2020-12-18T19:08:01-03:00
certame na b3

Quatro terminais portuários vão a leilão; veja resultados

Áreas foram arrematadas pelas empresas Ascensus, CS Brasil Transportes e Timac Agro Indústria

18 de dezembro de 2020
19:05 - atualizado às 19:08
Imagem: Shutterstock

Quatro terminais portuários foram a leilão nesta sexta-feira (18) na B3. Áreas foram arrematadas pelas empresas Ascensus, CS Brasil Transportes e Timac Agro Indústria.

A Ascensus saiu vencedora no leilão da área denominada PAR12, que terá foco na movimentação de veículos no porto de Paranaguá (PR). A vitória saiu após disputa por viva-voz com outros dois grupos.

A oferta da vencedora foi de R$ 25 milhões, contra o valor mínimo simbólico de R$ 1. A segunda melhor oferta foi do consórcio firmado pelas empresas Interalli e Marcon, representadas pela Nova Futura, de R$ 23 milhões.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

O espaço leiloado fica na retaguarda do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), em área adjacente ao terminal arrendado à Volkswagen. O ativo, greenfield, terá capacidade para 310 mil unidades por ano. O contrato é de 25 anos e estão previstos investimentos na ordem de R$ 22,2 milhões.

CS Brasil

A CS Brasil Transportes venceu dois leilões. O primeiro foi da área portuária ATU18, localizada no Porto Organizado de Aratu, na Bahia. A empresa levou o ativo após disputa viva-voz com outros dois grupos interessados.

A outorga vencedora foi de R$ 52,5 milhões, contra um valor mínimo simbólico de R$ 1. A segunda melhor colocada foi a Intermarítima, representada pela corretora Itaú, com outorga de R$ 50,5 milhões.

A ATU18 é destinada à movimentação e armazenagem de granéis sólidos vegetais. O prazo de arrendamento é de 15 anos e a área do terminal de 51.562 m². O investimento previsto é de R$ 119,387 milhões no terminal durante o período do contrato. A movimentação total esperada é de 20,469 milhões de toneladas.

O outro leilões vencido pela CS Brasil Transportes foi o da área portuária ATU12, também no Porto Organizado de Aratu. A empresa ofertou outorga de R$ 10 milhões, sendo que o valor mínimo era de R$ 1. Como foi a única proponente, a empresa levou o ativo. Ela foi representada pela corretora Necton.

A área é destinada à movimentação e armazenagem de granéis sólidos minerais e tem 154.916 m². O prazo do contrato do arrendamento é de 25 anos, ao longo dos quais os futuros arrendatários deverão investir R$ 280,541 milhões. A movimentação prevista ao longo do contrato é de 66,223 milhões de toneladas.

Timac Agro

A Timac Agro Indústria levou o leilão da área portuária MAC10, localizada no Porto Organizado de Maceió (AL). A empresa ofertou R$ 50 mil em outorga. O valor mínimo era simbólico de R$ 1. Como não tinha concorrente, a empresa levou o ativo.

A área leiloada tem 7.932 m² e é destinada à movimentação, armazenagem e distribuição de granéis líquidos, especialmente ácido sulfúrico. O prazo de arrendamento é de 25 anos. O investimento total por parte dos arrendatários é de R$ 12,784 milhões. A movimentação total gira em torno de 1,150 milhão de toneladas durante o prazo contratual.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Décimo Andar

O mercado imobiliário americano segue vencedor: confira uma nova opção na B3 para investir na área

Mesmo com a perspectiva de aumento dos juros no exterior, o mercado imobiliário americano segue forte na alta dos preços; veja um ativo para investir sem sair da B3

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19