💸 Você pode receber R$ 120 para investir; veja como solicitar o depósito aqui

Cotações por TradingView
2019-04-23T15:58:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Próximo passo da reforma

Líder do governo na Câmara diz que instalação da comissão especial para Previdência será na 5ª feira

Instalação na sequência da CCJ deve funcionar como uma sinalização positiva de que a Câmara está empenhada na tramitação da reforma

23 de abril de 2019
15:58
Major Vitor Hugo
Comissão especial terá o prazo de até 40 sessões para discutir o mérito da reforma - Imagem: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

O líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), disse nesta terça-feira, 23, que a instalação da comissão especial que analisará a proposta de reforma da Previdência se dará na próxima quinta-feira, 25, mas a primeira reunião de trabalho do colegiado deve ocorrer apenas em 7 de maio, após o feriado.

A instalação será feita na quinta-feira para dar uma sinalização positiva de que a Câmara está empenhada na tramitação da reforma.

Mas, segundo ele, o feriado de 1º de maio dificulta a obtenção de quórum para inaugurar os trabalhos da comissão que discutirá o mérito da proposta.

O líder evitou dizer que o calendário pode prejudicar o objetivo do governo de aprovar a proposta no plenário da Câmara ainda no primeiro semestre deste ano.

A comissão especial tem o prazo de até 40 sessões para discutir o mérito da reforma. Vitor Hugo não quis estimar quantas serão usadas. Na reforma do ex-presidente Michel Temer, não se chegou à metade desse prazo.

"Não quero estabelecer cronograma (de tramitação)", afirmou o líder. Ele disse, porém, que o governo está trabalhando para construir maioria "o mais rápido possível".

A reforma deve ter sua admissibilidade votada nesta terça na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. A sessão estava marcada para 14h30, mas começou por volta das 15h.

Segundo Major Vitor Hugo, há sobre a mesa sete requerimentos integrantes do "kit obstrução" da oposição: um para inversão de pauta, um para retirada da reforma de pauta e cinco para adiamento da sessão. Eles precisarão ser votados individualmente. Por isso, a previsão dele é que a sessão se estenda para depois das 21h.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

PALAVRA DO TRADER

Enxergando o mercado sob a ótica dos traders profissionais e como eles interpretam as notícias

7 de dezembro de 2022 - 6:19

Como trader, seu objetivo é operar como os profissionais. Para isso você tem que olhar o mercado de forma objetiva e direta, sem distorções

LOTERIAS

Lotofácil faz novo milionário; Mega Sena sorteia R$ 115 milhões hoje

7 de dezembro de 2022 - 5:57

O bilhete premiado do concurso 2681 da Lotofácil dá direito a pouco mais de R$ 1,3 milhão; Mega Sena está acumulada há oito sorteios.

TÁ ESCRITO

Klabin (KLBN11) aprova investimento de até R$ 183 milhões e abre outra porta para um mercado bilionário; saiba qual

6 de dezembro de 2022 - 20:14

Com o aporte, a empresa dá passo para entrar em um segmento estimado em mais de US$ 20 bilhões e que tem alta taxa de crescimento esperada para os próximos anos

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

PEC da Transição é aprovada, a nova queda do petróleo e o dia das criptomoedas; confira os destaques do dia

6 de dezembro de 2022 - 19:41

Na reta final do pregão — que foi de forte volatilidade devido à aversão ao risco que predominou em Wall Street —, o Ibovespa ganhou fôlego para fechar o dia em alta de 0,72%, aos 110.188 pontos. Isso porque a PEC da Transição, enfim, deslanchou e superou o seu primeiro desafio: a Comissão de Constituição […]

FECHAMENTO DO DIA

Senado dá sinal verde para PEC da Transição R$ 30 bi menor e Ibovespa sobe, contrariando NY; dólar recua

6 de dezembro de 2022 - 19:18

A forte queda do petróleo e a nova queda de 2% do Nasdaq, em Nova York, não impediram a alta do Ibovespa e nem o alívio no câmbio. O dólar à vista encerrou o dia em queda de 0,25%, a R$ 5,2697

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies