Menu
2020-05-25T07:02:31-03:00
Agência Brasil
segundo ministério da saúde

Brasil tem 363 mil casos confirmados de covid-19 e 22 mil mortes

Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 15.813 novos casos e 653 mortes

25 de maio de 2020
7:02
Pessoas se exercitam no Rio em meio à pandemia do coronavírus
Pessoas se exercitam no Rio em meio à pandemia do coronavírus - Imagem: Shutterstock

O Ministério da Saúde divulgou hoje (24) boletim atualizado sobre os números da pandemia do novo coronavírus (covid-19) no país.

De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil tem 363.211 casos confirmados da doença e 22.666 mortes foram registradas. Os casos recuperados somam 149.911.

Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 15.813 novos casos e 653 mortes.

Entre a unidades da federação com o maior número de casos, o estado de São Paulo figura em primeiro lugar, com 82.161 casos confirmados e 6.163 óbitos. Rio de Janeiro aparece na segunda posição com 37.912 e 3.993 mortes. Em seguida estão Ceará (35.595 casos e 2.324 mortes) e Amazonas (29.867 casos e 1.758 mortes) .

De acordo com o Ministério da Saúde, 190 mil casos estão em acompanhamento e 3,5 mil óbitos em investigação

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

PODCAST TELA AZUL

Tela Azul #16: A profissão do Futuro e o que procuramos para investir numa empresa de educação

Na edição desta semana do Tela Azul, recebemos o Felipe Paiva, fundador da Let’s Code.

Mercados hoje

Ibovespa sobe de olho em privatizações e reformas; dólar recua mais de 1%

Em evento do Credit Suisse, Bolsonaro e Guedes reafirmaram o compromisso com o andamento das reformas e das privatizações, o que apaga a perspectiva negativa com a saída de Wilson Ferreira Junior da Eletrobras.

ministro pistola

Guedes renova esperança com avanço de reformas e critica Maia

Ministro critica “disfuncionalidade” do sistema político por permitir que centro-esquerda domine votações, apesar da vitória da centro-direita nas eleições

reunião

Alguns membros julgam que Copom deveria considerar início de normalização parcial

O Copom, no entanto, manteve na semana passada a Selic em 2,00% ao ano pela quarta reunião consecutiva.

o melhor do seu dinheiro

Dando nome aos cavalos

A bolsa brasileira viveu um dos maiores períodos de valorização de sua história entre 2003 e 2008, a mesma época em que comecei a acompanhar o mercado financeiro mais de perto. Dessa fase eu guardo bem viva na memória uma entrevista que fiz com um gestor de fundos que havia ficado entre líderes dos famigerados […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies