Menu
2021-05-15T08:29:15-03:00
Estadão Conteúdo
Back in Black

Eldorado Brasil reverte prejuízo e tem lucro de R$ 15 milhões no 1º trimestre

Ebitda atingiu R$ 692 milhões no período, registrando um salto de 95% em relação ao mesmo trimestre de 2020

15 de maio de 2021
8:29
papel e celulose Klabin Suzano
Imagem: Shutterstock

A Eldorado Brasil registrou lucro líquido de R$ 15 milhões no primeiro trimestre de 2021, revertendo prejuízo líquido de R$ 865 milhões informado um ano antes. Frente ao quarto trimestre, porém, a performance representa queda de 95%.

De acordo com a empresa, os resultados foram favorecidos por um ambiente positivo para os produtores de celulose de fibra curta em relação ao balanço oferta-demanda.

"Atrasos de navios e diminuição da disponibilidade de containers, provocados pela aceleração das exportações chinesas no final do ano de 2020, tem gerado restrições na oferta", observa a companhia em comentários que acompanham o informe de resultados.

Ebitda registra salto de 95%

Já o Ebitda da companhia atingiu R$ 692 milhões no período, registrando um salto de 95% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior e alta de 8% ante o quarto trimestre. Com isso, a margem Ebitda recuou de 54,2% em dezembro para 52,9% em março. Em março de 2020, porém, esse indicador estava em 41,5%.

No período, a geração de caixa livre ajustado da Eldorado somou R$ 445 milhões, consideravelmente superior aos R$ 230 milhões de um ano antes. Em um ano, a produtora de celulose também conseguiu reduzir sua alavancagem de 3,15 vezes para 2,82 vezes.

Vendas em alta

No trimestre, as vendas de celulose da empresa somaram 443 mil toneladas, apontando alta de 7,5% em relação a um ano antes, mas queda de 4,3% em relação ao quarto trimestre.

A boa performance ainda superou a produção da companhia, que entre janeiro e março somou 439 mil toneladas, alta de 11,7% em relação a um ano antes, e 5,2% abaixo do quarto trimestre.

A receita líquida da Eldorado somou R$ 1,306 bilhão no primeiro trimestre, com expressiva alta de 52% no comparativo anual e avanço de 11% frente ao trimestre imediatamente anterior, com o preço médio líquido da celulose atingindo US$ 500 a tonelada. Seu custo caixa aumentou 34% ante o quarto trimestre e 24% em relação a um ano antes, para R$ 743/tonelada.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

mercados hoje

Bolsa opera com alta volatilidade, à espera de fala de Powell; dólar avança

Mesmo com uma queda acentuada do petróleo nesta manhã, o setor vê a commodity nos maiores níveis desde o início da pandemia, com a retomada das atividades

O melhor do Seu Dinheiro

A rima das commodities, último capítulo da novela da MP da Eletrobras e outros destaques

A história não se repete, mas rima. Se Mark Twain fosse um analista do mercado financeiro, provavelmente seria um grande especialista em ciclos econômicos. Logo no começo da crise da covid-19, quem ousasse falar em investir em commodities ou ações de empresas produtoras de matérias-primas seria taxado de louco. As cotações de todas elas — […]

SINAIS DO BC

COMPARATIVO: Veja o que mudou na ata da reunião do Copom

Veja o que mudou e o que permanece igual na ata da última reunião do Copom — o BC elevou a Selic em 0,75 ponto percentual, para 4,25% ao ano

Outro escorregão

Bitcoin perde os US$ 30 mil, menor patamar desde janeiro; Confira como anda o mercado cripto

Isso motivou a queda das dez principais criptomoedas do mercado, em especial do Dogecoin, que cai quase 25%

Percepção positiva

Abegás defende contratar térmicas e diz que MP da Eletrobras é ‘alavanca’ para mercado de gás

A associação afirma que a MP irá contribuir para geração de renda, com distribuição de royalties e fundo de participação, impulsionando a economia e gerando empregos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies