Menu
O melhor do Seu Dinheiro
Victor Aguiar
2020-06-06T13:02:02-03:00
SEU DINHEIRO NO SÁBADO

MAIS LIDAS: Crise? Que crise?

O recente rali da bolsa pegou todo mundo de surpresa — e, não à toa, a matéria elencando cinco razões que explicam essa onda de otimismo foi a mais lida do Seu Dinheiro nesta semana

6 de junho de 2020
13:02
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

O boletim Focus desta semana trouxe notícias pouco animadoras: os economistas consultados pelo Banco Central já projetam uma queda de mais de 6% do PIB do Brasil em 2020 — um cenário inimaginável no começo do ano, quando a estimativa era de crescimento de mais de 2%.

Essa mudança radical de perspectiva se deve, é claro, aos impactos da crise do coronavírus sobre a atividade doméstica — as medidas de isolamento social desestimulam o consumo e colocam a economia num estado de letargia. Nada disso, no entanto, impediu que uma onda de otimismo tomasse conta dos mercados financeiros nos últimos dias.

O Ibovespa, por exemplo, subiu em todos os pregões da semana passada, acumulando ganhos de mais de 8% no processo. O dólar à vista não ficou para trás: despencou 6,5%, ficando abaixo de R$ 5,00 pela primeira vez em mais de dois meses.

Pois é: após o colapso no começo de março, os ativos domésticos e internacionais agora passam por uma forte recuperação — um movimento que parece contraintuitivo, considerando as perspectivas sombrias para a economia mundial.

Pensando nesse aparente paradoxo, o Seu Dinheiro publicou uma matéria especial elencando cinco motivos que explicam a disparada da bolsa e a queda acentuada do dólar, mesmo nesse ambiente não muito promissor no curto prazo — e esse foi o texto mais lido da semana.

Mas antes de passarmos para o Top 5 dos últimos dias, eu convido todos a lerem a coluna deste sábado do Robert Kiyosaki — o autor do best seller "Pai Rico, Pai Pobre". É só clicar aqui.

Veja as 5 notícias mais lidas da semana:

  1. Acabou a crise? 5 razões para a disparada da bolsa e a queda do dólar
  2. O que fazer com as ações de Magazine Luiza e Via Varejo, segundo o Bradesco
  3. As melhores ações na bolsa para junho, segundo 14 corretoras
  4. Ainda vale correr algum risco na renda fixa para ganhar um pouco mais que o CDI?
  5. Moat Capital vê ações de estatais “a preço de Dilma” e segue com Oi e Via Varejo nos fundos

Um ótimo fim de semana a todos!

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

finalmente vai sair

CSN acerta preço para viabilizar IPO de unidade de mineração

Oferta será apenas secundária, com a empresa vendendo sua participação na subsidiária para reduzir endividamento

ESG

Vale começa a dar primeiros passos para sair do negócio de carvão

Mineradora assina acordo para adquirir participação da Mitsui em projeto em Moçambique, para depois vender ativos a outro interessado

Fundos imobiliários

Fundos de CRI brilharam em 2020, e o melhor deles rendeu 59%; conheça sua estratégia

Em um ano difícil para os fundos imobiliários, os chamados fundos de recebíveis conseguiram resistir, e em alguns casos deram retornos formidáveis; conheça o Hectare Crédito Estruturado (HCTR11), o FII mais rentável de 202

pandemia

Brasil registra 1.340 mortes por covid-19 em 24h

Resultado ficou atrás apenas do dia 7 de janeiro, quando foram confirmadas 1.524 novos falecimentos

seu dinheiro na sua noite

Tudo caiu – até o forward guidance

Os mercados domésticos ficaram hoje divididos sob a influência de acontecimentos distintos, o que resultou em um comportamento geral incomum: tudo caiu. O Ibovespa perdeu o patamar dos 120 mil pontos e fechou em queda, na contramão das bolsas americanas, animadas pela posse do novo presidente Joe Biden e a nova fornada de estímulos fiscais […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies