Menu
2019-06-26T14:01:19-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Fica pra próxima

Joice Hasselmann admite que votação da reforma da Previdência em comissão pode ficar para a semana que vem

Líder do governo no Congresso afirmou que se a votação ficar para o dia 1º de julho não estragará o cronograma previsto para a tramitação da proposta

26 de junho de 2019
14:01
Joice Hasselmann
Joice Hasselmann - Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-PR), afirmou nesta quarta-feira, 26, que, se a votação do relatório da reforma da Previdência na Comissão Especial ficar para a próxima segunda-feira, 1º de julho, isso não estragará o cronograma previsto para a tramitação da proposta. Mas a deputada ressaltou que o ideal é votá-lo até quinta-feira, 27.

"É possível votar entre hoje e amanhã, tudo depende dos acordos. Mas não vai estragar nosso calendário se tiver que ficar para segunda. Todo mundo já sabe o que está lá, o Brasil precisa da reforma. Então, para que deixar mais um fim de semana no meio do caminho para a aprovação?", disse ela.

Joice Hasselmann cobrou também maior envolvimento dos governadores, principalmente do Nordeste, no trabalho do convencimento dos deputados que ainda estão contrários à reforma. Para ela, os mandatários precisam colocar a digital e convencerem os parlamentares.

"Há um esforço conjunto para que coloquemos Estados e municípios no texto. Vai depender muito do trabalho efetivo de alguns governadores que lutaram contra a proposta até um passado recente e que ficaram de bracinhos cruzados aguardando que resolvêssemos tudo, nós Câmara. Então, os deputados que são desses Estados, especialmente do Nordeste, estão dizendo que não vão votar, pronto e acabou. Então os governadores terão que entregar esses votos. Terão que trabalhar com alguns partidos e também com a oposição", disse ela.

A deputada deu as declarações quando chegou para participar de um café da manhã com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Participaram do encontro também o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e outros 20 deputados.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

fechamento dos mercados

Ibovespa fecha em leve alta com avanço da Petrobras, apesar de forte queda da Vale

Juros futuros se descomprimem com menor percepção de risco fiscal, enquanto dólar sobe com hedge de investidores após compra de bolsa

estagnação

Ideia de que investimento público pode ser substituído é engano, diz ex-ministro da Fazenda

Bresser-Pereira disse que o Brasil vive há 40 anos uma situação de semiestagnação econômica por causa de uma redução do investimento público,

Crypto News

“O bitcoin está vencendo a revolução monetária da Covid-19”

Apesar de ter estudado a História de várias nações no ensino médio, não entendia nada de como as economias se comportavam com o passar do tempo.

em queda

Juros fecham em forte queda com notícia de que Bolsonaro desistiu de criar programa social em 2020

Alívio foi maior nas taxas futuras de longo prazo, que acompanham mais o risco fiscal. Agentes repercutem perspectivas de que governo deverá retomar o Bolsa Família em 2021. Produção industrial abaixo da esperada e perspectiva de privatizações ano que vem também embalam recuo

OTIMISMO

BofA projeta Ibovespa em 130 mil pontos em 2021 e diz que está sendo conservador

Banco acredita em pontuação maior, mas isso dependerá da situação fiscal estar ajustada, diz chefe de economia para Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies