Menu
Jojo Wachsmann
Diário de Bordo
Jojo Wachsmann
É CIO e sócio fundador da Vitreo.
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-13T08:37:42-03:00
Coluna do jojo

Bolsa hoje: no aguardo da ‘prévia do PIB’ e atenção aos ruídos fiscais

Além disso, a votação do projeto sobre o Imposto de Renda foi adiada para a próxima terça-feira (17), quando o relator do projeto apresentará uma nova versão do seu texto; nos EUA atenção fica aos dados de sentimento do consumidor de agosto

13 de agosto de 2021
8:36 - atualizado às 8:37
Coluna do Jojo (2)
Imagem: Frankenstein (1931)

Bom dia, pessoal!

No aguardo de dados econômicos relevantes hoje (13), nota-se que a apreensão em relação ao risco fiscal está bastante elevada, prejudicando ativos de risco e deteriorando as projeções para o ano de 2021, com elevação das estimativas para a Selic e redução do PIB esperado.

Temos nos descolado do bom humor internacional, reflexo da preocupação com o quadro político em Brasília e de como ele está afetando as tão aguardadas reformas para este segundo semestre. Confira nesta matéria os desdobramentos da capital. Além da digestão da temporada de resultados.

Lá fora, os mercados de ações asiáticos encerraram uma sexta-feira mista, antes da divulgação de mais dados econômicos regionais, os quais poderão nos indicar como a variante delta está afetando o crescimento. As Bolsas abriram em alta na Europa, acompanhadas pelos futuros americanos.

A ver...

Mais uma vez adiada

Sem acordo, a votação do projeto sobre o Imposto de Renda foi adiada para a próxima terça-feira (17), quando o relator do projeto, o deputado Celso Sabino (PSDB-PA), apresentará uma nova versão do seu texto – nosso monstrinho, formando já uma colcha de retalhos (ou um Frankenstein, o que preferir).

Enquanto isso. O Senado programou sessões temáticas nas próximas duas semanas para discutir a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 110, de 2019, que reforma o Sistema Tributário Nacional. Começaremos na segunda-feira (16), sob a perspectiva técnica, passando para a perspectiva dos entes federativos na sexta-feira (20), seguida da ótica dos setores econômicos no dia 23 e finalizando com o contexto da reforma tributária ampla no dia 27.

Quem quer mais inflação?

Você achou que dois dias seguidos com dados importantes de inflação nos EUA foi muito pouco? Não se preocupe! Suas preces foram atendidas e vocês ganharam mais perspectiva de preços hoje. Esta sexta-feira (13) marca a entrega do sentimento do consumidor para o mês de agosto em Michigan, que contempla a expectativa de inflação dos consumidores – para o índice de confiança do consumidor, a expectativa é de uma leitura de 81,1 pontos, próximo da de julho.

Vale ressaltar que este dado, em termos de influência sobre o mercado, é menos relevante, uma vez que as opiniões dos consumidores sobre a inflação são afetadas pelo viés de frequência, já as pessoas só se lembram dos preços das coisas que compram regularmente, e pela aversão à perda, dado que as pessoas se lembram dos aumentos de preços e se esquecem das quedas de preços. De qualquer forma, em um momento em que os custos de insumos (incluindo mão de obra) estão subindo rapidamente, todo indicador conta.

Uma coisa boa, verificada nesta temporada de resultados nos EUA: apesar de as empresas estarem sendo obrigadas a pagar preços mais altos por insumos, até agora o impacto não foi ruim (as margens de lucro do S&P 500 têm chegado a níveis quase recorde) – a forte demanda dos consumidores tornou possível o repasse desses custos (alto grau de poder de precificação).

Lembrem-se de que em duas semanas ouviremos as autoridades do Fed no simpósio econômico de Jackson Hole de 2021. Até lá, espera-se que a inflação e o aperto monetário continuem dominando as conversas de mercado.

O custo dos desastres ambientais

Quem tem acompanhado a onda de desastres naturais na Europa? Incêndios, alagamentos e afins. Estima-se que os custos de seguro para desastres relacionados ao clima no primeiro semestre deste ano já tenham sido da ordem de US$ 40 bilhões. Entramos neste segundo semestre com possibilidade de aumentar ainda mais esta cifra em 2021.

A atividade econômica é impactada diretamente, uma vez que inundações e ondas de calor impedem as pessoas de trabalhar, indicando o grande potencial de dado econômico que a mudança climática é capaz de gerar. Além disso, a incerteza adiciona um prêmio de risco que tem consequências financeiras relevantes para os ativos de risco. A volatilidade estará no radar.

Anote aí!

Lá fora, a zona do euro oferece dados finais de preços ao consumidor da França e da Espanha, além de divulgar nesta manhã o resultado da balança comercial – veio em linha com o esperado em junho, com aceleração frente ao mês anterior. Nos EUA, por sua vez, o principal é o índice de sentimento do consumidor preliminar de agosto, medido pela Universidade de Michigan – o poder de compra real da renda dos EUA está caindo agora, à medida que a inflação global excede o crescimento da renda, fato que limita o poder da demanda futura e o sentimento otimista dos consumidores.

Aqui no Brasil, que encerra a esmagadora maior parte da temporada de resultados hoje, teremos o resultado do IBC-Br (prévia do PIB) de junho, divulgado pelo Banco Central e com expectativa de crescimento de 0,50% na comparação mensal – ganha relevância pois a apresentação do dado se dá em paralelo às revisões das expectativas mais otimistas para o crescimento em 2021. Fora isso, vale acompanhar também a participação de Roberto Campos Neto no quarto Folha Business, em Vitória, marcado para as 11h30.

Muda o que na minha vida?

A inflação dos EUA vem atingindo máximas em várias décadas novamente, com a medida núcleo, que exclui alimentos e energia, subindo 4,3%, a taxa mais rápida desde a década de 1990. Dada a força das pressões sobre os preços, pode parecer surpreendente que o yield (rendimento) dos títulos do Tesouro dos EUA de dez anos esteja por volta de 1,345%.

Contudo, há uma forma de explicar.

A inflação está sendo impulsionada por uma estreita gama de setores anteriormente muito afetados pela pandemia, como turismo, que agora começa a ter nova ascensão (retorno à normalidade). Se tomarmos os dados agregados de salários, por exemplo, não vemos sugestão evidente de pressões inflacionárias elevadas.

Logo, as expectativas de inflação permanecem bem ancoradas. A taxa de inflação de equilíbrio de dez anos dos EUA é de aproximadamente 2,4%, ainda abaixo de 3%, um nível mais preocupante para o Fed. Em sendo o caso, o mercado continua a ver o aumento da inflação como temporário.

Fique de olho!

Última chamada: invista em B3, MGLU, Vale e Rumo com risco zero de perda do valor nominal investido.

Na prática, você investe numa carteira superconcentrada de ações com alto potencial de retorno e, mesmo assim, tem seu capital nominal 100% protegido.

São papéis validados pela equipe de research comandada por Felipe Miranda, estrategista-chefe da Empiricus: Magazine Luiza, Vale, B3 e Rumo.

É o filé mignon, as quatro ações que vemos como as mais quentes do mercado (também chamadas de "hot picks"). E nessa operação estruturada você explora o potencial desses papéis, com risco zero de perder o dinheiro investido na operação.

Mas atenção: esta oportunidade vai até hoje, 15h. Depois disso, não é mais possível investir nessa operação. Clique aqui e saiba mais.

Leia o documento de informações essenciais antes de aplicar, com especial atenção aos fatores de risco. Não há garantia de retorno. O COE é um produto complexo, verifique se o produto é adequado ao seu perfil de investidor e certifique-se da compreensão de todos os seus aspectos antes da decisão de investimento.

Um abraço,

Jojo Wachsmann

ATENÇÃO! O Victor Aguiar preparou uma análise sobre as empresas que podem potencializar seu portfólio; confira no vídeo abaixo e se inscreva no canal do Seu Dinheiro no Youtube para mais conteúdos sobre investimentos

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies