Menu
2020-01-15T07:05:24-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
no horizonte do governo

Fila do INSS não atrapalha estratégia da reforma administrativa, diz secretário

Equipe econômica planeja apresentar ao Congresso Nacional uma proposta de reforma administrativa para flexibilizar a estabilidade para os novos servidores e enxugar o tamanho da máquina pública

15 de janeiro de 2020
7:05
Posto do INSS

A necessidade de reforçar o contingente de trabalhadores do INSS para reduzir a fila de espera por benefícios não vai atrapalhar o discurso do governo em defesa da reforma administrativa, disse nesta terça-feira (14) o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho.

"Temos convicção de que o Estado brasileiro precisa ser do tamanho que a sociedade pode suportar", disse.

O governo já tem restringido a realização de concursos para repor vagas de aposentados. Mas a equipe econômica planeja apresentar ao Congresso Nacional uma proposta de reforma administrativa para flexibilizar a estabilidade para os novos servidores e enxugar o tamanho da máquina pública.

Para Marinho, a decisão do INSS de contratar temporariamente militares da reserva para ajudar na força-tarefa não vai de encontro à política do governo, pelo contrário.

"Estamos trazendo grupo de pessoas com capacidade, ao longo de um período de tempo. Quando isso ocorrer (normalização da fila), não haverá mais necessidade dessa mão de obra", disse.

"São situações completamente distintas. O governo tem obrigação de dar uma resposta ao problema e ao reclame da sociedade. A sociedade está querendo resposta mais rápida e nós estamos dando resposta mais rápida. Estamos resolvendo com armas que a legislação nos permite", afirmou.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

mercado de ações

A B3 vai ter concorrência, mas não hoje: os riscos e oportunidades dos desafiantes ao monopólio da bolsa brasileira

Autorização para a empresa Mark2Market operar como central depositária de títulos volta a esquentar debate sobre atuação da B3, mas mercado vê quebra de monopólio improvável no curto prazo

Triste marca

Brasil registra mais de 500 mil mortos por covid-19

Em 24 horas foram 2.301 óbitos e 82.288 novos casos. Em nota, Conass ressalta que o Brasil tem 2,7% da população mundial, e é responsável por 12,8% das mortes

Here comes the sun

Energia solar ruma para liderança no País até 2050

O sol será responsável por 32% da geração, ao mesmo tempo em que a participação das hidrelétricas deve cair para cerca de 30%

ESTRADA DO FUTURO

Os três setores mais lucrativos em tecnologia, e por que você deve investir neles

Integração entre softwares e Inteligência Artificial são dois dos segmentos que devem fazer parte de qualquer portfólio de investimentos vencedor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies