Menu
Larissa Quaresma
A Bolsa como ela é
Larissa Quaresma
Analista de ações e integrante da equipe do Carteira Empiricus
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-30T16:20:45-03:00
A bolsa como ela é

Preocupado com a turbulência econômica? Pois chegou a vez das exportadoras na sua carteira de ações

Com o cenário econômico nebuloso, a bolsa tem sofrido nos últimos meses. Mas há um grupo de ações que oferece proteção: as exportadoras

31 de outubro de 2021
6:42 - atualizado às 16:20
Navio cargueiro carregado de contêineres; imagem faz ilusão à exportação e às empresas exportadoras
Imagem: Cameron Venti/Unsplash

Formei-me como analista de ações do mercado brasileiro. Entrei no mercado em 2016 — e, de lá até meados deste ano, pequei uma sequência de pregões positivos, em um bull market inebriante.

Vejamos as valorizações do Ibovespa no período:

  • 2016: +39%;
  • 2017: +27%;
  • 2018: +15%;
  • 2019: +32%;
  • 2020: +3%.

Pois 2021 tem sido um soco no estômago do analista de ações brasileiras. Até o fechamento da última sexta-feira (29), o Ibovespa caía 13% no ano. E não há sinais de melhora até, pelo menos, a eleição de 2022.

Seria o fim do Brasil novamente? Bem, sim e não.

Sim, porque a subida da inflação, dos juros e da incerteza fiscal tornam o cenário difícil para as empresas inseridas no cenário doméstico; não, porque temos um imenso rol de exportadoras na bolsa brasileira — e aqui reside nossa esperança até que a tempestade passe.

A proteção das exportadoras

Estou falando de empresas como a Natura (NTCO3), que tem mais da metade da sua receita vinda de fora da América Latina; como a WEG (WEGE3), que tem 55% da sua receita vinda de exportações de bens industriais; ou mesmo a Suzano (SUZB3) — esse, um caso clássico de anti-Brasil na bolsa brasileira —, com 100% da sua receita dolarizada.

No ano, essas três exportadoras ainda estão no campo negativo, mas suas correlações com o dólar são promissoras diante de um cenário doméstico incerto.

Temos, ainda, algumas das clássicas blue chips brasileiras: Petrobras (PETR3 e PETR4), exportadora de petróleo e com receita altamente correlacionada com o dólar, e Gerdau (GGBR4), exportadora de aço. No ano, essas duas sobem 5% e 18%, respectivamente (enquanto o Ibovespa cai 13%, lembremos).

Para os entusiastas de bolsa para o longo prazo, como é o caso da pessoa que vos fala, há alternativas além da moeda em si para se expor ao dólar: é hora de surfar a onda das exportadoras.

Um abraço,

Larissa

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies