Menu
2021-03-12T09:37:16-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.

O sonho de ser o Riquinho

12 de março de 2021
9:37
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Quando era criança, minha ideia sobre o que era ser rico foi moldada pelo filme Riquinho, em que o personagem de Macaulay Culkin vivia numa mansão que tinha uma montanha russa e até um McDonald's. Nossa, como eu queria aquela vida para mim!

Querendo ou não, essa é a ideia que revistas e redes sociais acabam reforçando sobre o que é ser rico: ter dinheiro para esbanjar com tudo aquilo que a sua imaginação alcançar. Carros, barcos e mansões com tantos banheiros que você fica em dúvida sobre a qualidade da comida daquele lugar.

Mas e se eu te disser que ser rico não é nada disso?

O que as redes sociais e as revistas não contam é que este estilo de vida de ostentação tem um preço muito elevado. Não faltam histórias de gente que ganhou o primeiro milhão, achou que era o Riquinho, quis comprar tudo o que sempre sonhou e quebrou a cara e a conta bancária. Pergunto, isso é ser rico?

O Riquinho, que vive uma vida nababesca com fundos intermináveis, não existe. E aqueles que têm uma vida próxima disso são os sheiks do petróleo, e acredito que não estou falando para nenhum deles aqui. 

Isso não quer dizer que você deva abandonar a busca pela riqueza e de um patrimônio milionário, mas vale a pena parar e repensar o senso comum.

O Ruy Hungria aprofunda esse questionamento na coluna desta sexta-feira, trazendo uma nova ideia sobre ser rico, em que o dinheiro trabalha para você, e não contra você.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

Depois de dias de intensa volatilidade, os mercados tiveram uma sessão tranquila ontem, graças à aprovação da PEC Emergencial e bons dados econômicos vindos dos Estados Unidos. Com isso, o Ibovespa fechou em alta de 1,96%, aos 114.983 pontos, e o dólar terminou no menor nível desde 25 de fevereiro.

O que mexe com os mercados hoje? As bolsas pelo mundo estão reagindo ao pacote de estímulos aprovado ontem nos EUA e operam em queda com o aumento da cautela e redução do apetite de risco. Nesse cenário, o Ibovespa deve ser influenciado pela reta final da PEC emergencial na Câmara e os dados do varejo, a serem divulgados hoje. 

EMPRESAS

O segmento de saúde da bolsa está prestes a receber um nome de peso. A Athena Saúde, operadora de planos de saúde, está se preparando para abrir capital na B3. Conheça mais sobre a empresa e os planos dela.

A Weg entregou uma valorização de quase 32.000% para quem comprou suas ações em 2001. E por isso fica a dúvida: ainda dá tempo de investir? Para Max Bohm, especialista da Empiricus, a empresa ainda pode fazer os acionistas bastante felizes.

A pandemia e o aumento dos custos dos materiais de construção pesaram sobre o resultado da Tenda no quarto trimestre. Mas os analistas da XP Investimentos afirmam que os números foram fortes. Veja aqui por quê.

ECONOMIA

Para alívio das contas públicas, a Câmara dos Deputados aprovou ontem o limite de R$ 44 bilhões para o pagamento do auxílio emergencial no texto da PEC Emergencial. A equipe econômica temia que se passasse um novo “cheque em branco”.

Com o sistema de saúde apresentando sinais de colapso, as mortes diárias por covid-19 no Brasil seguiram acima de 2 mil pelo segundo dia seguido.

Você sabe quais são os gastos dedutíveis do imposto de renda? Conheça os principais e veja como utilizá-los para reduzir o valor a ser pago ao Leão ou aumentar a restituição.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

FECHAMENTO DA SEMANA

Juros futuros são grandes protagonistas da semana e ainda prometem mais emoção; dólar recua 1% e bolsa fica no vermelho

Com Copom duro e a sinalização de uma possível elevação nas taxas de juros nos EUA, os principais contratos de DI dispararam. Na semana, o dólar recuou com o forte fluxo estrangeiro e a bolsa seguiu o ritmo das commodities (mais uma vez)

Calendário completo

Banco Central: veja as datas das reuniões do Copom em 2022

O Copom é o órgão do BC responsável por definir, a cada 45 dias, a taxa básica de juros da economia brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies