Menu
2020-02-27T14:22:59-03:00
Estadão Conteúdo
após medidas do bc...

Aposta do governo, setor imobiliário tem alta de 16,2% nas concessões em 12 meses

Presidente do BC tem destacado a importância do setor imobiliário para a recuperação da economia brasileira

27 de fevereiro de 2020
14:22
Imóveis
Imagem: Shutterstock

Uma das principais apostas da equipe econômica para a aceleração do crescimento brasileiro em 2020, o setor imobiliário registrou aumento nas operações de crédito nos últimos 12 meses. Dados do Banco Central mostram que nos 12 meses até janeiro as concessões de financiamentos imobiliários para pessoas físicas subiram 16,2%. Em janeiro especificamente, houve queda de 21,3% em relação a dezembro, mas o primeiro mês do ano, tradicionalmente, é marcado pela queda nas operações.

O saldo total de todas as operações de crédito imobiliário em andamento subiu 0,3% em janeiro, para R$ 640,403 bilhões. Nos últimos 12 meses, este montante avançou 6,9%.

Em declarações recentes, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, tem destacado a importância do setor imobiliário para a recuperação da economia brasileira.

Nos últimos meses, o BC tem atuado para aperfeiçoar a legislação vigente, permitindo, inclusive, o lançamento de novos produtos no mercado.

Desde o ano passado, os bancos podem ofertar a seus clientes contratos de financiamento imobiliário indexados ao IPCA - o índice oficial de inflação. Tradicionalmente, as instituições ofereciam apenas contratos atualizados pela taxa referencial (TR), que hoje está em zero.

Recentemente, a Caixa Econômica Federal, que vem liderando este processo de lançamento de novos produtos, passou a oferecer aos clientes contratos com taxas de juros fixas - ou seja, sem indexação a nenhum índice.

Os dados do BC mostram que, em janeiro, a taxa de juros média cobrada em novos financiamentos imobiliários estava em 7,4% ao ano. Em janeiro do ano passado, o porcentual médio era de 8,3% ao ano.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

FECHAMENTO DA SEMANA

Juros futuros são grandes protagonistas da semana e ainda prometem mais emoção; dólar recua 1% e bolsa fica no vermelho

Com Copom duro e a sinalização de uma possível elevação nas taxas de juros nos EUA, os principais contratos de DI dispararam. Na semana, o dólar recuou com o forte fluxo estrangeiro e a bolsa seguiu o ritmo das commodities (mais uma vez)

Calendário completo

Banco Central: veja as datas das reuniões do Copom em 2022

O Copom é o órgão do BC responsável por definir, a cada 45 dias, a taxa básica de juros da economia brasileira

na agenda

BOVX11, ETF atrelado ao Ibovespa, chega ao mercado nesta segunda por R$ 13

Produto é o sétimo ETF lançado pela XP nos últimos sete meses, família de fundos que supera R$ 1,1 bilhão de patrimônio; fundo é considerado uma forma prática de diversificar carteira

matriz energética

ANP autoriza Petrobras a vender óleo fora de especificação para térmica operar

Comercialização será para as usinas Termelétricas Geramar, localizadas no município de Miranda do Norte, no Maranhão; Unidade faz parte do plano de contingência da matriz energética brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies