Menu
2019-12-12T20:13:02-03:00
INVESTIMENTOS

Para Freitas, decisão da S&P é “excelente” para atrair investimentos

O ministro prevê que a melhora de perspectiva para o Brasil pelas agências de rating vai impulsionar investimentos para as mais de 40 concessões que pretende vender em leilões em 2020

12 de dezembro de 2019
20:13
Ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas
Imagem: Divulgação/PPI.gov

A mudança de perspectiva da nota do Brasil pela S&P, anunciada na quarta-feira, 11, é uma excelente sinalização da agência de classificação para a retomada do grau de investimento do País, e vai aumentar a atratividade do Brasil para os investidores estrangeiros, afirmou há pouco o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

"(A alteração) foi em cima da aprovação das reformas. A reforma da Previdência foi fundamental, eles (S&P) viram que o Brasil vai caminhar na direção da solvência", avaliou Freitas durante visita à obra da Ecoponte, no Rio de Janeiro, concessionária da Ponte Rio-Niterói.

Freitas ressaltou a importância do setor privado no desenvolvimento do País e prevê que a melhora de perspectiva para o Brasil pelas agências de rating vai impulsionar investimentos para as mais de 40 concessões que pretende vender em leilões em 2020.

A maior delas, da Rodovia Presidente Dutra, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo, deverá ter uma arrecadação bilionária para o governo. A consulta pública será aberta em janeiro e a previsão de Freitas é de que haja muita concorrência no leilão previsto para o final do ano.

"Com o leilão serão R$ 13 bilhões de investimentos na Nova Dutra, vão ser várias terceiras faixas. quarta faixas, uma nova descida da Serra das Araras. Será um leilão híbrido, provavelmente vamos conciliar menor tarifa com maior outorga", informou.

Segundo ele, a questão da solvência, a relação dívida/PIB (Produto Interno Bruto) e a diminuição da dívida pela queda de juros vão trazer mais investimentos.

"Eles (investidores) estão percebendo esses movimentos, essas reformas estruturais e começando a perceber a aceleração, e é a aceleração que vai trazer a classificação de risco", afirmou o ministro, sem querer estimar quando a nota do País poderá ser elevada.

Para o ministro, as agências estão atentas à maior participação do capital privado no investimento do País. "A gente começa a experimentar um crescimento lastreado em capital privado, que é muito sustentável no longo prazo, e as agências de classificação estão percebendo isso", completou.

O ministro visitou hoje o canteiro de obras da construção das duas alças que farão interligações à ponte, um investimento de R$ 450 milhões já previsto, que fez parte da licitação da concessão da Ponte Rio-Niterói, realizada em 2015. A primeira alça, de 2,5 quilômetros, já está 90% pronta e liga a ponte à Linha Vermelha, com previsão de ser entregue em fevereiro. A segunda etapa, de 3,2 quilômetros, tem por objetivo desafogar o trânsito de carga da Avenida Brasil, a mais movimentada da cidade, e fica pronta em julho do ano que vem.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Reposicionamento

BNDES não tem pressa de vender ações e quer fomentar indústria de fundos

Presidente do banco, Gustavo Montezano, disse que BNDESPar venderá ações aos poucos durante três anos, à medida que mercado for absorvendo; objetivo é que carteira chegue perto de zero

OLHO NOS JUROS

FED decide manter juros entre 1,50% e 1,75%

No comunicado, o banco ressaltou que a atual política monetária é “apropriada para suportar a expansão econômica, condições mais fortes do mercado de trabalho e o retorno da inflação para perto da meta de 2%”

Privatização à vista

Objetivo é privatizar Eletrobrás no 2º semestre de 2020, diz o presidente Wilson Ferreira

Meta para o primeiro semestre é aprofundar a conversa com o Senado e aprovar capitalização no Congresso.

Rebatendo as críticas

Nenhum governo tem prática tão liberal quanto este, diz Salim Mattar

Secretário responsável pelas privatizações do governo Bolsonaro disse que gasta 80% do tempo para “descontruir o legado” que foi deixado por gestões anteriores

Nova cartada do bilionário

Warren Buffett vende seu império de jornais por US$ 140 milhões e deixa o setor de imprensa

A Berkshire Hathaway, conglomerado de investimentos administrado por Warren Buffett, vendeu hoje sua divisão de jornais à Lee Enterprises

Caixa vai fazer “road show” de IPO da Caixa Seguridade em todos os Estados

O banco pretende fazer a abertura de capital das subsidiárias de seguridade e de cartões neste ano. As outras duas unidades – loterias e gestora de fundos – devem demorar um pouco mais

martelo batido

CVM fecha acordo de R$ 450 mil em caso envolvendo executivos da Biosev

Processo era movido contra três ex-executivos da processadora de cana-de-açúcar; cada um vai ter que pagar R$ 150 mil

pingos os is

Investigação não encontrou irregularidades e não há mais nada a esclarecer, diz presidente do BNDES

Auditoria custou R$ 42,7 milhões; investigações internas do banco não encontraram nenhuma irregularidade nas operações

hora do balanço

Bancos liberam mais crédito no Brasil, mas custo segue elevado

Taxas de juros cobradas de empresas e famílias seguiram em níveis elevados. segundo dados do BC

Painel com gestores

Stuhlberger vê bolha se formando na bolsa, mas segue aplicado

Lendário gestor da Verde Asset diz que “olha porta de saída” da bolsa, mas vê boas perspectivas com avanço do PIB de consumo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements