Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2021-04-19T20:34:51-03:00
seu dinheiro na sua noite

Tem bolha no mercado global? Howard Marks acha que não

19 de abril de 2021
20:34
bolha
Imagem: Shutterstock

Se dinheiro na mão é vendaval, excesso de liquidez no mundo pode favorecer a formação de bolhas. Com tantos estímulos fiscais e monetários para o combate aos efeitos econômicos da pandemia de covid-19, esse caminhão de recursos financeiros pode acabar sobrevalorizando os ativos, inclusive os de qualidade duvidosa.

Já virou até piada na internet. Quando vemos uma criptomoeda que é um meme disparar 500% em uma semana ou uma lanchonete na área rural de Nova Jersey, nos EUA, ser avaliada em US$ 100 milhões, sabemos que há algo errado.

Podem ser apenas casos pontuais e anedóticos, claro. Mas as bolsas americanas batendo recordes atrás de recordes e as cifras bilionárias captadas por empresas de tecnologia fazem o mercado revisitar más lembranças, de quando distorções de preços bizarras eram sintomas de uma bolha que finalmente acabou estourando, na crise de 2007/2008.

Afinal, apesar das perspectivas de avanço na vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, ainda vivemos num mundo que cresce pouco e tem dificuldade em gerar inflação. Era assim que as coisas estavam, antes da pandemia.

E aí, tem bolha no mercado ou não tem? Em entrevista ao vivo ao Felipe Miranda, CIO da Empiricus e colunista do Seu Dinheiro, o renomado gestor Howard Marks disse acreditar que não. Para ele, o crescimento econômico dos Estados Unidos vai sim segurar a onda.

Marks é uma daquelas lendas vivas do mercado financeiro. Quando ele fala, a gente escuta. Responsável pela gestão de US$ 110 bilhões, o cofundador da Oaktree Capital foi apelidado pelo mercado como “guru de Warren Buffett”, porque o megainvestidor já disse que não deixa de ler suas cartas ao mercado.

A live com Marks não está mais disponível, mas para quem perdeu a transmissão feita hoje mais cedo, o Kaype Abreu reuniu os principais pontos da conversa, nesta matéria.

MERCADOS

 E por falar em live, hoje o Victor Aguiar bateu um papo ao vivo com os nossos leitores no Instagram do Seu Dinheiro, sobre tudo que deve mexer com os mercados nesta semana. Caso você tenha perdido, o vídeo com a gravação continua disponível aqui.

 Nem o ânimo da Petrobras, que puxou o Ibovespa para cima durante o dia, foi capaz de segurar a tensão em torno do Orçamento e a leve queda de 0,15% do Ibovespa, que fechou aos 120.933 pontos. O dólar também encerrou o dia com queda de 0,61%, a R$ 5,55.

 Depois de três anos, a Blau Farmacêutica finalmente conseguiu estrear na B3. Antes, porém, a empresa precisou ajustar a oferta e descontar o preço das ações, o que levou a uma arrecadação bem menor do que a esperada. Veja como foi o primeiro dia da ação na bolsa.

 Lamenta até hoje ter perdido a chance de investir no Fundo Verde em fevereiro? Então temos boas notícias para você: o ingresso no fundo voltou a ficar disponível por meio da Guide Investimentos. Eu te conto os prazos, valores e mais detalhes nesta matéria.

EMPRESAS

 O varejo não para! Depois de deixar os papéis do setor em polvorosa na semana passada, a Renner anunciou mais detalhes sobre uma oferta subsequente de ações bilionária e o pagamento de dividendos a seus acionistas.

ECONOMIA

 Nem mesmo a alta dos preços das commodities tem conseguido segurar o dólar ultimamente. E a razão para isso está no encontro de três “vilões” que contribuem para que o real continue desvalorizado. Saiba o que está impedindo o dólar de ficar abaixo de R$ 5.

 Uma nova candidata a "fura-teto'' vem aí. Não deu para emplacar a PEC, mas o governo acertou com o Congresso a aprovação de um projeto de lei que permitirá uma série de manobras para encaixar os gastos com a pandemia e emendas parlamentares no Orçamento.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mudanças

BB confirma Ieda Cagni para presidência do Conselho de Administração

Nesta quarta-feira, foi realizada a primeira reunião do novo Conselho do Banco do Brasil. Na ocasião, os membros eleitos na assembleia definiram os ocupantes dos cargos de presidente e vice-presidente do colegiado.

Seu Dinheiro na sua noite

A receita do dr. Copom: +0,75 ponto de Selic na veia

O Copom cumpriu as expectativas e aumentou a Selic ao nível de 3,5%. No entanto, o comunicado trouxe algumas surpresas

Ficou para 31 de maio

Bolsonaro veta novo adiamento de prazo para entrega do Imposto de Renda

O presidente aceitou a recomendação feita pelo Ministério da Economia, que previa um impacto negativo na arrecadação da União e estados com uma nova data

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies