencosud compra Giga Atacadista; saiba mais sobre o negócio de R$ 500 milhões. Aquisição permite a entrada do grupo chileno no mercado paulista de atacarejo, com modelo de autoatendimento “pague e leve”. 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

AUTOMÓVEIS

Elon Musk em apuros? Tesla perde apelo entre consumidores de carros de luxo

Tesla cai do 3º para o 5º lugar na preferência dos compradores de carros de luxo nos EUA no primeiro trimestre, mas ainda domina entre modelos elétricos

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Melhora de Nova York faz Ibovespa futuro sustentar alta da abertura; dólar vai a R$ 5,10

RESUMO DO DIA: A desaceleração da economia chinesa pesou no sentimento das bolsas nesta segunda-feira (16). Os dados mais fracos dão os primeiros sinais de recessão, o que deve afetar o desempenho das atividades nos demais países. Por aqui, a Petrobras (PETR4) é o foco do dia, com debates envolvendo o preço dos combustíveis e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Wiz (WIZB3) e lucro de 5% no bolso com Bradesco (BBDC4)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Wiz (WIZS3), com entrada em R$ 8,44; veja a análise

O melhor do Seu Dinheiro

O Nubank estará Nu mais uma vez? Confira a história do dia e outras sete notícias que mexem com os seus investimentos

O Nubank virou rei na competição com os bancões, mas a nudez dos balanços amargou o gosto dos investidores pela fintech; veja o que esperar do resultado do primeiro trimestre

Segredos da Bolsa

Esquenta dos mercados: Desaceleração da China gera mal estar e bolsas amanhecem pressionadas; Ibovespa acompanha tensão na Petrobras (PETR4)

No panorama doméstico, os balanços de Magazine Luiza, Nubank e outros movimentam o dia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies