Menu
2019-04-15T20:42:03-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Principal pauta do governo

Presidente da CCJ da Câmara diz que discussão da Previdência deve começar terça com votação até quarta

Felipe Francischini afirmou ainda que a sessão de discussão da Previdência pode ter mais de 30 horas

15 de abril de 2019
20:42
Felipe Francischini, presidente da CCJ
Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), afirmou que a proposta de emenda à Constituição da reforma da Previdência só deve começar a ser discutida nesta terça, 16, e que a votação pode ficar para a semana que vem caso os mais de 100 deputados inscritos para falar não abram mão deste tempo. A intenção do governo é conseguir votar a proposta até esta quarta, 17.

"Vamos tentar votar a PEC do Orçamento Impositivo ainda hoje (segunda). Pretendo ir até acabar essa votação, nem que tenha que ir até às 4h. Provavelmente, a discussão da reforma da Previdência deve se iniciar amanhã (terça)", disse.

Francischini afirmou ainda que a sessão de discussão da Previdência pode ter mais de 30 horas. Para ele, há votos suficientes para aprovar a admissibilidade da PEC na CCJ.

Questionado se seria uma derrota a votação ficar para semana que vem, ele afirmou que isso "o governo que tem de dizer". "O governo está ligando para os deputados? Está se esmerando para aprovar a reforma? Se ele está fazendo isso, eu torço para que a gente consiga votar o mais rapidamente possível", disse.

O deputado reclamou também da atuação de seus pares na comissão. Para ele, os parlamentares que deveriam defender a reforma da Previdência não estão se posicionando de forma forte e transparente. "Eu fico pautando requerimentos e ninguém defende. Eu não entendi o meu partido. Se eu falasse pelo PSL na comissão, eu não votaria pela inversão de pauta", disse.

Mais cedo, a comissão aprovou um requerimento para que a proposta do orçamento impositivo fosse votada antes da reforma da Previdência na comissão. O PSL e a liderança do governo encaminharam a votação a favor da inversão da pauta.

Francischini também explicou que a deputada Maria do Rosário (PT-RS) foi escolhida por ele para ler a ata da última reunião da comissão. "Foi a primeira que eu vi", disse.

A ala governista tentou inverter a ordem dos trabalhos para que a ata fosse lida depois das votações, mas a oposição, com a ajuda de partidos do bloco da maioria, derrotaram o pedido e a ata teve que ser lida no início da reunião. Parlamentares reclamaram da escolha da petista ao alegarem que ela "demorou muito para ler".

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Exile On Wall Street

Procure por lucros crescendo

Procurar por lucros que crescem, na maior parte das vezes, implica bater de frente com a ideia de comprar barganhas clássicas apuradas sob os critérios de múltiplos baixos

IGP-M em alta

Inflação do aluguel sobe de 18,20% para 20,56% em um ano, aponta FGV

O Índice Nacional de Custo da Construção também cresceu de 0,98% para 1,50% em 12 meses, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas

Mercados hoje

Ibovespa opera em alta e chega a romper os 100 mil pontos com tom positivo no Brasil e no exterior

Índice dá continuidade a movimento positivo de ontem, com menos pressão de fatores de risco locais no radar

TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

11 notícias para você começar a terça-feira bem informado

O coronavírus ofuscou o que deveria ser o evento do ano em 2020: a eleição presidencial nos Estados Unidos, o pleito que escolherá quem ocupará um dos cargos mais importantes do mundo nos próximos quatro anos. Os mercados começaram a corrida eleitoral com uma torcida maior por Donald Trump. Sua política de redução de impostos […]

DESEMPENHO AINDA BAIXO

Embraer: Entrega de aeronaves sobe entre segundo e terceiro trimestre

Resultado, porém, fica abaixo do registrado no terceiro trimestre de 2019, com empresa ainda sentindo a crise do setor aéreo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies