Menu
André Franco
Crypto News
André Franco
É engenheiro e especialista em criptomoedas da Empiricus
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-26T18:16:34-03:00
Crypto News

Uma manchete, uma mudança geracional e a impermeabilidade do futuro

Não há motivo para dar mais valor a uma manchete do que a uma mudança geracional; o dobro de millennials comprou criptomoedas em 2019 em comparação com a população americana

27 de fevereiro de 2020
5:55 - atualizado às 18:16
bitcoin, criptomoeda
Com avanço digital, bitcoin é a moeda do futuro para quem pensa em reservas de valor e aumento das chances de multiplicação de patrimônio - Imagem: Shutterstock

Passado o Carnaval, agora realmente começamos o ano, depois do meio-dia. Assim como no início de janeiro, com o aumento das tensões entre EUA e Irã, os mercados globais abrem em queda.

No entanto, diferentemente do que aconteceu naquele mês, o mercado cripto acompanhou a tendência mundial dos ativos de risco e sofreu também.

No momento em que escrevo, o bitcoin briga para ficar acima dos US$ 9 mil e as altcoins sangram ainda mais que ele. Isso para quem gosta de olhar para a tela e sofrer a cada minuto com a variação dos preços.

Por outro lado, a tese macro de volta do mercado com a maior propaganda gratuita em torno de um nome, bitcoin, segue firme e forte. A busca pelo termo “bitcoin halving” cresce dia a dia.

Outro número que não ligou nem um pouco para as manchetes foi o poder de processamento da rede, que segue subindo.

Adicionando a isso o fato de que, percentualmente, o dobro de millennials, minha geração, comprou cripto no ano passado em comparação com a população americana, não vejo motivo para dar mais valor a uma manchete do que a uma mudança geracional.

Imaginar que o mercado vai em linha reta em direção a sua perspectiva macro é tão ingênuo quanto ser um negociador de manchetes super otimistas ou pessimistas.

Compra aqui:

Imagem: Economist

Vende aqui:

Imagem: Estadão

O futuro é impermeável e não liga muito para suas projeções ou expectativas. Claro que, por termos inúmeras perspectivas de diferentes analistas de mercado, uma hora sua tese é contemplada como a certa.

Mas antes de se achar um gênio, saiba que, ao ser contemplado nessa rodada com a projeção mais precisa, dificilmente acertará na rodada seguinte. Isso porque o dado que está sendo jogado tem facilmente mais de 10 mil faces.

E como você deve imaginar, não existe técnica comprovada para se jogar um dado desses e acertar a face que quiser.

O cenário é caótico, mas mesmo assim você tem que jogar, porque ficar paralisado não vai ajudar muito seu bolso.

Então o que fazer? É pra ter ouro? É pra ter dólar? É pra ter cripto? É pra ter ações?

É pra ter tudo isso. Estar otimista com o mercado global e sem o sinal de nenhum risco no horizonte não é desculpa para desmontar posição de proteção em dólar ou ouro. Até porque as proteções ficam extremamente baratas em um mercado megaotimista.

O futuro tem um milhão de variáveis que fogem do controle de uma planilha qualquer.

Tenha isso em mente na hora de investir e não deixe de estar exposto à assimetria de ganhos, tanto no curto quanto no longo prazo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

oportunidade?

No pós-Raízen, ação da Cosan (CSAN3) é ponte para investimentos pouco acessíveis, diz BTG; veja preço-alvo

Para analistas do banco, mercado ignora capacidade da empresa de buscar oportunidades que muitas vezes não estão disponíveis para investidores comuns

fique de olho

Vale (VALE3) paga R$ 40,2 bilhões em dividendos; veja condições

Pagamento da remuneração ocorre em 30 de setembro; cifra diz respeito ao primeiro semestre de 2021 e equivale a R$ 8,10 por ação

Novos nichos

TC (TRAD3) desembolsa R$ 6,5 milhões pela RIWeb e fecha segunda aquisição em uma semana

A escolhida da vez é uma plataforma de comunicação com foco em relação com os investidores e surgida a partir da cisão parcial do Grupo Comunique-se

atenção, acionista

Renner e Telefônica Brasil anunciam juros sobre capital próprio; veja valores

Empresas pagam R$ 114,4 milhões e R$ 600 milhões, respectivamente; valores correspondem ao exercício social de 2021

Mesmo com Selic em alta

Mesmo com Selic em alta, Caixa reduz juros do crédito imobiliário atrelado à poupança

Banco agora tem as melhores condições do mercado para esta modalidade de financiamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies