Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-12-05T10:54:16-03:00
Retrospectiva da semana

Coquetel anticrise: vacina e dinheiro na veia

Na onda das boas notícias, Ibovespa fechou a sexta-feira, 4, perto das máximas

5 de dezembro de 2020
10:29 - atualizado às 10:54
Vacina contra covid-19
Corrida pela vacina contra covid-19 - Imagem: Shutterstock

Caro leitor,

O rali dos mercados seguiu nesta semana, embalado por um coquetel de boas notícias sobre vacinas contra o coronavírus e negociações de um pacote monetário de US$ 900 bilhões no Congresso americano.

O Ibovespa fechou ontem perto das máximas, em alta de 1,4%, cotado aos 113.750 pontos. Foi o maior nível desde 7 de fevereiro.

Aqui no Seu Dinheiro, também tivemos uma série de notícias boas. Veja abaixo a lista de melhores da semana: 

1- A arrancada na reta final

O Ibovespa ligou o turbo em novembro e fechou em alta de 15,4%. Foi o segundo melhor investimento do mês, atrás apenas do bitcoin, que disparou 30,5%. 

Se essa arrancada na reta final seguir em dezembro, o Ibovespa pode fechar 2020 no azul. Veja aqui o ranking dos melhores e piores investimentos de novembro.

2 - Dólar em baixa?

O dólar ficou na lanterna entre os investimentos de novembro - embora ainda acumule alta perto de 30% no ano. O que está puxando a moeda americana para baixo? O Felipe Saturnino lista cinco razões neste texto.

3 - Vai embarcar no rali?

Se você quer entrar na bolsa ainda este ano, mas não sabe o que comprar, aqui está a lista das ações favoritas das corretoras em dezembro. Uma delas está no topo das recomendações desde o início do ano e acumula alta de mais de 50% em 2020. O conteúdo é exclusivo para os leitores Premium - e você pode liberar uma degustação de 30 dias neste link.

[leia tambem]

4 - A CVC tá on

A CVC não só aguenta o tranco como está pronta para crescer de novo. Esse foi o recado do Leonel Andrade, CEO da companhia, em entrevista exclusiva ao Seu Dinheiro. À frente da empresa desde abril, ele conta que medidas tomou para enfrentar o coronavírus e como pretende ganhar mercado na alta renda. 

5 - (Não) Quero ser grande

 A incorporadora Mitre quer estabilizar seus lançamentos entre R$ 1,5 bilhão e R$ 2 bilhões por ano depois da pandemia. O plano não é crescer cada vez mais, mas manter a companhia em um patamar confortável para continuar entregando margens altas. Veja aqui a entrevista do presidente da empresa, Fabrício Mitre.

Um grande abraço e ótimo fim de semana!


Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

perspectivas

Temporada de balanços 1º tri: quem deve ir bem e quem ainda está mal, segundo o BofA

Empresas começam a divulgar resultados de um período marcado por lockdowns e alta dos preços das commodities; veja o que esperar

vale o que pesa?

Oi perdeu atratividade após vender fibra ótica? BTG Pactual diz que não

Para analistas, que trabalham dentro do grupo que fez a oferta pelos ativos, as ações possuem bom potencial de alta em qualquer cenário

Exile on Wall Street

Você daria 5 estrelas para as os ativos da sua carteira?

Imagino que você já foi convidado a dar notas para aplicativos, filmes, músicas, livros, restaurantes e até mesmo relatórios da Empiricus. Ao nos depararmos com a média dessas notas, acessamos diretamente aquilo que os romanos antigos chamavam de “sabedoria das massas”. Por meio de um feedback loop social, tal sabedoria permite reduzir dramaticamente os custos da […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies