O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-08-01T19:31:44-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Uma lição de gerenciamento de riscos

1 de agosto de 2019
19:31
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Algo que aprendi nesses vários anos de cobertura do mercado financeiro como jornalista é que sempre existe risco. Em outras palavras, trata-se da possibilidade de aquele cenário projetado não se concretizar, para o bem ou para o mal.

Poucas pessoas entendem tanto do tema “riscos” como o nosso colunista Ivan Sant’Anna, com quem eu tive a honra de almoçar hoje.

Em uma conversa que variou sobre temas literários e várias histórias do mercado, perguntei em determinado momento porque nenhum dos livros que escreveu foi parar nas telas do cinema e da TV.

Ele me respondeu que chegou a vender os direitos do best seller Os Mercadores da Noite por uma boa quantia, mas a produtora nunca concretizou o projeto. Por isso mesmo, ele jamais negocia a adaptação de seus romances sem receber adiantado, e me aconselhou a fazer o mesmo.

Em outras palavras, isso se chama gerenciamento de riscos, ensinamento que também cai como uma luva para o mundo dos investimentos. Se você pensa em aplicar ou em aumentar suas posições na bolsa depois da queda dos juros, é preciso mapear os riscos no radar.

O pregão de hoje deu uma clara amostra de como a renda variável pode, de fato, variar. Depois de subir mais de 2% na máxima do dia, o Ibovespa deu um mergulho no meio da tarde. O motivo? Donald Trump.

O presidente dos EUA voltou à carga com a guerra comercial com a China ao anunciar a imposição de tarifas de 10% em produtos importados do país asiático, o que derrubou as bolsas americanas.

Por aqui o Ibovespa perdeu força, mas conseguiu se sustentar em alta. Como também ensina o mestre Ivan Sant’Anna, não há maior demonstração de força quando a bolsa sobe mesmo em meio a notícias negativas.

Quer saber como o principal índice da B3 conseguiu ficar no azul mesmo depois da casca de banana atirada por Trump? Então vale a pena conferir a cobertura de mercados com o Victor Aguiar.

Novata no radar

O Ibovespa é a grande vitrine da bolsa brasileira. As empresas que fazem parte do índice que reúne as principais ações do mercado são definidas a cada quatro meses pela B3. Hoje a bolsa anunciou a primeira prévia do índice, que trouxe a entrada de uma nova empresa para esse grupo seleto. Se confirmada a entrada, o índice passará a contar com 67 ativos a partir de setembro. Saiba neste link quem é a empresa que está no radar da B3.

Na dúvida, vá de dourado

Não, caro leitor, esse não é um conselho antecipado para a cor do Réveillon ou do seu próximo carro zero. O fato é que quando falamos em proteção no mercado financeiro, em geral vem à cabeça duas coisas: a compra de dólar ou de ouro. E foi exatamente a segunda opção que os Bancos Centrais mundo afora resolveram adotar para fugir dos riscos políticos e econômicos que não cansam em pintar por aí (vide a surpresinha de Trump hoje). E os BCs não andam comprando pouca coisa não, como você confere nesta matéria do Eduardo Campos.

Cripto Leão

Aos poucos o mercado de criptomoedas começa a fazer parte da “vida real”. A partir de hoje o investidor que fizer operações com bitcoin deverá prestar contas à Receita Federal. Já faz tempo que o Leão está de olho nessas movimentações, mas agora é oficial. Quem acompanhou de perto essa história e traz todos os detalhes que você precisa saber sobre as novas regras é o Eduardo Campos. Leitura mais que recomendada!

Plano em prática

O aporte do grupo japonês SoftBank mal saiu do papel e a Creditas já arregaçou as mangas para colocar os planos em prática. A fintech anunciou hoje a aquisição da Creditoo, uma startup focada em crédito consignado para funcionários de empresas privadas. O negócio é uma peça-chave no planejamento da Creditas, já que faz um bom tempo que a companhia planeja entrar nesse ramo, como você confere nesta reportagem.

O futuro já começou

Ele alerta para uma queda nos índices das bolsas norte-americanas há algum tempo, e agora as previsões começam a se concretizar. Fausto Botelho traz um novo vídeo para a coluna “De olho no gráfico” e não poderia deixar de falar na tendência de baixa que o S&P500 vem demonstrando nos últimos dias. Na visão dele, o índice pode derreter muito mais. E você deve estar preparado, seja investindo lá fora ou aqui no Brasil. Então aperte o “play” e confira todos os detalhes dessa análise.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Cautela pesa e Ibovespa futuro abre em queda com exterior fraco; dólar avança para R$ 4,95

RESUMO DO DIA: Após o rali da última terça-feira (17), as bolsas amanheceram com leves perdas, em um movimento de ajuste cauteloso. A inflação na Europa preocupa, enquanto o Federal Reserve dá sinais mistos sobre o aperto monetário. Por aqui, o Ibovespa acompanha a privatização da Eletrobras (ELET3) e falas de Roberto Campos Neto e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Suzano (SUZB3) e lucro de 5,3% no bolso com Wiz (WIZS3)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Suzano (SUZB3), com entrada em R$ 52,74; confira a análise

O melhor do Seu Dinheiro

As stablecoins são o Real dos anos 1990? Confira a notícia do dia e outras sete histórias que mexem com os seus investimentos

Manter a paridade com o dólar não é tarefa simples, e o novíssimo mercado das criptomoedas experimentou esse travo amargo na semana passada; entenda a crise das stablecoins

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas lá fora tentam emplacar terceiro dia de alta, limitadas por dados inflacionários; Ibovespa mira Eletrobras (ELET3) e briga entre poderes

Ainda hoje, os investidores acompanham o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento

TRAGÉDIA NA CHINA

Alguém derrubou esse avião de propósito na China; investigadores agora tentam descobrir quem foi

Dados recuperados da caixa preta sugerem que alguém na cabine derrubou o intencionalmente o Boeing 737-800 da China Eastern com 132 pessoas a bordo no fim de março

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies