Menu
2019-11-22T11:29:33-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

21 de novembro de 2019
11:04 - atualizado às 11:29
Selo para série preços e taxas do Tesouro Direto com uma sacola de dinheiro com pernas subindo e uma porcentagem caída no chão
Imagem: Montagem Andrei Morais/Shutterstock

As taxas do Tesouro Direto abriram em alta nesta quinta-feira (21). O Tesouro IPCA+ 2024 (NTN-B Principal) é negociado com taxa de 2,25% ao ano mais IPCA, por um valor mínimo de R$ 58,43. O Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 (NTN-B) é negociado com taxa de 3,43% ao ano mais IPCA e aplicação mínima de R$ 48,51.

Já o Tesouro Prefixado 2022 (LTN) está pagando 5,29% ao ano para quem o comprar nesta quinta-feira, com aporte mínimo de R$ 35,89; finalmente, o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 (NTN-F) está remunerando 6,78% ao ano, por valor mínimo de R$ 37,46.

O único Tesouro Selic (LFT) disponível para compra atualmente no Tesouro Direto, com vencimento em 2025, está remunerando Selic + 0,02% para quem o levar até o fim do prazo. A aplicação mínima é de R$ 104,10.

Lembre-se de que essas taxas do Tesouro Direto só são válidas para quem adquirir o título hoje e o levar até o vencimento. Na venda antecipada, o retorno pode ser bem diferente, uma vez que a venda é sempre feita a preço de mercado.

Confira os preços e taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Preços e taxas do Tesouro Direto em 21 de novembro de 2019

Sobre o Tesouro Direto

O Tesouro Direto é o programa do Tesouro Nacional para compra e venda de títulos públicos federais on-line pela pessoa física. O investimento mínimo é de apenas R$ 30, desde que essa quantia não seja inferior a 1% do valor de um título.

Para investir no Tesouro Direto, o ideal é abrir conta em uma corretora de valores que não cobre taxa de administração. Dessa forma, o único custo do investimento, além dos impostos, é a taxa de custódia paga à bolsa, de 0,25% ao ano.

Os títulos públicos federais são os investimentos de menor risco de crédito da economia brasileira, pois são garantidos pelo governo. Mas há risco de mercado, uma vez que há volatilidade nos preços.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Inimigos do Investidor

Por que os seus erros importam mais do que os acertos

O desafio não é você ter uma caminhada sem erros, algo que não existe. O desafio é que seus erros tenham um custo muito menor do que os ganhos que você vai incorrer.

Otimismo local

Ibovespa abre em alta e dólar cai; recuperação do varejo se sobrepõe à tensão com a Covid-19

A surpresa positiva com o resultado de vendas no varejo no Brasil em maio dá ânimo aos investidores e recoloca o Ibovespa no nível de 99 mil pontos, apesar do clima mais tenso no exterior

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

para evitar contágio

Reabertura gradual das agências do INSS é adiada para 3 de agosto

Atendimento exclusivo por meio de canais remotos fica prorrogado até o dia 31 de julho e continuará sendo realizado mesmo após a reabertura das agências

números da crise

Pedidos de recuperação judicial sobem 82,2% em junho, diz Boa Vista

Falências decretadas e as recuperações judiciais deferidas subiram 93% e 103,3%, respectivamente

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements