Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-12-05T10:54:16-03:00
Retrospectiva da semana

Coquetel anticrise: vacina e dinheiro na veia

Na onda das boas notícias, Ibovespa fechou a sexta-feira, 4, perto das máximas

5 de dezembro de 2020
10:29 - atualizado às 10:54
Vacina contra covid-19
Corrida pela vacina contra covid-19 - Imagem: Shutterstock

Caro leitor,

O rali dos mercados seguiu nesta semana, embalado por um coquetel de boas notícias sobre vacinas contra o coronavírus e negociações de um pacote monetário de US$ 900 bilhões no Congresso americano.

O Ibovespa fechou ontem perto das máximas, em alta de 1,4%, cotado aos 113.750 pontos. Foi o maior nível desde 7 de fevereiro.

Aqui no Seu Dinheiro, também tivemos uma série de notícias boas. Veja abaixo a lista de melhores da semana: 

1- A arrancada na reta final

O Ibovespa ligou o turbo em novembro e fechou em alta de 15,4%. Foi o segundo melhor investimento do mês, atrás apenas do bitcoin, que disparou 30,5%. 

Se essa arrancada na reta final seguir em dezembro, o Ibovespa pode fechar 2020 no azul. Veja aqui o ranking dos melhores e piores investimentos de novembro.

2 - Dólar em baixa?

O dólar ficou na lanterna entre os investimentos de novembro - embora ainda acumule alta perto de 30% no ano. O que está puxando a moeda americana para baixo? O Felipe Saturnino lista cinco razões neste texto.

3 - Vai embarcar no rali?

Se você quer entrar na bolsa ainda este ano, mas não sabe o que comprar, aqui está a lista das ações favoritas das corretoras em dezembro. Uma delas está no topo das recomendações desde o início do ano e acumula alta de mais de 50% em 2020. O conteúdo é exclusivo para os leitores Premium - e você pode liberar uma degustação de 30 dias neste link.

[leia tambem]

4 - A CVC tá on

A CVC não só aguenta o tranco como está pronta para crescer de novo. Esse foi o recado do Leonel Andrade, CEO da companhia, em entrevista exclusiva ao Seu Dinheiro. À frente da empresa desde abril, ele conta que medidas tomou para enfrentar o coronavírus e como pretende ganhar mercado na alta renda. 

5 - (Não) Quero ser grande

 A incorporadora Mitre quer estabilizar seus lançamentos entre R$ 1,5 bilhão e R$ 2 bilhões por ano depois da pandemia. O plano não é crescer cada vez mais, mas manter a companhia em um patamar confortável para continuar entregando margens altas. Veja aqui a entrevista do presidente da empresa, Fabrício Mitre.

Um grande abraço e ótimo fim de semana!


Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

prévias

Eztec tem queda de 48% nas vendas no quarto trimestre

Lançamentos da empresa atingiram R$ 380,8 milhões, chegando a R$ 1,150 bilhão no ano – 85% a mais do que no terceiro trimestre

seu dinheiro na sua noite

2 milhões de mortos, 2 trilhões em estímulos e uma queda de mais de 2%

Se a primeira semana de 2021 nos mercados refletiu o otimismo geral com o novo ano que se iniciava, com perspectivas de vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, na segunda semana do ano, os investidores optaram pela cautela. Por ora, 2020, o ano do qual todos queríamos nos livrar, ainda não ficou para trás. […]

FECHAMENTO

Atritos políticos e covid-19 voltam para assombrar o mercado e Ibovespa recua mais de 2%; dólar sobe forte

Existe uma certa desconfiança de que o plano de US$ 1,9 trilhão apresentado por Biden encontre dificuldades de ser aprovado pelo Congresso, ainda que o democrata tenha conquistado a maioria das duas casas. No Brasil, situação do coronavírus reacende a pressão sobre o cenário fiscal

match com o mercado?

Concorrente do Tinder, Bumble pode levantar US$ 100 milhões em IPO

Ações da empresa estreiam em fevereiro na Nasdaq; companhia, que é dona do Badoo, não deu lucro no ano passado

pandemia

Itamaraty confirma que Índia atrasará entrega de vacinas

Chanceler indiano atribuiu o atraso na liberação a “problemas logísticos” decorrentes das dificuldades de conciliar o início da campanha de vacinação no país de mais de 1,3 bilhão de habitantes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies