Menu
2019-06-07T18:55:48-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Proposta não pegou

Capitalização só com contribuição do trabalhador não para em pé, diz relator da reforma da Previdência

Samuel Moreira evitou dizer, no entanto, se vai incluir no seu relatório a previsão de uma contribuição também das empresas

9 de maio de 2019
18:12 - atualizado às 18:55
img20190425130235702MED
Relator frisou que não pretende desidratar a proposta do governo - Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), disse hoje que um sistema de capitalização para as aposentadorias "não para em pé" com uma contribuição apenas do trabalhador.

Ele evitou dizer se vai incluir no seu relatório a previsão de uma contribuição também das empresas, como existe no modelo atual de repartição.

A proposta do governo coloca como possibilidade a cobrança de uma contribuição dos empregadores para as contas individuais na capitalização. No entanto, a redação do texto não coloca como uma obrigação.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na quarta-feira que a proposta é apenas uma "licença" para criar a capitalização e que os detalhes serão definidos posteriormente em discussão com o Congresso, mas tem defendido uma carga tributária menor para as empresas.

"Estamos estudando essa parte", disse Moreira quando perguntado se avalia prever a contribuição do empregador.

O relator frisou que não pretende desidratar a proposta do governo, uma vez que há uma meta do impacto com a reforma.

No entanto, ele reconheceu que alguns pontos precisam ser analisados com mais cuidado para não prejudicar os mais pobres, como a aposentadoria rural.

Ele defendeu que quaisquer eventuais mudanças sejam compensadas no texto com outras medidas para preservar o alcance fiscal da reforma. Moreira frisou que tanto a oposição quanto a situação sentem a necessidade de fazer uma reforma. "Dificilmente o País vai para a frente aposentando pessoas com 50 anos", disse.

O relator disse ainda que é preciso ter um orçamento equilibrado para a Previdência e, por isso, é necessário ter uma receita adequada.

Ele não detalhou que medida precisaria ser adotada para atingir esse objetivo. Moreira defendeu a instituição de alíquotas progressivas conforme os salários e disse que a cobrança será maior apenas para quem ganha mais.

Diante de resistências de partidos como o PR do próprio presidente da Comissão Especial, Marcelo Ramos (PR-AM), em alterar as regras de aposentadoria dos professores, o relator argumentou que a carreira precisa ser reconhecida e valorizada com salários e condições de trabalho em sala de aula.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

seu dinheiro na sua noite

Os dias que contam no longo prazo da bolsa

Semanas atrás recebi uma mensagem de um leitor espirituoso. Ele fazia menção a uma newsletter na qual eu falava sobre a característica de longo prazo nos investimentos em bolsa. “Se é assim, então me avisa quando o longo prazo chegar que eu invisto”, ele escreveu. Em maior ou menor grau de brincadeira, recebo várias questões […]

Campanha de 2018 envolvido

Decisão de Moraes sobre sigilo de empresários pode influenciar TSE

A quebra do sigilo bancário e fiscal de empresários bolsonaristas, determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), abrange o período entre julho de 2018 e abril de 2020

Crypto News

As criptomoedas que estão longe de incomodar os reguladores

As stablecoins, criptomoedas com paridade com alguma moeda fiduciária ou ativo, hoje no mundo representam juntas um total de US$ 10 bilhões, o que ainda não merece atenção global para a criação de uma regulação

Contrariando recomendação

Para reduzir fila do INSS, TCU mantém contratação de militares e aposentados

Os técnicos do TCU farão, no entanto, um monitoramento da atuação dos servidores aposentados e dos militares no trabalho para acabar com a fila

Sem freio

Ladeira abaixo: dólar à vista cai pelo sexto dia seguido e chega a R$ 5,27

O dólar à vista voltou a ter um alívio intenso e, com isso, já acumula perdas de mais de 5% apenas nesta semana — com a baixa de hoje, a moeda chegou ao menor nível desde 17 de abril

Transferência de lucro do BC

Tesouro Nacional busca manter o colchão de liquidez em níveis confortáveis

A transferência do lucro do Banco Central para o Tesouro Nacional e a contratação de empréstimos com organismos internacionais ajudarão a manter o “colchão de liquidez” do órgão, uma reserva de recursos utilizada na gestão da dívida pública

Investigação do Supremo

Aras pede a Fachin para suspender inquérito das fake news

O pedido veio após apoiadores bolsonaristas terem celulares e computadores recolhidos em uma operação da Polícia Federal deflagrada nesta quarta

Inquérito sobre notícias falsas

Ministro do TCU suspende anúncios do BB em sites acusados de espalhar fake news

Pela decisão, ficam excluídos da suspensão os portais, sites, blogs e redes sociais vinculados a empresas concessionárias de serviços de radiodifusão

Dados do Tesouro

Fatia da dívida atrelada à Selic sobe e prefixada cai em abril

No primeiro mês totalmente impactado pela pandemia do coronavírus, a parcela de títulos atrelados à Selic na Dívida Pública Federal (DPF) subiu de 37,74% em março para 38,7% em abril

Proposta irá a voto amanhã

Maia defende prorrogar efeitos da MP 936, que reduz jornada de trabalho

A proposta está na pauta da Câmara de hoje, porém, Maia disse que é possível que ela seja votada só amanhã, porque o relatório, segundo ele, ainda não está pronto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements