Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-11-22T17:00:10-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
dia de baixa

Ações da Tesla caem forte após companhia apresentar picape elétrica

Modelo futurista Cybertruck deve custar pelo menos US$ 39,9 mil; nesta sexta-feira, os ativos da montadora caíam quase 6%, mas já subiram 39% desde o balanço

22 de novembro de 2019
15:49 - atualizado às 17:00
Cybertruck, utilitário da Tesla
Dividiu opiniões o design do veículo da Tesla: uma estrutura de aço semelhante a um tanque. Imagem: Divulgação/ Tesla

As ações da Tesla caem forte após a companhia apresentar o modelo Cybertruck, uma picape elétrica com design futurista - e que, ao mesmo tempo, remete a filmes distópicos dos anos 1980, como Blade Runner, de Ridley Scott. Por volta das 14h (horário de Brasília), os papéis caíam 5,8%, sendo negociados a US$ 333,97.

Não está claro se a queda dos ativos tem relação com a apresentação do novo veículo feita pelo CEO da companhia, Elon Musk, ou se é apenas uma realização de uma alta que os papéis sofrem desde o anúncio do balanço do terceiro trimestre. Entre o dia 23 de outubro e o pregão desta quinta-feira (21), as ações da Tesla subiram 39%.

Durante a apresentação do veículo, a demonstração de que o vidro do Cybertruck era resistente simplesmente falhou. Musk afirmou que os vidros seriam resistentes a impactos e convidou um funcionário a atirar uma bola de metal contra uma das janelas do carro. O vidro foi quebrado.

Também causou polêmica o design do veículo da Tesla: uma estrutura de aço semelhante a um tanque - ou a de um filme distópico oitentista. Apesar disso, as características do veículo podem agradar o mercado. São três variações do modelo, que terá seis lugares e deve carregar até 1,5 tonelada.

A configuração mais avançada do Cybertruck promete ir de 0 a 96 km/h em 2,9 segundos, a velocidade máxima de 209 km/h. O modelo mais simples deve custar US$ 39,9 mil e o mais avançado chega ao valor de US$ 70 mil. A promessa de Musk é que o veículo comece a ser produzido em 2021.

De olho nos números

A Tesla passa por um momento bom momento desde o resultado financeiro mais recente, divulgado no final de outubro. No terceiro trimestre, a empresa registrou um lucro líquido por ação de US$ 1,86 (US$ 143 milhões ao todo). Analistas do mercado esperavam um prejuízo de 42 centavos por ação.

A cifra do lucro total representa uma perda de 54% em relação ao mesmo período do ano passado e um ganho de 135% comparado ao segundo trimestre de 2019.

Já a receita caiu 8% em relação ao terceiro trimestre do ano passado, para US$ 6,30 bilhões. A perda foi de 1% em relação ao trimestre anterior. No ano, os papéis da Tesla acumulam baixa de mais de 20%, considerando a cotação de ontem.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

em busca de recursos

AES Brasil (AESB3) aprova oferta pública e pode captar até R$ 1,8 bilhão

De acordo com a AES Brasil, o objetivo da oferta é acelerar seu plano de crescimento, com foco na diversificação do portfólio por meio de fontes complementares à hídrica, além de potencializar a criação de valor para os acionistas

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: mais imposto, indefinição sobre dívidas e desaceleração na China

O Ibovespa acumulou uma perda de 2,5% na semana que termina e o dólar à vista avançou 0,28%, para R$ 5,28.  Foram três os principais fatores que impactaram os mercados: o anúncio de aumento de impostos, a indefinição sobre os precatórios — dívidas do governo com sentença judicial definitiva — e uma possível desaceleração da […]

Podcast Mesa Pra Quatro

De corretor de investimentos a árbitro e comentarista de futebol: conheça a trajetória de Arnaldo Cézar Coelho

O ex-árbitro e ex-comentarista de futebol é o convidado do podcast Mesa Pra Quatro. Ele conta como sua mãe influenciou a investir em imóveis e fala sobre a sua trajetória no mercado financeiro, um lado que poucos conhecem – confira agora

nome limpo na praça

Boa Vista (BOAS3): Itaú BBA inicia cobertura com ‘compra’ e potencial de alta de 27%

Preço-alvo para 2022 foi estabelecido em R$ 15,50, apoiado na tese de crescimento da companhia e do mercado de serviço de informações de crédito

de olho na inovação

Bitcoin é ineficiente como moeda e bom apenas para especulação, diz ‘Papa’ do valuation

Damodaran disse que a importância que tem sido dada ao bitcoin é desproporcional em relação ao seu papel na economia e minimizou a adoção da criptomoeda por El Salvador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies