Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-02-05T20:26:48-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Menos dinheiro no bolso do conservador

5 de fevereiro de 2020
20:26
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Se você não aguenta mais ver o retorno das suas aplicações conservadoras minguarem, eu hoje não te trago uma boa notícia. O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) reduziu mais uma vez, nesta quarta-feira, a taxa básica de juros (Selic), que recuou de 4,50% para 4,25% ao ano.

Mas se você diversifica os seus investimentos em outras classes de ativos, como a renda variável, até que é boa notícia. Afinal, juros menores deixam esses investimentos mais atrativos. É menos dinheiro no bolso do investidor conservador, mas um maior potencial de retorno para quem topa correr algum risco - pelo menos com parte do patrimônio.

Se você ainda tem algum prazo de acumulação na sua frente e ainda não se mexeu para sair da renda fixa conservadora, já passou da hora de se mexer. Nesta matéria, eu mostro como ficou o retorno das aplicações indexadas à Selic e ao CDI, bem como da caderneta de poupança, neste cenário de Selic ainda mais baixa.

Mas lembre-se, mesmo com esse rendimento minguado, é na renda fixa tranquilinha que a sua reserva de emergência deve ficar aplicada!

Mercado convalescente

A bolsa continuou, nesta quarta, a recuperar as fortes perdas da semana passada em razão dos temores dos investidores quanto aos impactos econômicos do coronavírus. A percepção de que o ritmo de disseminação do vírus está perdendo força e novidades no combate à doença levaram o Ibovespa a fechar em alta de 0,41%, quase 2,00% na semana. O dólar também respirou aliviado, como mostra o Victor Aguiar.

Metas para 2020

O crescimento de 20% no lucro anual do Bradesco em 2019, conforme informado na manhã de hoje, foi mais um daqueles resultados que mostram que os bancões estão bem vivos. Mas eles não estão deixando de lado suas operações digitais. O presidente da instituição, Octavio de Lazari, disse querer segregar as operações do Next das do Bradescão e falou também sobre a meta de clientes para este ano, como reporta o Vinícius Pinheiro.

Bem (mal) casado

Para o Itaú, no entanto, a notícia de hoje não é boa. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) impôs uma nova derrota ao banco ao rejeitar o segundo recurso apresentado pelo Itaú e por sua controlada Rede contra a decisão do órgão que suspendeu uma promoção da empresa de maquininhas. De acordo com o Conselho, o projeto configura como “venda casada”.

E o gringo continua a sair

No mês de janeiro, quando o dólar teve alta de quase 7%, o fluxo cambial brasileiro ficou negativo em US$ 384 milhões. O Banco Central também divulgou hoje dados sobre o mercado de swaps. Confira nesta matéria em quais operações os dólares saíram do país.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

sinal verde

Anac autoriza Virgin Atlantic, do bilionário Richard Branson, a operar no Brasil

Segundo o órgão regulador, a empresa manifestou interesse em voar, a partir de março deste ano, entre as cidades de Londres e São Paulo.

Esquenta dos mercados

Tensão renovada nos mercados com disseminação do coronavírus para fora da China

Com coronavírus no radar, os investidores brasileiros devem buscar cautela para se proteger do movimento dos mercados durante o feriado

comunicado oficial

Banco Central do Japão diz que é cedo para discutir medidas em resposta ao coronavírus

Coronavírus pode afetar a economia japonesa, ao desacelerar suas exportações para a China, segundo presidente da autoridade monetária

novidade do bc

BC cria linha de redesconto para participantes do PIX nos pagamentos instantâneos

Em novembro, o BC planeja colocar em funcionamento o PIX. O sistema permitirá pagamentos instantâneos – ou seja, transferências de recursos 24 horas por dia, sete dias por semana, durante todo o ano

decisão do supremo

STF mantém lei que libera renovação antecipada de concessões de ferrovias

Processo foi apresentado em 2018 pela então PGR, para quem as normas previstas na legislação ofenderiam as regras de licitações e o princípio da competitividade

de olho nas cifras

CMN aprova limite de R$ 8,4 bi de crédito por estados e municípios e estatais

Valor ficou bem abaixo do liberado em anos anteriores – em 2019 foi de R$ 24,5 bilhões em 2019 e R$ 24 bilhões em 2018

Sextou com o Ruy

Alguém te deu uma dica de investimento? Leia este texto antes de aceitar

Seja na cadeira do dentista ou no mercado financeiro, cuidado com os conflitos de interesse, que podem ser extremamente danosos para você e sua família

Contas analisadas

CMN aprova balanço do Banco Central no 2º semestre de 2019, com lucro de R$ 64,5 bilhões

Com os R$ 21,04 bilhões de lucro no primeiro semestre, o resultado total do ano para a instituição em 2019 foi de R$ 85,57 bilhões

Novidade na área

Caixa confirma parceria om Visa em cartões

Acordo marca o primeiro negócio fechado pelo banco público para constituir um braço de meios de pagamentos

Ano trágico

Vale tem prejuízo de US$ 1,7 bilhão em 2019; provisões e despesas por Brumadinho chegam a US$ 7,4 bilhões

A Vale fechou 2019 com um prejuízo bilionário, fortemente pressionada pelas provisões relacionadas ao rompimento da barragem em Brumadinho — efeitos que superaram em muito os ganhos relacionados à valorização do minério de ferro no ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu