⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-02-18T19:19:07-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Quando a vida real alcança a bolsa

18 de fevereiro de 2020
19:19
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Para quem acompanha de longe, o sobe e desce muitas vezes frenético da bolsa de valores pode parecer totalmente desconectado da realidade.

É verdade que o tal mercado passa por vários momentos de “exuberância irracional” – para lembrar a famosa frase de Alan Greenspan. O contrário também acontece com frequência, ou seja, em momentos de crise os profetas do apocalipse se multiplicam na bolsa.

Mas seja qual for o ciclo do mercado, o que os investidores tentam fazer é se antecipar ao que vai acontecer na “vida real” das empresas com ações listadas na bolsa.

Desde que surgiram as primeiras notícias sobre o surto do coronavírus na China, a grande preocupação do mercado é entender os eventuais impactos para a economia mundial e para os lucros das companhias.

Pois hoje surgiu uma das primeiras notícias concretas sobre os efeitos negativos do coronavírus, e logo de uma gigante. A Apple anunciou que não vai cumprir suas projeções para o trimestre em razão do fechamento de fábricas e da queda na demanda por iPhones na China.

Como esperado, a notícia trouxe de volta a desconfiança aos investidores. O dia foi de queda das bolsas aqui e lá fora. Mas o destaque foi mais uma vez o dólar, que bateu nos R$ 4,357, um novo recorde de fechamento. O Victor Aguiar traz para você em detalhes como a vida real influenciou os mercados nesta terça-feira.

De credor a gestor?

As gestoras Journey Capital e Vitreo criaram um fundo para reunir os quase 18 mil investidores das debêntures da Rodovias do Tietê que levaram um calote da empresa. O objetivo é unir forças e viabilizar uma proposta de recuperação da concessionária responsável por 415 quilômetros de rodovias no interior de São Paulo. Eu conversei com um dos sócios da Journey, que me falou sobre a possibilidade de o fundo assumir a gestão da empresa, como eu conto nesta matéria.

Privatização em campo

No cabo de guerra que virou a privatização da Eletrobras, hoje foi a vez de Salim Mattar entrar em campo. O secretário responsável pelas privatizações do governo Bolsonaro afirmou que o processo de mudança no controle da estatal para o setor privado vai acontecer ainda em 2020. A uma plateia de investidores em evento do BTG Pactual, Mattar tocou a bola para Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre ao afirmar que existem “grandes aliados” da causa na Câmara e no Senado. Confira os últimos detalhes do projeto.

Procuramos independência

A autonomia formal do Banco Central já está pronta para ser analisada no Senado. A Comissão de Assuntos Econômicos da Casa aprovou a proposta, que mantém como o maior objetivo da autoridade “a estabilidade dos preços”, além de “suavizar as flutuações do nível de atividade econômica e zelar pela solidez e eficiência do Sistema Financeiro Nacional”. Enquanto isso, na Câmara dos Deputados, a ideia é aprovar um projeto alternativo.

Minha casa meu crédito

Já pensou em usar sua casa como garantia em um financiamento? E que tal em dois? Pois o Banco Central pretende lançar um projeto de lei que permite às pessoas darem um mesmo imóvel em garantia em mais de um financiamento, por instituições financeiras diferentes e prazos diversos. A ideia ainda está no forno, mas alguns detalhes você já pode conferir nesta matéria.

Maçã envenada

Fim da linha para a Renar Maçãs, conhecida por ser a primeira empresa a abrir o capital no Bovespa Mais, o segmento criado para acomodar as companhias menores. A Justiça decretou a falência da Pomi Frutas, nome que a Renar adotou a partir de 2015. A companhia estava em recuperação judicial havia dois anos e acumulava dívidas de mais de R$ 30 milhões. Confira a história sem final feliz da empresa nesta matéria do Kaype Abreu.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

ESTRADA DO FUTURO

Uma nova safra de balanços vem aí: o que esperar dos resultados das maiores empresas de tecnologia do mundo?

6 de outubro de 2022 - 6:39

Há uma enorme diferença entre as expectativas para Amazon, Apple, Google e Microsoft; o mais importante é o que elas têm a dizer sobre os próximos trimestres

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Embate entre Opep+ e Biden, nova pesquisa do Ipec e a pedra no sapato da Oi (OIBR3); confira os destaques do dia

5 de outubro de 2022 - 19:16

A decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) de cortar a produção em dois milhões de barris por dia (bpd) para manter o mercado estável não agradou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Com a inflação batendo insistentemente em sua porta e uma resistência da alta dos preços aos remédios […]

CONSOLIDAÇÃO

Líder em consolidação no setor de saúde, Hapvida (HAPV3) compra operadora de baixo custo por R$ 120 milhões

5 de outubro de 2022 - 18:57

A compra será feita por meio da subsidiária Intermédica e custará cerca de R$ 120 milhões

PRÉVIA DO BALANÇO

Multiplan (MULT3) vende R$ 4,7 bilhões e renova recorde de performance para um terceiro trimestre — confira os destaques da prévia operacional da companhia

5 de outubro de 2022 - 18:51

Todos os ativos do portfólio da empresa apresentaram crescimento de dois dígitos na comparação anual, com destaque para um shopping paulistano

ELEIÇÕES 2022

Ipec mostra Lula com 51% e Bolsonaro com 43% — confira a primeira pesquisa após o primeiro turno

5 de outubro de 2022 - 18:33

Considerando apenas os votos válidos, ou seja, excluindo os brancos e nulos, o petista aparece com 55%, ante 45% do presidente que tenta a reeleição

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies