Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-10T19:46:36-03:00
Estadão Conteúdo
Situação complicada

Com dólar alto, Volkswagen diz ser muito difícil voltar a ter lucro em 2019

Comunicado sinaliza uma mudança de expectativa em relação ao otimismo demonstrado pela montadora no final de janeiro

10 de junho de 2019
20:58 - atualizado às 19:46
fabrica-volkswagen
Volkswagen - Imagem: Volkswagen/Divulgação

A Volkswagen dificilmente voltará a ter lucro em sua operação no Brasil em 2019. Foi o que afirmou nesta segunda-feira, 10, o vice-presidente de vendas e marketing da montadora, Gustavo Schmidt. Segundo ele, o principal problema é a alta do dólar, que encareceu insumos utilizados pela fabricante para a produção de veículos, em especial o aço.

A afirmação sinaliza uma mudança de expectativa em relação ao otimismo demonstrado pela empresa no final de janeiro. À época, o presidente da Volkswagen para a região da América do Sul e Caribe, Pablo Di Si, afirmou que a montadora estava muito perto de sair do prejuízo e que a operação voltaria a dar lucro em 2019, depois de seguidos anos no vermelho. Segundo ele, a virada só não havia ocorrido ainda por causa da crise da Argentina, para onde a fabricante envia a maior parte da produção brasileira destinada à exportação.

A expectativa de Di Si era sustentada principalmente pela aposta de recuperação da economia brasileira. Em janeiro, as principais instituições financeiras do País estimavam que o PIB cresceria entre 2% e 3% em 2019, impulsionado pelas reformas prometidas pelo governo Jair Bolsonaro.

No entanto, as dificuldades de articulação política do governo deixaram os bancos mais cautelosos, reduzindo as projeções para números mais tímidos, em torno de 1%. O dólar, por sua vez, subiu. No dia 23 de janeiro, quando o presidente da Volkswagen disse que a montadora voltaria a ter lucro em 2019, a moeda norte-americana fechou cotada a R$ 3,76. Depois de superar a casa dos R$ 4 ao longo das últimas semanas, fechou nesta segunda a R$ 3,88.

A dificuldade da Volkswagen de registrar lucro ocorre mesmo em um momento de aumento das vendas. O mercado de automóveis no Brasil cresceu 11,2% no acumulado de janeiro a maio. No entanto, a maior parte desse crescimento se deve a clientes corporativos. Os consumidores tradicionais, que resultam em vendas com maior margem de lucro, ainda apresentam resultados tímidos.

Para Schmidt, vice-presidente de vendas da Volkswagen, o mercado voltado ao consumidor comum só deve acelerar no segundo semestre deste ano, quando os níveis de confiança dos agentes econômicos estiverem maiores, impulsionados pela esperada aprovação da reforma da Previdência.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Risco fiscal

O preço do furo no teto de gastos virá em forma de juro maior e recessão em 2022, diz Itaú

Com o aumento da incerteza fiscal, o Banco Central deverá entrar em um regime de “regime de contenção de danos”, segundo o banco, que prevê alta da Selic para até 11,25% ao ano

Me vê bitcoin

De olho no interesse dos clientes por bitcoin (BTC), Mastercard vai lançar plataforma que une criptomoedas com cartões de débito e crédito

Com essa integração, o cliente pode receber cashback em criptomoedas após compras no cartão de crédito, por exemplo

Exile on Wall Street

Felipe Miranda: Entre “O fim do Brasil —parte 2” e o começo da terceira via

Depois do desastre com o teto de gastos, o que podemos esperar de uma resolução que não envolva nem Lula nem Bolsonaro?

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: Suas definições de “responsabilidade fiscal” foram atualizadas

A temporada de resultados brasileira, que começou na última sexta-feira, segue hoje com EcoRodovias, EDP Brasil, Neoenergia e TIM, após o fechamento do mercado. Enquanto isso, ao longo do dia, o presidente Jair Bolsonaro deverá lançar o Programa de Crescimento Verde, indicativo positivo para a COP26 de novembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) retoma os US$ 63 mil após cair na sexta-feira e outras criptomoedas sobem até 10% hoje; confira

Destaque para a Solana (SOL), que vem apresentando resultados acima da média das dez principais moedas do mundo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies