🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-06-23T09:28:32-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Queda da Petrobras (PETR4) pesa e Ibovespa fica no vermelho; dólar cai a R$ 5,15

21 de junho de 2022
9:04 - atualizado às 9:28

RESUMO DO DIA: A volta das negociações em Nova York após o feriado local anima as bolsas pelo mundo hoje. A busca por barganhas sustenta o bom desempenho dos mercados acionários nesta terça-feira. No panorama doméstico, o Ibovespa digere a ata da mais recente reunião do Copom e acompanha três temas relacionados à Petrobras (PETR3;PETR4). São eles: debates sobre política de paridade com preços internacionais (PPI), Lei das estatais e a saída do presidente da companhia.

Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais mercados globais hoje, além das principais notícias do dia.

O Ibovespa encerrou o dia em queda de 0,17%, aos 99.684 pontos.

O dólar à vista encerrou o dia em queda de 0,63%, a R$ 5,1537

AS APOSTAS DO JP MORGAN

Com o cenário macroeconômico marcado por aumento de juros no mundo todo estimulando a procura pela renda fixa, fica difícil convencer o investidor a comprar ações.

Mas o JP Morgan enxerga oportunidades excelentes nos mercados latino-americanos e emergentes, principalmente no Brasil.

A equipe de pesquisa da América Latina do banco elegeu 21 ações para investir no segundo semestre de 2022, sendo que 13 são de empresas brasileiras.

CONFIRA O NOME DAS ESCOLHIDAS PELO BANCO AMERICANO

A forte queda das ações da Petrobras (PETR4) voltaram a pressionar o Ibovespa, que agora opera em queda de 0,50%

SETOR DE EDUCAÇÃO EM QUEDA

O clima positivo do Ibovespa não atinge o setor de educação. Nesta semana, a Associação Nacional das Universidades Particulares (Anup)  entrou com um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para barrar a abertura de novos cursos de medicina que não se enquadram na Lei do Programa Mais Médicos.

Confira os piores desempenhos desta tarde:

CÓDIGO NOME ULT VAR
COGN3 Cogna ON R$ 2,22 -3,90%
YDUQ3 Yduqs ON R$ 13,12 -3,81%
POSI3 Positivo Tecnologia ON R$ 6,08 -2,41%
BBAS3 Banco do Brasil ON R$ 33,60 -2,30%
LREN3 Lojas Renner ON R$ 23,34 -2,22%

Apesar de ter chegado a operar por alguns momentos no campo negativo, o Ibovespa segue sustentando o patamar dos 100 mil pontos.

As ações da Petrobras (PETR4) agora operam em queda, acompanhando as conversas em Brasília sobre o preço dos combustíveis e possíveis consequências para a companhia.

FECHAMENTO NA EUROPA
  • Frankfurt: +0,22%
  • Londres: +0,56%
  • Paris: + 0,75%
  • Stoxx: +0,36%
QUANTO VALE A 3R PETROLEUM?

Os rumores de um possível aumento de impostos sobre o setor de petróleo em meio à alta dos combustíveis pesaram sobre as ações da 3R Petroleum (RRRP3) recentemente na bolsa. Mas o risco de intervenção não mudou a visão do BTG Pactual sobre a empresa.

O banco revisou as estimativas da companhia, que permanece como a favorita no setor para surfar a valorização das cotações internacionais do petróleo.

CONFIRA O NOVO PREÇO-ALVO

O dólar à vista acelerou o ritmo de queda nos últimos minutos. O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida disse ao Congresso que o governo não irá interferir na política de preços da Petrobras.

Apesar da sinalização positiva. os deputados Eduardo Bolsonaro, Bia Kicis e Daniel Silveira apresentaram um pedido de CPI para investigar os preços praticados pela estatal.

JUROS

A sinalização de que o Comitê de Política Monetária deve encerrar em breve o ciclo de aperto monetário leva o mercado de juros a operar praticamente estável, com uma queda mais acentuada nos vencimentos mais longos. Nos Estados Unidos, persiste a dúvida sobre até onde o Federal Reserve pode ir para conter a inflação. Confira:

CÓDIGO NOME  ULT  FEC
DI1F23 DI jan/23 13,56% 13,58%
DI1F25 DI Jan/25 12,43% 12,47%
DI1F26 DI Jan/26 12,31% 12,35%
DI1F27 DI Jan/27 12,37% 12,39%

Na volta do feriado, as bolsas americanas começam o dia em forte alta de mais de 1,5%, impulsionando o restante do mercado acionário global.

SOBE E DESCE

Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGO NOME ULT VAR
LWSA3 Locaweb ON R$ 5,50 4,56%
WEGE3 Weg ON R$ 24,85 3,11%
PRIO3 PetroRio ON R$ 23,47 2,76%
EMBR3 Embraer ON R$ 11,61 2,56%
VALE3 Vale ON R$ 77,06 2,07%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGO NOME ULT VAR
YDUQ3 Yduqs ON R$ 13,21 -3,15%
MGLU3 Magazine Luiza ON R$ 2,53 -1,94%
LREN3 Lojas Renner ON R$ 23,44 -1,80%
ALPA4 Alpargatas PN R$ 19,22 -1,79%
COGN3 Cogna ON R$ 2,27 -1,73%

 

O Ibovespa aproveita a retomada das negociações em Nova York para voltar ao patamar dos 100 mil pontos, mas a bolsa brasileira vem arrefecendo o ritmo de alta.

Por aqui, o embróglio político envolvendo a Petrobras (PETR4) segue sendo o principal fator de cautela. Os investidores monitoram is flertes do governo com uma CPI e possíveis interferências na estatal.

As empresas do setor de mineração e siderurgia também são destaque após o minério de ferro ter recuado mais de 8% ontem.

O Ibovespa encerrou os leilões de abertura em alta de 1,22%, aos 101.000 pontos.

O dólar à vista, por sua vez, recua 0,46%, cotado a R$ 5,1669.

A curva de juros futuros (DIs) operam praticamente estáveis nas primeiras horas do dia.

A ata do copom mantém os juros de curto prazo estáveis, enquanto os longos caem levemente com a perspectiva de de menor aperto monetário por parte do Banco Central.

  • Jan/23: de 13,583% para 13,575%;
  • Jan/24: de 13,195% para 13,160%;
  • Jan/25: de 12,624% para 12,425%;
  • Jan/27: de 12,379% para 12,310%.

O Ibovespa futuro abriu em alta de 0,81%, aos 102.540 pontos.

No mesmo horário, o dólar à vista recuava 0,13%, cotado a R$ 5,1793.

OPORTUNIDADE DE SWING TRADE NA BOLSA

Na coluna de Nilson Marcelo de hoje: Oportunidade de lucro de mais de 4% em swing trade com a NeoEnergia (NEOE3).

Entenda os motivos por trás da recomendação do analista na coluna de hoje.

BOLSAS NO EXTERIOR

As bolsas de Nova York voltam após o feriado da última segunda-feira (20) em forte alta, após a semana passada registrar as piores perdas do ano.

Isso animou os índices da Europa pela manhã. No radar dos investidores, permanecem as falas de dirigentes do Federal Reserve e maiores detalhes sobre uma possível recessão global.

  • Dow Jones futuro: +1,53%
  • S&P 500 futuro: +1,70%
  • Nasdaq futuro: +1,71%
  • Euro Stoxx 50: +0,87%
  • China (Xangai): -0,26% (fechado)
  • Japão (Nikkei): +1,84% (fechado)
  • Petróleo Brent: US$ 115,79 (+1,39%)
  • Minério de ferro (Dalian, China): US$ 111,86 (-3,10%)
ESQUENTA DOS MERCADOS

Bom dia! As bolsas norte-americanas entraram na chamada zona de bear market na semana passada.

Mas, embora a inflação em disparada e o aperto monetário sustentem a tendência de queda, os investidores dão hoje uma pausa na maré vermelha das últimas semanas.

Os índices futuros de Nova York voltam do feriado nos Estados Unidos em forte recuperação, impulsionando os ativos de risco ao redor do mundo.

Na Europa, os mercados de ações abriram no azul e a expectativa é de que o otimismo se mantenha até a abertura do Ibovespa.

O fim da sessão na Ásia e Pacífico também foi no campo positivo.

O destaque vai para os índices da China continental, com a queda das commodities metálicas pressionando a bolsa de Xangai.

O bom humor dos mercados internacionais é alimentado por comentários do presidente dos Estados, Joe Biden.

Na visão do mandatário norte-americano, ainda que exista o risco de recessão nos EUA, ela não seria inevitável.

O comentário de Biden ecoa a visão manifestada por sua secretária de Tesouro, Janet Yellen, no fim de semana.

O presidente norte-americano se manifestou sobre o assunto depois de uma conversa com o economista Larry Summers, secretário do Tesouro dos EUA.

Summers tem advertido para o risco de uma recessão iminente.

“Não, eu não acho que esteja”, disse Biden ao ser questionado se os EUA estariam caminhando para uma recessão.

“Eu estava conversando com Larry Summers esta manhã e não há nada de inevitável em uma recessão.”

O otimismo de hoje nos mercados de ações antecede os testemunhos regulares do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, perante o Congresso dos EUA.
No pregão de ontem (20), o Ibovespa encerrou a sessão em leve alta de 0,03%, a 99.852 pontos.

Já o dólar à vista avançou ao maior nível desde fevereiro, com um ganho de 0,81%, a R$ 5,1862.

Confira o que movimenta as bolsas, o Ibovespa e o dólar nesta terça-feira (21).

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

QUASE LÁ...

Auxílio Brasil mais gordo e mais próximo: Senado aprova PEC do estado de emergência; proposta é enviada para a Câmara

Medida também inclui vale-gás de cozinha; auxílios aos caminhoneiros e taxistas; gratuidade de transporte coletivo para idosos; compensação dos estados que concederem créditos tributários para o etanol e reforço do programa Alimenta Brasil

POLÊMICA NA ESTATAL

Caixa revela que sabia de denúncia de assédio contra Pedro Guimarães desde maio e aponta presidente interina

A Corregedoria aguardou até que o denunciante apresentasse um “conjunto de informações” suficiente para prosseguir com a investigação contra Pedro Guimarães

GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flóridas e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

A quadrilha triste do Ibovespa e o nascimento de uma nova gigante; confira os destaques do dia

O mês de junho vai chegando ao fim, mas o mercado financeiro parece longe de se juntar às alegres festividades juninas espalhadas pelo país.  Na B3 e em Wall Street, os investidores dançam uma quadrilha pra lá de triste e cheia de obstáculos.  Não estamos falando de uma ponte quebrada, uma cobra perdida ou uma […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa despenca mais de 11% e tem o pior mês desde março de 2020; dólar sobe a R$ 5,23

O início do aperto monetário do Federal Reserve levou os ativos globais a ter um semestre para esquecer – e o Ibovespa não escapou disso

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies