Menu
2019-06-21T13:04:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Pensando no futuro

Maia diz esperar reforma da Previdência aprovada até julho e sinaliza aliança DEM-PSDB para 2022

Presidente da Câmara também sinalizou a possibilidade de se antecipar a votação do projeto caso o partido de Bolsonaro esteja alinhado na articulação

31 de maio de 2019
15:38 - atualizado às 13:04
Rodrigo Maia
Maia listou como legendas que também podem fechar questão DEM, PP, PL (ex-PR), Cidadania e Podemos - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reafirmou a expectativa de votar e aprovar a reforma da Previdência na Câmara até o fim do primeiro semestre do ano.

Citando a possibilidade de o PSDB fechar questão em torno da proposta e obrigar os deputados da legenda a votarem favoravelmente ao texto, ele disse que mais partidos estão caminhando para isso.

"Os partidos estão todos caminhando nessa linha, todos os partidos que converso, todos que têm uma linha liberal na economia. Essa sinalização do PSDB de fechamento de questão é talvez decisiva para a gente colocar a reforma nos trilhos", declarou.

Maia listou como legendas que também podem adotar essa postura DEM, PP, PL (ex-PR), Cidadania e Podemos. E ainda mandou um recado ao PSL e ao governo do presidente Jair Bolsonaro: "Se tivermos a clareza que temos junto com PSL e o governo ajudando a construir a votação, podemos antecipar, o importante é fechar o semestre com essa matéria votada. Isso seria ideal para a Câmara dos Deputados, no meu ponto de vista."

Maia também disse que ainda não leu o projeto apresentado pelo PL (ex-PR) para a proposta na comissão especial da Câmara, mas disse que a apresentação da emenda é importante para que os parlamentares identifiquem quais são os pontos em comum e os itens que têm divergência.

Com base na confiança

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez um forte aceno ao PSDB para as eleições presidenciais de 2022.

Durante convenção nacional do PSDB, o deputado fluminense afirmou que deseja que as duas siglas estejam "fortes em um projeto único de geração de emprego e renda" daqui a três anos. Após o evento, ele negou que estivesse falando em fusão entre os dois partidos.

"Isso envolve diálogo, como a gente vem fazendo, temos muitas convergência". Ele defendeu que PSDB e DEM estejam juntos para primeiro reconstruir o País e depois em um projeto comum com outros partidos para o futuro.

O novo presidente do PSDB, Bruno Araújo, disse que é cedo para falar sobre eleição, mas que a legenda tem identidade com o DEM e que os dois estão sempre em constante diálogo. Ele também incluiu o MDB na possibilidade de uma conversa para a próxima eleição presidencial.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

rearranjo no segmento

Dona da Farm negocia fusão com a Shoulder, de moda feminina

Empresas mantém conversa “em fase preliminar”, em um momento de rearranjo do segmento; Grupo Soma comprou recentemente a NV e a Lauf

Meme bilionário

O que está por trás da valorização de 500% do Dogecoin em uma semana?

O projeto levou várias pessoas a ficarem milionárias, mas pode fazer muita gente perder dinheiro daqui para frente

Chama o doutor

Após desconto em IPO, ações da Mater Dei estreiam em queda na B3

A situação atual do mercado e a fila de companhias de saúde prontas para abrirem o capital prejudica a rede de hospitais

mudanças na estatal

Conselho confirma general indicado por Bolsonaro para presidir Petrobras e novos diretores

Joaquim Silva e Luna assume o cargo então ocupado por Roberto Castello Branco Branco, demitido porque Bolsonaro estava insatisfeito com política de preços

Só a Vale salva

Tá difícil viver de renda: empresas cortaram R$ 38 bilhões em dividendos na pandemia

Muitas companhias optaram por distribuir menos dinheiro aos acionistas e preservar o caixa durante a crise econômica

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies